A Aliança vem aí. Santana entrega assinaturas no TC na próxima semana

Pedro Nunes / Lusa

Pedro Santana Lopes

Pedro Santana Lopes já conta com as 7500 assinaturas necessárias para o seu novo partido. Na próxima semana entregará no Tribunal Constitucional todo o processo que dará início à Aliança.

Pedro Santana Lopes já tem as 7500 assinaturas para fazer nascer o seu novo partido, “em 21 dias e em pleno agosto conseguimos isto”, disse ao Diário de Notícias, destacando que as outras forças políticas que nasceram demoraram mais tempo. A Iniciativa Liberal, por exemplo, “levou perto de oito meses” a ganhar forma.

Certo é que, como assegura Santana, “a Aliança vem aí“. O antigo líder social-democrata, que deixou o partido no início de agosto, agradece a “mobilização extraordinária” das pessoas no país, mas também “muitos emigrantes que nos fizeram chegar as assinaturas por correio”.

A recolha de assinaturas decorreu em vários pontos do país, num processo que Santana Lopes acompanhou de perto. Segundo o DN, os núcleos de coordenação do partido vão nascer nos vários distritos, mas a Aliança terá duas sedes em simultâneo, em Lisboa e no Porto. Ainda assim, Santana não revela a sua localização – pelo menos, para já.

A rapidez na constituição do partido faz com que haja ainda mais tempo para preparar a campanha às primeiras eleições de 2019. Santana já fez saber que não será cabeça-de-lista na corrida ao Parlamento Europeu, tendo agora de encontrar o candidato certo para o primeiro teste eleitoral.

No entanto, o que está traçado é o perfil da nova força política: “Somos um partido personalista, liberalista e solidário. Europeísta, mas sem dogmas, sem sentir qualquer cartilha e que contesta a receita macroeconómica de Bruxelas”, afirma.

De acordo com o matutino, os estatutos da Aliança vão prever a criação do Senado, com a representação das diferentes regiões do país, com o objetivo de aproximar eleitos dos eleitores, tal como a consagração da figura do simpatizante.

Em relação ao financiamento, Santana explica que “vamos ter um empenho muito forte para cativar o apoio financeiro dos apoiantes e militantes através de crowdfunding“, mostrando-se muito confiante em relação ao resultado.

Na declaração dos princípios do novo partido de Santana lê-se que “Portugal precisa de reforçar a sua atitude perante a União Europeia“. Além disso, no panorama nacional, o “imperativo absoluto” é o combate à desertificação e ao abandono do território. Em relação ao Sistema Nacional de Saúde, o objetivo passa por permitir seguros de saúde eficazes” com o Estado a acompanhar esse esforço dos portugueses com “deduções fiscais efetivas”.

No plano económico, Santana quer Orçamentos do Estado “equilibrados” e um rigoroso “controlo da despesa pública“, através de “políticas de consolidação da dívida pública que não limitem a margem de manobra orçamental” e uma forte redução da carga fiscal.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E blá, blá, blá, conversa da treta para papalvo engolir… Mais um a tentar continuar a enganar o Povo Português como fazem todos os outros.

RESPONDER

Europeus, incluindo portugueses, impedidos de votar no Reino Unido

Cidadãos europeus, entre os quais portugueses, foram esta quinta-feira confrontados com a impossibilidade de votar nas europeias no Reino Unido. Nuno Dinis contou à agência Lusa que, quando tentou votar em Stockton-on-Tees, localidade no norte de …

Em seis meses, 21 mil norte-americanas pediram comprimidos online para abortar

Entre outubro de 2018 e março deste ano, 21 mil mulheres norte-americanas pediram ajuda à Aid Access, sendo que entre um terço e metade dessas mulheres receberam as pílulas abortivas no correio. Em 2004, a médica …

Manuel Godinho julgado em novo processo de fraude fiscal

O sucateiro Manuel Godinho, principal arguido no processo Face Oculta, vai ser julgado no Tribunal de Aveiro num novo processo de fraude fiscal, que terá lesado o Estado em cerca de 330 mil euros. Além de …

Camorra, droga e a queda meteórica: Eis o novo documentário do mítico Maradona

O documentário "Diego Maradona", produzido pelo cineasta britânico Asif Kapadia, estreou-se esta semana no Festival de Cinema de Cannes, e promete trazer "imagens inéditas" sobre a vida atribulada do antigo futebolista argentino. Kapadia, que produziu já …

Mais de 90% dos portugueses reformam-se sem saber quanto vão receber

Nove em cada dez pensionistas não conhecia o valor que iria receber até seis meses antes da data da reforma. Cerca de 30% dizem que gostariam de se ter reformado mais tarde. A maioria dos portugueses …

PS quer aprovar já diploma do direito a desligar do trabalho (PSD está reticente)

O PS quer aprovar até 19 de julho uma proposta que defina quando é que os trabalhadores têm ou não direito a desligar do trabalho. PSD não revela, para já, o seu sentido de voto. Segundo …

Menino ou menina? Hong Kong é o centro do tráfico de teste proibido na China

Na China, o teste para saber o género dos bebés é proibido, lei criada para controlar o nascimento de crianças do sexo masculino. Contudo, nas redes sociais, tem aumentado o número de individuos que se …

Estivadores do Porto de Setúbal aprovam novo contrato coletivo de trabalho

Os estivadores do porto de Setúbal aprovaram esta quinta-feira, por unanimidade, o acordo do novo contrato coletivo de trabalho negociado entre o sindicato e as entidades patronais. Segundo o presidente do Sindicato dos Estivadores e Atividade …

Senado brasileiro aprova projeto que criminaliza a homofobia

O senado brasileiro aprovou um projeto que criminaliza a homofobia. Quem "impedir ou restringir a manifestação razoável de afetividade de qualquer pessoa em local público ou privado aberto ao público", excetuados os templos religiosos, poderá …

Magistrados europeus denunciam destruição do Estado de Direito na Turquia

Os magistrados europeus afirmam que há "sinais muito sombrios na área da justiça", dando o exemplo da Turquia onde há uma "campanha para destruir a independência do poder judicial e o Estado de Direito." A MEDEL …