Quase 40% dos americanos com dificuldades financeiras. Doar sangue é a sua maior receita

A economia dos Estados Unidos (EUA), considerada uma das maiores do mundo, permitiu avanços sociais e tecnológicos inestimáveis. Contudo, atualmente, cerca de 40% dos norte-americanos afirmam ter dificuldade em pagar por comida, por habitação, por serviços públicos ou por assistência médica.

Segundo noticiou o MintPress News, citado pelo All That’s Interesting (ATI), muitos norte-americanos da classe trabalhadora, com poucos rendimentos, começaram a vender o seu próprio sangue para sobreviver.

A oferta e a procura de sangue fizeram com que o número de centros de coleta crescesse de forma exponencial desde 2005. Na verdade, o sangue representa agora mais de 2% do total das exportações dos EUA – mais do que o milho, por exemplo. Por lei, é permitido doar sangue até duas vezes por semana, por cerca de 30 dólares de cada vez.

Os EUA fornecem 70% do plasma mundial, principalmente porque a coleta é ilegal na maioria dos outros países. A Alemanha compra cerca de 15% do suprimento exportado do país, com a China e o Japão a serem também grandes compradores.

Entre 2016 e 2017, os norte-americanos venderam tanto sangue para centros de coleta que as exportações aumentaram mais de 13%, passando a 28,6 mil milhões de dólares (cerca de 25,6 mil milhões de euros) De acordo com o ATI, comprar e vender sangue é uma das poucas indústrias prósperas que restam no país.

O plasma é uma das substâncias mais valiosas que se pode dar a outro ser humano, especialmente em casos de anemia e de cancro. Essa substância ajuda a transportar proteínas essenciais no organismo, bem como glóbulos vermelhos e brancos.

É também rotineiramente necessário para realizar cirurgias, principalmente para transfusões em grávidas, que perdem muito sangue durante o parto. Embora o plasma e os seus próprios doadores sejam vitais e generosos, empresas como Grifols e CSL estão nessa indústria pelo dinheiro, referiu o ATI.

“Não gosto da ideia de vender o meu plasma por dinheiro, mas faço o que tenho que fazer”, disse um doador de Kalamazoo, no Michigan.

De acordo com o WSWS, um estudo descobriu que a maioria dos doadores de Cleveland obtém grande parte dos seus rendimentos com a doação de sangue. Embora seja um ato voluntário, o aumento do custo de vida e a redução das oportunidades parecem estar a forçar os doadores a se submeterem a esse procedimento.

“Existe todo um plano de lucro”, disse Izzy, estudante da Universidade do Michigan. “Eles nos dão tão pouco, mas recebem muito. Querem o plasma porque é caro. Mas não querem pagar por ele, então vão para os lugares mais pobres e pagam o mínimo possível”.

Para Keita Currier, de Washington, essas são empresas “predadoras”. “O preço estabelecido para o plasma é baseado num capricho. Por exemplo, no local onde doei nas primeiras cinco vezes, recebi 75 dólares na primeira vez, depois recebe 20, 20, 30, 50, 25. É aleatório, não importa. Eles sabem que a pessoa está desesperada e se não o fizer a doação por 30 dólares, não receberá 50 na próxima vez”.

H. Luke Schaefer, professor da Universidade de Michigan, acredita que “o aumento maciço nas vendas de plasma é o resultado de uma rede de segurança monetária inadequada e, em muitos lugares, inexistente, combinada com um mercado de trabalho instável”. “As pessoas precisam do dinheiro, esse é o principal motivo”.

Contudo, o processo que passam para obter esse dinheiro é desumano, referiu o ATI. Primeiramente, os doadores são pesados em público ​​para garantir que são pesados ​​o suficiente para doar sangue. Assim, as pessoas obesas valem mais para essas empresas, pois o risco para essas corporações diminui à medida que o peso aumenta.

“Definitivamente, transformam as pessoas em produto, num sentido muito literal”, disse Andrew Watkins, um nativo de Pittsburgh que doou o seu sangue consistentemente por 18 meses. “É profundamente explorador e um sintoma que mostra o quão longe o capitalismo foi”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Os camones vivem num país de 3ª Mundo, esta é a realidade há muito conhecida. O sonho camone nunca passou de um pesadelo.

    • pais miseravel tipico de 4 mundo mas sabes a melhor conheci uma alema que foi fazer turismo nos ianques e quando acordou num hotel na banheira estava sem 1 rim, a historia dela passou na tv alema ela me mostrou ate o corte no seu corpo e mostra bem o pais miseravel que e do carvalho

  2. Merica!!
    Doar não; VENDER!
    Porque por lá, tudo é negócio!…
    E muito desse sangue está contaminado, ou não fossem os americanos o povo mais drogado do mundo!
    .
    @ZAP
    “Centros de coleta”?
    Em português são centros de recolha!
    .
    Porque acabaram as notificações de resposta aos comentários?

RESPONDER

Lobo d'Ávila: "No dia em que quisermos ser um Chega II não seremos o CDS"

O candidato à liderança do CDS Filipe Lobo d’Ávila acha que o partido “não deve cair na tentação” nem cometer o “erro tremendo” de tornar-se num “Chega II”, porque há “um mundo de diferenças” entre …

Em busca da câmara oculta. Cientistas querem voltar a "bombardear" a Grande Pirâmide de Gizé com raios cósmicos

Uma equipa de cientistas quer "bombardear" a Grande Pirâmide de Gizé, no Egito, com raios cósmicos para confirmar a existência de uma câmara interna, detetada numa outra investigação anterior. A informação é avançada pelo portal …

Primo de Sócrates garante que o dinheiro que tinha nas contas era seu

José Paulo Pinto de Sousa, primo de José Sócrates e arguido na Operação Marquês, afirmou ao juiz que era dono do dinheiro que o Ministério Público diz pertencer ao antigo primeiro-ministro, segundo fonte ligada ao …

Telemóvel de Jeff Bezos terá sido hackeado por príncipe herdeiro saudita

O telemóvel do dono da Amazon Jeff Bezos terá sido hackeado pelo príncipe da coroa saudita Mohammed bin Salman em maio de 2018, revela uma investigação do The Guardian. O multimilionário norte-americano Jeff Bezos, CEO da …

"Muu". O mugido de uma vaca pode revelar como se sente

https://vimeo.com/386240607 Ao ouvido humano, os mugidos parecem indistintos. No entanto, um estudo recente revelou que cada vaca tem a sua própria voz - e esta persiste em inúmeras situações. De acordo com um estudo recente, levado a …

Aeroporto do Montijo avança com luz verde da Agência Portuguesa do Ambiente

O projeto do novo aeroporto no Montijo, na margem sul do Tejo, recebeu esta terça-feira uma decisão favorável condicionada em sede de Declaração de Impacte Ambiental (DIA), anunciou a Agência Portuguesa do Ambiente (APA). Em comunicado, …

Vírus da China faz nona vítima mortal. Já há casos em Macau e nos Estados Unidos

O número de mortes causadas por um novo tipo de pneumonia na China subiu esta quarta-feira para nove, com a morte de mais três pacientes, enquanto o número total de infetados é já superior a …

A cura para todos os tipos de cancro pode estar no nosso sistema imunitário

Em laboratório, uma equipa de cientistas da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, conseguiu usar células do nosso próprio corpo para matar células cancerígenas. O nosso sistema imunitário é a defesa natural do nosso organismo contra …

Foi um asteróide (e nada mais do que um asteróide) que dizimou os dinossauros

Uma equipa internacional de cientistas acaba de reafirmar que foi um asteróide - e nada mais do que este corpo rochoso - que dizimou os dinossauros da face da Terra há cerca de 66 milhões …

Descoberta classe de objetos bizarros perto do enorme buraco negro da Via Láctea

Astrónomos da Iniciativa Órbitas do Centro Galáctico da UCLA (Universidade da Califórnia) descobriram uma nova classe de objetos bizarros no centro da Via Láctea, não muito longe do buraco negro supermassivo chamado Sagitário A*. "Estes objetos …