Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais.

Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades mais amigas do ambiente em todo o mundo, pois a população (e os visitantes da cidade) têm o hábito de percorrer as ruas de bicicleta. Contudo, esta situação pode estar a causar alguns constrangimentos e por isso a capital dos Países Baixos resolveu arranjar uma forma de conter o estacionamento de bicicletas nas pontes. Através do uso de flores.

Devido à grande movimentação de bicicletas na cidade, muitas das vezes as pessoas acabam por estacionar as suas bicicletas nos sítios mais inoportunos. Isto acontece com muita frequência nas famosas pontes de Amesterdão, situação que não agrada ao município, que considera que desta forma as vistas dos mais belos canais do mundo estão a ser “destruídas”.

Para resolver o problema, os governantes locais resolveram colocar plantas de madeira e cestos de flores nas pontes dos canais que são mais movimentados. Esta é uma tentativa de persuadir os ciclistas a encontrar outros locais para estacionar as bicicletas, diz o jornal britânico The Guardian.

Um porta-voz do município referiu que “devido ao elevado número de bicicletas estacionadas junto às grades das pontes, as pessoas que por lá caminham não conseguem caber nos pequenos espaços que restam e acabam por andar na via, o que pode ser perigoso”.

Amesterdão é conhecida por ter mais bicicletas do que pessoas, e conta com cerca de 767 km de ciclovias. A pandemia do novo coronavírus fez com que os habitantes da cidade optassem ainda mais por este meio de transporte, deixando de lado carro e os transportes públicos.

Um relatório do instituto de conhecimento holandês para a política de mobilidade revelou que a distância média percorrida por cada bicicleta, diariamente, aumentou para 4,1 km em julho deste ano, número que contrasta com os 3,4 km percorridos no ano passado.

A acumulação de bicicletas nas pontes da cidade não é o único problema. A associação Algemene Nederlandse Wielrijders-Bond refere a necessidade de uma melhoria nos padrões de segurança das ciclovias, pois estas estão cada vez mais cheias.

Frits van Bruggen, diretor da ANWB, explicou que “antes da crise do coronavírus, já tínhamos ciclovias completamente cheias, por isso este problema não é de agora”.

“Tenho 100% de certeza de que teremos mais vítimas e acidentes nos próximos tempos porque a população opta cada vez mais por este meio de transporte. Depois da pandemia não ousamos mais usar transportes públicos”, rematou Bruggen.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …