Alunos adormecem nas aulas porque passam a noite a jogar e nas redes sociais

sampsyo / Flickr

-

Alunos cansados e que adormecem nas aulas por ficarem, até de madrugada, nas redes sociais e a jogar computador, levaram um agrupamento de escolas a lançar uma campanha para sensibilizar os pais a mudar os maus hábitos dos filhos.

“Temos muitos miúdos que chegam à escola cansados, com sono, desmotivados e sem ânimo. Até temos casos em que adormecem na sala de aula. Uma das principais razões prende-se com o facto de não dormirem o suficiente, porque estão muitas horas nos jogos de computador e nas redes sociais”, alertou Filinto Lima, diretor do Agrupamento de Escolas Dr. Costa Matos, em Vila Nova de Gaia.

Preocupada, a direção escolar começou a distribuir panfletos informativos pelos centros de saúde, espaços comerciais, cafés, associação de pais e de alunos.

O folheto da escola enumera vários problemas detetados na sala de aula: “Os professores veem diariamente alunos cansados, desatentos, alunos desmotivados, sem ânimo, alunos que não conseguem ouvir porque estão demasiados excitados e eufóricos e alunos que não conseguem reter conhecimentos”.

Filinto Lima, que é também vice-presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), explicou que o objetivo da iniciativa é “alertar os pais, porque este é um problema que tem reflexos nas notas”.

Com a data dos exames a aproximar-se, os pais começam a preocupar-se com os resultados escolares dos filhos. Enquanto uns apostam em explicações, outros reforçam as horas de estudo em casa, mas os professores garantem que existem pequenas medidas que podem fazer a diferença.

Além das horas de sono, os professores recordam os encarregados de educação para a importância de reduzir o consumo de refrigerantes ricos em cafeína e de alimentos gordos.

A escola sugere aos pais que tentem garantir que os alunos descansam o tempo suficiente e que o tempo dedicado aos jogos eletrónicos e redes sociais é controlado.

Promover hábitos de estudo com qualidade, ter momentos de calma e convívio familiar, incentivar as crianças a fazer atividades diferenciadas que promovam o convívio e a promoção da leitura são algumas das propostas que se podem ler no panfleto, que alerta para o facto de os alunos não conseguirem “concentrar nas tarefas escolares e no estudo porque a fadiga os vence”.

“Queremos que o sucesso dos alunos aumente e por isso lançámos uma campanha de sensibilização, junto dos adultos”, concluiu.

Problema alastra-se por todo o país

Filinto Lima ressalvou que este fenómeno não é exclusivo do seu agrupamento: “É um problema sentido em quase todas as escolas do país”.

Os encarregados de educação reconhecem que os jovens têm uma propensão para as novas tecnologias e acreditam que haja muitas crianças a chegar às aulas com poucas horas de sono.

O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), Jorge Ascensão, disse não ter “informações concretas sobre esta matéria”. Lembrando, no entanto, que “os jovens e crianças têm muita vontade de estar no computador, até porque existe aquela questão de os jogos e redes sociais, como o Facebook, serem muito viciantes”.

Jorge Ascensão admite que existam famílias que não controlam estas situações, “algumas por negligência mas a maioria será por condicionantes da vida e do trabalho que dificultam este acompanhamento”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cartel de Sinaloa abre fogo e obriga polícia a libertar filho de “El Chapo”

O filho de El Chapo, Ovidio Guzmán López, foi libertado depois de várias horas de violência que se seguiram à sua detenção e o ministro da Defesa argumentou com medidas de segurança para o fazer. O …

Portugal tem 796 mil “eleitores-fantasma”

Portugal tem mais 796 mil eleitores do que população residente com 18 e mais anos. O número de inscritos nos cadernos eleitorais, em território nacional, apresenta uma diferença de 9,3% face ao número de residentes …

Lenine Cunha e Ana Filipe conquistam mais duas medalhas nos INAS Global Games

Os portugueses Lenine Cunha e Ana Filipe conquistaram esta quinta-feira medalhas de prata e bronze, respetivamente, nos INAS Global Games, competição mundial para atletas com deficiência intelectual, que decorre em Brisbane, na Austrália. Os dois pódios …

Homem detido em França por ameaça de ataque inspirado no 11 de setembro

Um indivíduo identificado como sendo um radical islâmico foi detido em França acusado de terrorismo devido a uma ameaça de sequestro e ataque inspirado no atentado às Torres Gémeas, nos Estados Unidos, em 2001, anunciaram …

Nick Cave and The Bad Seeds regressam a Portugal em 2020

Dois anos depois do concerto no NOS Primavera Sound, no Porto, Nick Cave and The Bad Seeds vão regressar a Portugal no Campo Pequeno, em Lisboa. Os dois concertos, marcados para 22 e 23 de abril, …

Retirar amianto é 50 vezes mais barato do que tratar doente de cancro

A Quercus alertou esta sexta-feira que retirar uma cobertura de amianto de uma escola fica 50 vezes mais barato do que tratar um doente com mesotelioma, o cancro da pleura do pulmão provocado pela exposição …

Sócrates critica recusa do PS em fazer acordo escrito com o Bloco de Esquerda

O antigo primeiro-ministro José Sócrates critica a recusa do PS em fazer um acordo escrito de legislatura com o Bloco de Esquerda, considerando que revela "uma visão meramente utilitária" e que pode gerar "ressentimento" à …

Pelo menos 28 mortos e 55 feridos em explosão de uma mesquita no Afeganistão

Pelo menos 28 pessoas morreram e 55 ficaram feridas devido a uma explosão numa mesquita na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, durante o período de oração desta sexta-feira, anunciaram as autoridades locais. "Os números …

Pedro Alves escolhido para a presidência executiva do Banco Montepio

Pedro Gouveia Alves, atual presidente do Montepio Crédito, foi escolhido para novo CEO do Banco Montepio. O nome reuniu o consenso de Carlos Tavares e de Tomás Correia. O Banco Montepio escolheu Pedro Alves como novo …

Tancos. Sindicato dos procuradores sugere que ordem para não inquirir Costa e Marcelo é ilegal

O Sindicato dos procuradores sugere que a ordem do diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) que travou a inquirição de António Costa e de Marcelo Rebelo de Sousa, como testemunhas no …