Amazon despede funcionários que apoiaram “coletes amarelos” em França

Vários funcionários da empresa Amazon que manifestaram apoio aos protestos dos “coletes amarelos” foram demitidos recentemente em França.

A gigante da Internet critica uma “falta grave” na obrigação de lealdade, por terem encorajado ou participado de bloqueios contra o próprio empregador.

Foram dois casos em Lille, no norte da França, e um terceiro em Montélimar. De acordo com as cartas de demissão que receberam, publicadas pelo jornal Le Parisien, os empregados demonstraram “comportamento em oposição total aos valores da empresa”. Um deles decidiu fazer uma queixa na justiça.

Em 22 de novembro de 2018, o agora ex-funcionário disse: “Francamente, estão a ir bem, não desistam, na sexta-feira será Black Out Friday, não parem. Unirei-me a vocês quando não for trabalhar, bloqueiem tudo.”

Para um responsável do Conselho Geral do Trabalho (CGT) da cidade de Montélimar, demitir um funcionário por declaração nas redes sociais é um facto inédito no país.

“Já ouvi falar de casos em que as pessoas tiveram que prestar esclarecimento porque foram denunciadas por colegas. Mas desta vez aconteceu em dois lugares diferentes e parece-me que membros dos Recursos Humanos espreitaram os perfis dos trabalhadores no Facebook”, disse.

Em Montélimar, o clima de medo instalou-se. Diversos trabalhadores fecharam os seus perfis no Facebook para impedir que o serviço de Recursos Humanos espiasse as suas publicações. Para Avi Bitton, advogada especializada em direito do trabalho, a lei está do lado dos funcionários.

“É o empregador que deve apresentar provas de que o trabalhador cometeu uma falta grave. Mas, tratando-se de mensagens nas redes sociais, é complicado. Outra dificuldade é que a empresa ataca liberdades fundamentais, como se manifestar ou fazer greve”, explica Avi Bitton.

Um apelo à greve para o dia 5 de fevereiro foi lançado pela CGT, pelo sindicato Sud-Solidaires e por “coletes amarelos”, em apoio aos funcionários despedidos. Amazon, até ao momento, disse que os seus contratados “estavam livres para participar ou expressar simpatia a um movimento”, mas “respeitando as suas obrigações” com a empresa.

// RFI

PARTILHAR

RESPONDER

NASA dedica novo telescópio a Nancy Grace Roman, a "mãe" do Hubble

A NASA renomeou o telescópio Wide Field Infrared Probing Telescope (WFIRST) em homenagem a Nancy Grace Roman, a mãe do Hubble. A NASA batizou o seu telescópio espacial de última geração, atualmente em desenvolvimento, - o …

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …