Norte-americanos envolvidos na fuga de Carlos Ghosn declaram-se culpados

WEF / Flickr

Carlos Ghosn

Os dois norte-americanos acusados de ajudarem o ex-presidente da Nissan Carlos Ghosn a fugir do Japão quando aguardava julgamento em liberdade sob fiança declararam-se esta segunda-feira culpados perante a justiça japonesa.

De acordo com fontes da agência de notícias Kyodo, do Japão, citado pela agência Lusa, antes de se apresentarem esta segunda-feira no Tribunal do Distrito de Tóquio, Michael Taylor, de 60 anos, ex-membro das Forças Especiais do Exército dos Estados Unidos (EUA) e o filho Peter, de 28 anos, admitiram ter ajudado Ghosn a fugir do país.

Os dois homens afirmaram que foi Carole Ghosn, mulher de Ghosn, a pedir-lhes que ajudassem o empresário a sair do país de forma ilegal no dia 29 de dezembro de 2019.

Apesar de se terem declarado culpados, vão ser submetidos a julgamento, mas a colaboração com a Procuradoria pode atenuar as sentenças.

As autoridades japonesas dizem que Ghosn contratou os dois homens por 1,3 milhões de dólares. Os procuradores adiantaram que a quantia de 500 mil dólares foi transferida para uma conta bancária em nome de Peter Taylor pelo filho de Ghosn, Anthony.

Peter Taylor disse em janeiro ao Tribunal de Massachusetts, que conheceu Ghosn em 2019 no Japão, mas que abandonou o país no dia 29 de dezembro de 2019 em direção a Xangai, República Popular da China. Nas mesmas declarações, nos EUA, afirmou disse que não esteve em contacto com o pai, Michael Taylor, durante “esse período”.

Segundo os procuradores japoneses e após declarações oficiais no Japão, os Taylor ajudaram Ghosn a fugir da casa onde residia, em Tóquio, na altura em que se encontrava em liberdade sob fiança e a aguardar julgamento no mega processo de fraude, má gestão e apropriação de capitais, entre outros crimes.

Ghosn foi transportado para Osaka a 29 de dezembro de 2019, onde embarcou num avião de forma clandestina. Passou pelas autoridades japonesas escondido no interior de uma caixa, aproveitando uma falha no sistema informático do aeroporto, e depois transferido para um avião privado que o levou para o Líbano, após uma escala na Turquia.

O ex-presidente da Nissan estava proibido de abandonar o Japão devido ao processo judicial. O empresário, detentor de nacionalidade libanesa, francesa e brasileira, permanece desde o momento da fuga na capital do Líbano, país que não tem acordo de extradição com Tóquio.

Os dois norte-americanos envolvidos na operação ilegal foram detidos em Massachusetts, EUA, em maio de 2020, e a pedido das autoridades japonesas foram extraditados para Tóquio no passado mês de março. A justiça norte-americana rejeitou os recursos pedidos pelos Taylor.

Os dois homens permanecem no mesmo centro de detenção de Tóquio onde esteve Ghosn durante mais de 100 dias, antes de ter sido libertado sob fiança.

Ghons, de 67 anos, que prestou declarações no Líbano após um pedido da Interpol a pedido do Japão, negou todas as acusações afirmando que é vítima de uma conspiração orquestrada pelo fabricante japonês de automóveis, Nissan, numa altura em se que negociava com a Renault uma maior participação da empresa francesa no grupo.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ensinar crianças a dizer palavrões? Uma cientista acha que é boa ideia

A auto-intitulada "cientista dos palavrões" acredita que ensinar as crianças a usá-los de forma eficiente ajuda os mais novos a perceber como este palavreado afecta outras pessoas. Já se sabia que dizer palavrões é um sinal …

Fósseis misteriosos podem ser uma das provas mais antigas de vida animal na Terra

Elizabeth Turner, cientista numa universidade do Canadá, poderá ter encontrado a prova mais antiga de vida animal na Terra. Uma cientista encontrou possíveis sinais de vida animal multicelular em restos de recifes microbianos de há 890 …

E se o mundo entrasse em colapso? Cientistas descobrem qual o país onde há maior probabilidade de sobreviver

Caso a civilização entre em colapso - uma possível consequência das alterações climáticas - os cientistas já descobriram qual o lugar do mundo onde há maior probabilidade de sobreviver: é na Nova Zelândia. Numa pesquisa, dois …

"Dança quem está na roda", responde Marcelo sobre ausência de Bolsonaro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse este sábado que "dança quem está na roda" quando questionado pelos jornalistas sobre a ausência do homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, da cerimónia de reinauguração do Museu …

Todos os anos, esta cidade italiana entrega sal ao Papa em mãos

O Sal de Cervia, também conhecido como "sal do Papa", é-lhe entregue todos os anos em mãos. A tradição sofreu algumas interrupções até ter sido recuperada pelo Bispo Mario Marini, que serviu no Pontificado de …

A colisão secreta entre navios soviéticos e britânicos podia ter tido um desfecho drástico

Colisão aconteceu durante um dos períodos mais quentes da Guerra Fria e foi camuflado pela marinha britânica, que tratou de fazer regressar a sua embarcação à base de Devonport durante a noite para evitar dar …

Esta garrafa de tequila demorou seis anos para ser desenvolvida (e contém ouro)

A Clase Azul Spirits é uma empresa que comercializa tequila e está a preparar uma edição limitada para homenagear o legado artesanal do México - de onde a bebida é originária. A 2 de agosto, a …

Covid-19. Milhares de franceses protestam contra passe sanitário

Milhares de pessoas concentraram-se este sábado em Paris para protestar contra o passe sanitário — certificado de vacinação contra a covid-19 que passa a ser obrigatório para entrar em vários locais —, tendo a polícia …

"Toque de Midas" científico. Químicos transformam água purificada em metal dourado

Esta nova descoberta ajuda a entender o estado de transição da água e pode vir a ser importante no estudo de planetas como Neptuno ou Urano. Numa experiência alucinante, cientistas conseguiram transformar água purificada num metal …

Dispositivo movido a energia solar vai transformar água salgada em potável no Quénia

Transformar água do mar em água potável é um processo muito caro e poluente, mas o Climate Fund Manager e a Solar Water Solutions querem mudar isso. A nova solução revolucionária tem uma pegada de …