Amazon proíbe venda da maioria das edições de Mein Kampf, de Adolf Hitler

Mohd Fazlin Mohd Effendy Ooi / Flickr

Mein Kampf, de Adolf Hitler

A Amazon proibiu a venda da maior parte das edições de “Mein Kampf”, obra de Adolf Hitler, e de outros livros de propaganda nazi, depois de décadas de campanha por parte de instituições de caridade orientadas para o Holocausto.

Segundo avançou o Guardian, as livrarias foram informadas nos últimos dias de que não seriam mais autorizadas a vender várias obras de autores nazi no ‘site’ da Amazon, incluindo a autobiográfica de Hitler e os livros infantis projetados para espalhar entre crianças ideias antissemitas.

Num e-mail a que o Guardian teve acesso, a empresa informou que as cópias em segunda mão de “Mein Kampf” não podiam mais ser vendidas, uma vez que violam o código de conduta do ‘site’. Esta proibição afeta as principais edições do livro, lançadas por editoras como a Random House, com sede em Londres, e a indiana Jaico.

As principais instituições de caridade educacionais orientadas para o Holocausto, bem como grupos judaicos, têm feito campanhas desde o final dos anos 90 para impedir a Amazon de vender cópias de “Mein Kampf”.

Contudo, até agora, a empresa defendia o direito à liberdade de expressão e a necessidade de os alunos entenderem o pensamento de Hitler. A maioria das publicações nazis está facilmente disponível para ‘download’ gratuito noutros sites.

Dezenas de edições digitais mais acessíveis do livro foram também excluídas das listas da Amazon, junto com a página de autor da Hitler. As várias edições desta obra receberam milhares de avaliações no ‘site’ da empresa, com muitas pessoas a classificar o livro com cinco estrelas.

Lainmoon / Flickr

“Mein Kampf”, escrito por Adolf Hitler em 1925, lançou as bases da ideologia nazi.

Outras publicações nazis, incluindo o livro infantil “The Poisonous Mushroom”, escrito pelo editor Julius Streicher – executado por crimes contra a humanidade depois de publicar o jornal Nazi Der Stürmer -, também foram removidas das listas da Amazon.

Até recentemente, os clientes que procuravam o “The Mongrel de Streicher” podiam comprar o guia infantil ilustrado sobre a “questão judaica” por 7,61 libras (cerca de 8,38 euros). O livro descreve-se como uma “dúzia de histórias sobre animais perigosos, cada uma seguida de uma comparação desagradável com os judeus”.

A Amazon não comentou o que a levou a mudar de ideia sobre o assunto, mas uma intervenção recente da instituição de caridade Holocaust Educational Trust para remoção dessas obras recebeu o apoio dos principais políticos britânicos.

No mês passado, a Amazon reconheceu as preocupações da instituição, afirmando que a empresa estava “atenta à censura de livros ao longo da História”, mas estava que levava em consideração “as preocupações da Holocaust Educational Trust”.

Nos últimos meses, a Amazon proibiu a venda de vários outros livros de extrema direita, embora as suas políticas não sejam claras. Atualmente, algumas edições académicas de “Mein Kampf” permanecem disponíveis na livraria da Amazon, no Reino Unido.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Espero que tenham a decência de também retirar O livro Vermelho e o O Capital.
    Ou já se esqueceram de que o Comunismo foi comparado (embora com muitos mais milhões de vítimas) ao nazismo…?

      • Bem respondido, é incrível como a desonestidade intelectual daquela criatura, como tantas outras, insiste na estupidez, O capital é um livro que em doutrina não incita a matar ninguém, o Mein Keimpf é odioso , sei pq o tenho e já li!. Ele não enfoca o Cristianismo, O massacre dos aborigenes pelos australianos que tb foram milhões, etc etc, só atrasados mentais

        • Pode ser só ignorância misturada com estupidez e “conhecimento” de Facebook!…
          .
          Para mim, bem pior do que O Capital, é a Bíblia!..

RESPONDER

NASA dedica novo telescópio a Nancy Grace Roman, a "mãe" do Hubble

A NASA renomeou o telescópio Wide Field Infrared Probing Telescope (WFIRST) em homenagem a Nancy Grace Roman, a mãe do Hubble. A NASA batizou o seu telescópio espacial de última geração, atualmente em desenvolvimento, - o …

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …