Amazon terá ameaçado trabalhadores que criticaram política ambiental da empresa

(dr) European CEO

Jeff Bezos, CEO da Amazon

Um grupo de funcionários da multinacional norte-americana Amazon acusou a empresa de ameaçar com despedimento os trabalhadores que critiquem publicamente as políticas em relação ao ambiente e às alterações climáticas.

De acordo com a agência noticiosa EFE, a associação “Empregados da Amazon pela Justiça Climática” emitiu um comunicado no qual explica que funcionários que trabalharam na área de tecnologia da empresa do norte-americano Jeff Bezos foram contactados por representantes dos departamentos legais e de recursos humanos a pedir explicações sobre “comentários que tinham feito sobre a responsabilidade da Amazon em relação à emergência climática global”.

“Alguns funcionários receberam mensagens de correio eletrónico nas quais eram ameaçados com despedimento se continuavam a falar sobre os negócios” da empresa de venda de produtos pela internet, apontou a associação de trabalhadores.

Entre os empregados que se identificaram estão dois engenheiros de software, um engenheiro de dados e uma diretora de produto. A associação também lamentou que a Amazon tenha alterado a política de comunicação com órgãos de comunicação social e redes sociais no início de setembro de 2019.

A nova política interna requer que os funcionários obtenham aprovação prévia por parte da multinacional para falar sobre a Amazon em público se se identificarem como trabalhadores.

Amazon nega alteração de políticas

Por seu turno, a empresa de Seattle, no estado norte-americano de Washington, negou que tivesse havido uma alteração de políticas e que o que aconteceu em setembro foi a introdução de um formulário numa página interna “para facilitar” a autorização para os empregados falarem em público sobre a Amazon.

O CEO da Amazon, Jeff Bezos anunciou, em 19 de setembro a intenção de utilizar 100% de energias renováveis em toda a infraestrutura global da empresa até 2030, assim como a compra de 100.000 veículos elétricos, uma mensagem que foi encarada como resposta à pressão crescente que a multinacional tem sofrido por parte dos funcionários.

A companhia de venda de produtos pela internet também afirmou ter intenções de cumprir as metas traçadas pelo Acordo do Clima de Paris até 2040, convertendo-se numa empresa neutra ao nível das emissões de carbono.

Um dia após os anúncios de Bezos, mais de 1.000 trabalhadores abandonaram temporariamente os postos de trabalho em protesto contra as políticas climáticas da Amazon.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …