O adeus dos campeões. Alverca provoca hecatombe “leonina” na Taça de Portugal

Tiago Petinga / Lusa

O Sporting deixou-se surpreender pelo Alverca na terceira eliminatória da Taça de Portugal. Os ribatejanos bateram os ‘leões’ por 2-0, num jogo em que Varandas admitiu ter ficado envergonhado.

A caminhada do Sporting na Taça de Portugal não podia ter corrido pior. Detentores do troféu, os ‘leões’ viajaram até Vila Franca de Xira para defrontar o Alverca, segundo classificado da Série D do Campeonato de Portugal. Em teoria, os alverquenses estavam uns furos abaixo da qualidade sportinguista, mas em prática, a realidade foi bem diferente.

O Alverca não estava para brincadeiras e, logo aos dez minutos de jogo, adiantou-se no marcador. Sem aviso prévio, Alex Apolinário armou o pé e desferiu um remate rasteiro, fora da área, que só parou no fundo da baliza. O jovem guarda-redes Luís Maximiano tentou reagir atempadamente, mas a ‘redondinha’ levava fogo.

A resposta do Sporting foi inconsequente, com os comandados de Silas a ameaçar apenas à distância. Ainda antes da primeira parte, o Alverca esteve próximo de fazer o segundo. Por pouco Erik Mendes não fez um golo de levantar o estádio, após o seu remate de pontapé de bicicleta ter sido travado por uma grande intervenção do guarda-redes sportinguista.

As equipas regressaram ao balneário com a diferença mínima no marcador, mas Silas percebeu que precisava de mexer na equipa. Bruno Fernandes rendeu Eduardo Henrique no centro do meio-campo, numa tentativa de que a estrela de Alvalade fizesse uma das suas.

A tentativa de reação dos ‘verdes e brancos’ saiu furada, já que aos 55 minutos de jogo, o Alverca voltou a marcar. Após uma saída desenquadrada de Maximiano, o central Luan Silva aproveitou para atirar para o fundo da baliza. Os ribatejanos fizeram por isso e dilataram a vantagem.

Até ao fim dos 90 minutos, o resultado não voltou a sofrer alterações. O Sporting caiu com estrondo logo na terceira eliminatória da Taça de Portugal, depois de terem vencido a edição anterior.

A vergonha e os insultos

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, disse sentir-se envergonhado com a derrota que ditou a eliminação da equipa da competição. O líder sportinguista tem sido um dos mais visados por parte dos adeptos, recebendo várias críticas pela forma como tem gerido o clube.

“Estamos envergonhados com o que se passou aqui. Não há a mínima desculpa. Estamos envergonhados e este grupo tem de reagir, tem a obrigação de reagir”, disse Varandas, em declarações à imprensa. O presidente do Sporting recusou-se a responder se tinha condições para continuar no cargo.

O treinador sportinguista, Silas, também se mostrou descontente com a eliminação e com a exibição da sua equipa.

A eficácia foi importante, mas não foi só isso. Fizemos 22 remates e nenhum golo, isso não é muito normal. Mas há outra parte que tem a ver com o facto de alguns jogadores não terem estado connosco durante a semana e não terem trabalhado aquilo que queremos trabalhar. A segunda parte foi pior do que a primeira, porque houve alguns posicionamentos que não foram cumpridos”, disse.

“Nós não precisamos de heróis, precisamos de construir uma equipa. Uma equipa demora a construir, mas queremos resolver os problemas como equipa, e não com individualidades. Vamos conseguir implementar isso de certeza absoluta. Vai demorar, mas vamos conseguir”, acrescentou.

Silas reconheceu alguns pontos positivos da partida desta quinta-feira, nomeadamente a forma como saíram a jogar de trás. Contudo, realça que, em geral, a exibição foi insatisfatória e que os adeptos têm razões para estar desapontados.

Os adeptos estão desiludidos e com razão. Temos de aceitar a crítica quando ela é merecida e é merecida. Mas não vamos deixar influenciar-nos. Vamos alterar detalhes mais pequenos do que as pessoas pensam”, explicou.

Dezenas de adeptos esperaram a equipa na chegada a Alvalade, obrigando um forte contingente policial a mantê-los à distância. Ouviram-se vários insultos aos jogadores e, principalmente, apelos à demissão de Frederico Varandas.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não existe lugar a desculpas, andaram na primeira parte praticamente a jogar no meio campo adversário, no entanto com um jogo atrapalhado, pouco convicto e com botas de chumbo, a segunda parte não vi porque gosto pouco de ver dar pancada em mortos. Mudem o disco porque este já não serve e parece-me que o salário que recebem exige mais responsabilidade e qualidade.

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …