Alunos adormecem nas aulas porque passam a noite a jogar e nas redes sociais

sampsyo / Flickr

-

Alunos cansados e que adormecem nas aulas por ficarem, até de madrugada, nas redes sociais e a jogar computador, levaram um agrupamento de escolas a lançar uma campanha para sensibilizar os pais a mudar os maus hábitos dos filhos.

“Temos muitos miúdos que chegam à escola cansados, com sono, desmotivados e sem ânimo. Até temos casos em que adormecem na sala de aula. Uma das principais razões prende-se com o facto de não dormirem o suficiente, porque estão muitas horas nos jogos de computador e nas redes sociais”, alertou Filinto Lima, diretor do Agrupamento de Escolas Dr. Costa Matos, em Vila Nova de Gaia.

Preocupada, a direção escolar começou a distribuir panfletos informativos pelos centros de saúde, espaços comerciais, cafés, associação de pais e de alunos.

O folheto da escola enumera vários problemas detetados na sala de aula: “Os professores veem diariamente alunos cansados, desatentos, alunos desmotivados, sem ânimo, alunos que não conseguem ouvir porque estão demasiados excitados e eufóricos e alunos que não conseguem reter conhecimentos”.

Filinto Lima, que é também vice-presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), explicou que o objetivo da iniciativa é “alertar os pais, porque este é um problema que tem reflexos nas notas”.

Com a data dos exames a aproximar-se, os pais começam a preocupar-se com os resultados escolares dos filhos. Enquanto uns apostam em explicações, outros reforçam as horas de estudo em casa, mas os professores garantem que existem pequenas medidas que podem fazer a diferença.

Além das horas de sono, os professores recordam os encarregados de educação para a importância de reduzir o consumo de refrigerantes ricos em cafeína e de alimentos gordos.

A escola sugere aos pais que tentem garantir que os alunos descansam o tempo suficiente e que o tempo dedicado aos jogos eletrónicos e redes sociais é controlado.

Promover hábitos de estudo com qualidade, ter momentos de calma e convívio familiar, incentivar as crianças a fazer atividades diferenciadas que promovam o convívio e a promoção da leitura são algumas das propostas que se podem ler no panfleto, que alerta para o facto de os alunos não conseguirem “concentrar nas tarefas escolares e no estudo porque a fadiga os vence”.

“Queremos que o sucesso dos alunos aumente e por isso lançámos uma campanha de sensibilização, junto dos adultos”, concluiu.

Problema alastra-se por todo o país

Filinto Lima ressalvou que este fenómeno não é exclusivo do seu agrupamento: “É um problema sentido em quase todas as escolas do país”.

Os encarregados de educação reconhecem que os jovens têm uma propensão para as novas tecnologias e acreditam que haja muitas crianças a chegar às aulas com poucas horas de sono.

O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), Jorge Ascensão, disse não ter “informações concretas sobre esta matéria”. Lembrando, no entanto, que “os jovens e crianças têm muita vontade de estar no computador, até porque existe aquela questão de os jogos e redes sociais, como o Facebook, serem muito viciantes”.

Jorge Ascensão admite que existam famílias que não controlam estas situações, “algumas por negligência mas a maioria será por condicionantes da vida e do trabalho que dificultam este acompanhamento”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Os donos de cães são mais felizes que os donos de gatos

O mundo está dividido em dois: amantes de cães e amantes de gatos. Um estudo acaba de revelar que os donos de cães são mais felizes do que os donos de felinos. Será que os donos …

Estávamos quase a perder um osso do joelho (mas afinal está de volta)

Algumas pessoas têm um osso extra no joelho, conhecido como fabela. Ninguém identificou um propósito para o osso, que até aumenta o risco de artrite. Não era uma surpresa que o osso estivesse a tornar-se cada …

Explosões em hotéis e igrejas no Sri Lanka fazem 200 mortos. Há um português entre as vítimas

Uma série de oito explosões simultâneas em quatro hotéis, um complexo de casas e três igrejas no Sri Lanka deixou pelo menos 207 mortos, entre os quais nove estrangeiros, e 469 pessoas feridas. Um dos …

Os ratos (também) têm sentimentos

Cientistas detetaram “neurónios-espelho” nos ratos. Quando um rato sofre, as células que o seu cérebro ativa são as mesmas do que quando vê um outro rato sofrer. A dor é partilhada e transversal, exatamente como …

Milhares de peregrinos vão a Shingo em busca de Jesus (que, diz a lenda, ali está enterrado)

Jesus não morreu aos 33 anos, mas aos 109. Casou e teve três filhas. Quem foi crucificado em Jerusalém foi o seu irmão. Estas são as crenças de um pequeno grupo de cristãos que vivem …

Os Simpsons fazem 30 anos a celebrar o seu dia internacional

A série sobre uma das famílias mais queridas da televisão mundial "Os Simpsons" vai fazer em dezembro 30 anos desde a sua estreia neste formato, mas as comemorações começam já esta sexta-feira com direito a …

Só as mulheres podem parar o Apocalipse nuclear

O aumento da participação feminina no setor nuclear ajudaria a reduzir a ameaça de um Apocalipse, afirmou recentemente a analista Xanthe Scharf. O conflito nuclear continua a ser a maior ameaça imediata à segurança global. Os …

Esqueleto que caiu de um penhasco pode ter pertencido a uma princesa

Há mais de um século, um tronco esculpido que continha o antigo esqueleto de uma mulher caiu de um penhasco à beira-mar na pequena vila costeira polaca de Bagicz. Agora, os investigadores determinaram que a mulher …

Apanhado no Facetime. Prisão perpétua para português por violação e agressão em Inglaterra

Um português a residir em Inglaterra foi condenado a prisão perpétua por violação e agressão a uma jovem de 19 anos, tendo uma captura de ecrã durante uma chamada de FaceTime sido um elemento chave. Samuel …

Estranha síndrome genética está a cegar famílias inteiras

Médicos na Austrália descobriram uma condição ultra-rara que está gradualmente a cegar famílias inteiras em redor do mundo. Agora, estão a tentar encontrar uma cura. Os primeiros sinais da condição surgiram na Austrália, quando uma mãe, …