Este ancestral evoluiu para lidar com uma alteração climática (mas não resistiu)

(dr) Jesse Martin e David Strait

O crânio do Paranthropus robustus identificado como DNH 155

A descoberta de um crânio com dois milhões de anos numa caverna sul-africana está a mudar o que os cientistas pensavam saber sobre um dos ancestrais primitivos da Humanidade.

O Paranthropus robustus, assim batizado por causa da sua aparência robusta, surgiu há cerca de dois milhões de anos, na África do Sul. Mas, pelos vistos, nem todos os indivíduos deste nosso ancestral eram igualmente robustos.

De acordo com o site Science Alert, uma equipa de cientistas chegou a esta conclusão depois de ter analisado o espécime DNH 155, descoberto, em 2018, no sistema de cavernas Drimolen, a noroeste de Joanesburgo.

Este espécime, macho, é significativamente mais pequeno do que outros P. robustus do mesmo género, que foram recuperados de um local próximo chamado Swartkrans. Na verdade, a estatura do DNH 155 assemelha-se mais à de um espécime feminino, conhecido como DNH 7, também encontrado em Drimolen.

“Drimolen antecede Swartkrans em cerca de 200 mil anos, portanto, acreditamos que o P. robustus evoluiu ao longo do tempo, com o primeiro local a representar uma população inicial e o segundo uma posterior, uma população mais derivada anatomicamente”, explica Jesse Martin, candidato ao doutoramento em Paleociência da Universidade La Trobe, na Austrália, e co-autor deste estudo.

No artigo publicado, a 9 de novembro, na revista científica Nature Ecology & Evolution, Martin e a restante equipa afirmam que o DNH 155 e o DNH 7 fornecem um vislumbre de um estado primitivo deste ancestral antes das mudanças microevolucionárias, ao longo dos 200 milénios seguintes, que encorajaram as adaptações vistas nos espécimes de Swartkrans.

Segundo os investigadores, um dos principais fatores que poderia ter ocasionado tal evento foi uma alteração climática que afetou a paisagem sul-africana, há cerca de dois milhões de anos, na qual o ambiente se tornou mais aberto, seco e frio.

Essas mudanças teriam deixado a sua marca em muitas coisas, nomeadamente nos tipos de alimentos disponíveis, que obrigavam a uma mordida e a uma mastigação mais resistente – e que não teriam sido tão fáceis para o DNH 155 e o DNH 7.

No entanto, apesar das adaptações que mudaram lentamente o corpo do P. robustus, isso não foi suficiente. A espécie acabou por ser extinta e, mais ou menos na mesma altura, surgia o nosso ancestral direto, o Homo erectus.

“O P. robustus tinha dentes grandes e um cérebro pequeno, enquanto o H. erectus tinha um cérebro grande e dentes pequenos”, afirma Angeline Leece, arqueóloga da mesma universidade australiana e a outra co-autora do estudo.

Segundo a BBC, os cientistas consideram que o ambiente mais húmido causado pela mudança climática também pode ter reduzido a quantidade de alimento disponível. Por isso, o Homo erectus, com os seus dentes mais pequenos, tinha mais facilidade em comer tanto plantas como carne.

“Embora sejamos a linhagem que venceu no final, há dois milhões de anos, o registo fóssil sugere que o Paranthropus robustus era muito mais comum do que o Homo erectus”, conclui Leece.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bem-vindo à última fase do desconfinamento: fim do certificado em restaurantes, máscara em transportes e lares

"Estamos em condições para avançar para a terceira fase de desconfinamento." Foi com esta frase que António Costa deu início à conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira. Portugal vai avançar para a …

A muralha de Game of Thrones na vida real? Vídeo recria glaciar gigante que existiu na Escócia

Dois investigadores juntaram-se para criar uma reconstituição visual de uma enorme muralha de gelo que existiu na Escócia e que parece saída da série de fantasia Game of Thrones. Quase que dá para ver os homens …

Rui Costa, Benfica

Benfica: duas "baixas" para Rui Costa, em poucas horas (a terceira está proxima)

Varandas Fernandes e Eduardo Moniz não vão fazer parte da lista de Rui Costa nas eleições.  Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato às próximas eleições no Benfica. Dois dias depois, foram anunciadas as saídas …

CNE arquivou queixas contra Costa por causa do PRR. Factos não podem merecer "censura, mesmo que verdadeiros"

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) arquivou as queixas que foram apresentadas contra o primeiro-ministro, António Costa, que, como secretário-geral do PS, tem insistido em falar do PRR, a bazuca europeia, na campanha eleitoral. As queixas …

Discotecas deixam de ter acesso ao lay-off simplificado. Restauração lembra que "crise ainda não acabou"

O processo de desconfinamento começa a chegar ao fim e com ele ficam para trás os apoios financeiros atribuídos às empresas. A terceira e última fase de desconfinamento está quase a chegar e isso implica …

Costa diz não compreender "irritação" de Rio com PRR "bom para o país"

António Costa afirma que não compreende a irritação de Rui Rio com o Plano de Recuperação e Resiliência, frisando que é algo positivo para o país e já está contratualizado com os Açores. O secretário-geral do …

Estudo traz uma nova esperança ao tratamento do cancro dos ovários

Novo estudo traz uma nova luz para a luta contra o cancro dos ovários. Combinação de medicamentos conseguiu reduzir o tamanho do tumor. De acordo com o estudo, entre 25 pacientes que receberam uma combinação experimental …

Medina diz que abertura das discotecas tornará noite em Lisboa mais controlada

O presidente da Câmara de Lisboa e recandidato nas eleições de domingo, Fernando Medina, disse hoje ver como positiva a reabertura das discotecas a 1 de outubro, considerando que a noite na capital passará a …

Gotas quadradas e redes líquidas. Cientistas criaram o que se pensava ser impossível

Numa experiência inesperada, uma equipa de cientistas criou gotículas quadradas e redes líquidas - algo que, de acordo com a ciência, não seria possível. Quando duas substâncias se unem acabam por se estabelecer num estado estável …

Marte pode ser demasiado pequeno para ser habitável

Marte pode ser demasiado pequeno para ser habitável. Uma equipa de investigadores sugere que a sua dimensão reduzida não lhe permite reter muita água. Um novo estudo sugere que o pequeno tamanho de Marte pode ser …