André Ventura exonera Nuno Afonso, chefe de gabinete do Chega

Nuno Afonso, ex-vice-presidente do Chega, com André Ventura

André Ventura exonerou, na quinta-feira, o chefe de gabinete do Chega, Nuno Afonso. A decisão vai ser comunicada esta sexta-feira ao presidente da Assembleia da República.

O presidente do Chega, André Ventura, exonerou o chefe de gabinete Nuno Afonso, avança a CNN Portugal.

O ex-coordenador autárquico é vereador em Sintra, pelo Chega. A tensão entre ambos começou quando Nuno Afonso deixou a vice-presidência do partido para ser vogal da direção.

Mais tarde, ficou fora das listas para as eleições legislativas, um ato que considerou ser uma “subversão” da meritrocacia interna.

Em entrevista ao NOVO, em dezembro, o militante número dois do Chega defendeu que era uma “das pessoas mais bem preparadas” para ser deputado, admitindo ter ficado “desiludido e triste” por não ter integrado a lista de deputados.

Após as eleições, Nuno Afonso tornou-se chefe do gabinete parlamentar. A decisão foi motivada pelo facto de querer “meter os interesses do país à frente do partido”.

Esta é a segunda baixa no partido, depois de, na semana passada, Manuel Matias, pai da deputada Rita Matias, se ter demitido do cargo de assessor do grupo parlamentar, na sequências da várias polémicas relativas à sua nomeação.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.