As mulheres anglo-saxónicas já enfrentavam o sexismo (e a prova está nos seus túmulos)

Keith Parfitt / ANU

Um dos sepultamentos analisados, encontrado no cemitério de Kent

As mulheres da Inglaterra anglo-saxónica, que remonta ao século V, enfrentaram o mesmo problema que muitas mulheres enfrentam hoje em dia: o sexismo relacionado com a sua idade e beleza, concluiu uma equipa de arqueólogos 

A pesquisa, levada a cabo por Christine Cave, da Escola de Arqueologia e Antropologia da Universidade Nacional Australiana, evidenciou que, à luz da época, as mulheres eram essencialmente valorizadas pela sua juventude e aparência, atingindo o pico do seu estatuto social por volta dos 30 anos.

Para chegar a esta conclusão, a equipa analisou cerca de 350 túmulos distribuídos por três cemitérios datados de há 450 e 650 d.C.

Os resultados da análise destes sepultamentos demonstraram que os itens com que os cadáveres eram enterrados – que tipicamente representam o estatuto social do indivíduo -, aumentaram para as mulheres até aos 30 anos. A partir desta idade, notaram os cientistas, o número de objetos começava a diminuir. Ou seja, quanto mais velha fosse a mulher, menor número de adereços tinha o seu sepultamento.

Em sentido oposto, nos túmulos analisados do sexo masculino os itens pessoais iam aumentando muito além dos 60 anos.

“As sepulturas onde mulheres estão enterradas têm objetos que destacam a beleza, como jóias, contas, broches e itens desse tipo”, explicou Cave, citada em comunicado divulgado esta sexta-feira pela Universidade Nacional Australiana.

Face aos resultados, a antropologista mostrou-se surpreendida pelo facto de as mulheres anglo-saxónicas enfrentarem os mesmos problemas que as mulheres de hoje em dia. “De certa forma, as coisas não são assim tão diferentes nos dias que correm”, atirou.

“Olhando para a indústria cinematográfica, tem havido estudos que mostram que uma atriz atinge o seu pico de notoriedade quando chega aos 30 anos, enquanto que para os homens [este indicador] continua a crescer além dos 60 anos”, exemplificou.

A investigação foi sendo publicada durante o ano passado em várias revistas científicas, como é o caso Journal of Anthropological Archaeology, como parte da tese de doutoramento este ano apresentada pela cientista.

Sara Silva Alves SA, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Índice de transmissibilidade sobe. É de 0,71 em Portugal Continental (e acima de 1 nas ilhas)

O índice de transmissibilidade da covid-19 subiu ligeiramente a nível nacional nas últimas duas semanas. Entre 24 e 28 de fevereiro, o índice foi de 0,71. O índice médio de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 está …

Museu Neandertal responde a Joe Biden. "Eram mais espertos do que pensa"

O Museu Neandertal, na Alemanha, endereçou um convite ao Presidente norte-americano Joe Biden, depois de o governante ter considerado a decisão do governador do Texas de acabar com a obrigatoriedade de utilização de máscara um …

Olhos postos no Senegal. Violentos protestos contra a prisão do opositor do Governo

Os confrontos no Senegal, os piores dos últimos anos, foram desencadeados pela detenção do líder da oposição Ousmane Sonko. Os confrontos eclodiram em Dakar, na quinta-feira, depois de o principal líder da oposição, Ousmane Sonko, ter …

Grupo de cientistas questiona missão da OMS e pede investigação independente na China

Um grupo de cientistas está a pedir uma investigação independente sobre a origem do Sars-CoV-2, com acesso total aos registos da China. Um grupo de cientistas escreveu uma carta aberta, divulgada nos jornais Le Monde e …

Brasil a braços com uma tragédia anunciada. República Checa pede ajuda estrangeira

No Brasil, o número diário de mortes já ultrapassou o dos Estados Unidos. Alemanha, Suíça e Polónia estão a disponibilizar os seus hospitais para receber casos graves de covid-19 da República Checa. Em relação a número …

Iniciativa Liberal diz não a Moedas e avança com candidatura em Lisboa

Este sábado, a Iniciativa Liberal rejeitou integrar a megacolicação encabeçada por Carlos Moedas e anunciou um candidato próprio à Câmara de Lisboa.  Foi este sábado, na Praça do Município, que João Cotrim de Figueiredo, líder do …

Agente da PSP que chamou "aberração" a Ventura suspenso por 10 dias

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) confirmou a suspensão de dez dias a Manuel Morais, o agente que chamou "aberração" a André Ventura. O agente da PSP Manuel Morais vai iniciar, este sábado, …

1.007 novos casos e 26 mortes nas últimas 24 horas

Portugal registou este sábado 26 mortes e 1.007 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico deste sábado, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de 1.007 …

Publicada lista de entidades abrangidas por alargamento da ADSE

A ADSE já publicou a lista de entidades abrangidas pelo alargamento do subsistema de saúde da função pública aos trabalhadores com contrato individual de trabalho. As entidades reguladoras e a maioria das empresas municipais foram …

O "caminho ainda é longo", mas Portugal já administrou um milhão de vacinas

Esta sexta-feira, Portugal ultrapassou o marco do primeiro milhão de vacinas administradas, mas o "caminho ainda é longo". Portugal ultrapassou, esta sexta-feira, um milhão de vacinas contra a covid-19 administradas, uma marca que o secretário de …