Os polvos estão a ficar cegos por causa das alterações climáticas

Níveis baixos de oxigénio nos oceanos do mundo podem fazer com que alguns invertebrados marinhos, incluindo caranguejos e polvos, percam a visão – pelo menos temporariamente.

Sabemos há algum tempo que os animais terrestres são afetados pelos níveis de oxigénio. Por exemplo, os humanos podem perder a função visual em ambientes de baixo oxigénio. Por exemplo, se os pilotos de caças a jato não receberem oxigénio suplementar em altitudes elevadas, terão problemas de visão, pressão alta e derrames.

Agora, investigadores do Scripps Institute of Oceanography demonstraram que os animais marinhos também são altamente sensíveis à quantidade de oxigénio disponível na água. “Com todo o conhecimento sobre o oxigénio afetar a visão em animais terrestres, fiquei a pensar se animais marinhos reagiriam de maneira semelhante”, disse a principal autora, Lillian McCormick, um comunicado.

De acordo com o artigo publicado a 13 de maio na revista Journal of Experimental Biology, McCormick descobriu que quatro invertebrados marinhos da Califórnia – lula myopsid, polvo-da-Califórnia, caranguejo de atum e brachyuran – tiveram uma redução de visão entre 60 e 100% sob condições de baixo oxigénio.

“Fiquei surpreendida ao ver que, mesmo após alguns minutos de exposição ao oxigénio baixo, algumas destas espécies tornaram-se praticamente cegas“, disse McCormick.

Para testar as respostas desses animais ao oxigénio reduzido a curto prazo, McCormick colocou amostras de larvas num microscópio com água do mar a qual foi gradualmente reduzida nos níveis de oxigénio. A investigadora expôs os animais às condições de luz e registou as suas respostas visuais usando uma “máquina de eletrocardiograma para o olho” na qual os elétrodos estavam conectados às suas retinas.

Em todos os casos, McCormick observou respostas imediatas quando a disponibilidade de oxigénio diminuía. O caranguejo e a lula perderam quase toda a sua visão quando o nível de oxigénio diminuiu para apenas 20% dos níveis da superfície. Os polvos foram mais capazes de tolerar a falta de oxigénio e os caranguejos foram os mais resilientes (embora ainda afetados).

Lilly McCormick

Larva de polvo da espécie Octopus bimaculoides, o polvo-da-Califórnia

Quando o oxigénio foi restaurado, a maioria dos espécimes recuperou pelo menos parte da função visual. Isto terá a ver com um conceito chamado fototransdução, um sistema visual altamente complexo que traduz a energia da luz em sinais neurais que dão aos animais a sua visão.

É um dos processos mais “energeticamente caros” e, sem isso, muitas espécies podem enfrentar condições de risco de vida. Por exemplo, muitas espécies de larvas migram verticalmente dependendo da hora do dia, indo para as profundidades durante as horas mais leves e subindo para a superfície à noite. Sem visão, podem perder-se, confundir-se e romper os ciclos naturais.

Os níveis de oxigénio nos oceanos do mundo mudam devido a processos naturais, mas estes estão a ser acelerados por mudanças climáticas e poluição influenciadas pelo homem. O aquecimento atmosférico causado pelas emissões de gases de efeito estufa diminui um processo chamado de ressurgência, em que a água superficial bem oxigenada é misturada com água pobre em nutrientes das profundezas.

Além disso, a poluição tem sido associada à eutrofização em ambientes próximos à costa que fazem com que espécies de plâncton floresçam e esgotem os níveis de oxigénio.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting SAD com prejuízo de 6,9 milhões de euros no primeiro semestre

A Sporting SAD registou um resultado líquido negativo de 6,9 milhões de euros (ME) nos primeiros seis meses da época 2020/21, quando no período homólogo do ano passado tinha lucrado 2,8 ME, informaram os 'leões' …

"Estado de Emergência vai ter de manter-se até à Páscoa", diz Marques Mendes

O comentador Luís Marques Mendes indicou no domingo, durante o seu comentário habitual na SIC, que o estado de emergência se deve manter até à Páscoa, para que este período "não tenha as mesmas consequências …

Vermes predadores gigantes viviam no fundo do mar há 5,3 milhões de anos

Uma equipa de investigadores encontrou um novo registo fóssil de vermes predadores gigantes em sedimentos do Mioceno, entre 23 e 5,3 milhões de anos atrás. Estas misteriosas criaturas, possíveis predecessoras da espécie Eunice aphroditois, tinham aproximadamente …

Este foi o sábado mais movimentado de 2021. Quatro milhões saíram à rua

O sol e a subida de temperaturas que se fizeram sentir este fim de semana convidaram milhões de pessoas por todo o país a sair de casa. O último sábado, dia 27 de fevereiro, foi …

"Só há um responsável, que sou eu", assume Luís Filipe Vieira

O presidente do Benfica assumiu, este domingo, a responsabilidade pela crise de resultados e garantiu que Jorge Jesus irá cumprir até ao fim o contrato que o liga ao clube até 2022. Numa entrevista exclusiva à …

Governo reservou 1.251 milhões para acesso à habitação. 25 câmaras captaram mais de metade do apoio

O Governo reservou no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) 1.251 milhões de euros em subvenções para executar o programa de apoio ao acesso à habitação. Até agora, acordos com 25 câmaras já captaram mais …

Cientistas encontraram 70 mil vírus nunca antes vistos no intestino humano

Cientistas identificaram mais de 70 mil vírus, até então desconhecidos, que vivem no nosso intestino e infetam as bactérias que lá vivem (como afetam o nosso corpo é ainda um mistério). No novo estudo, conta o …

Direita ultrapassa PS com subida da Iniciativa Liberal. Chega cai

Uma sondagem da Aximage para o Diário de Notícias, Jornal de Notícias e TSF revela que o PS está a perder peso nas intenções de voto, tendo sido ultrapassado pela direita. Segundo a sondagem, divulgada pelo …

Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas, "muito mais" do que as necessárias

Em entrevista à agência Lusa, Marta Temido anunciou que Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas contra a covid-19. Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas contra a covid-19, “muito mais” do …

Governo ainda está a tempo de "reverter" venda de barragens da EDP

A coordenadora do Bloco de Esquerda disse este domingo que o Governo ainda está tempo de reverter o negócio das venda de seis transmontanas, que terá permitido à EDP poupar 110 milhões em imposto de …