Há populações no Algarve a depender de autotanques

A seca que assola o nordeste algarvio está a obrigar populações do interior de Castro Marim a dependerem de autotanques para terem água potável, já que a chuva que tem caído não tem sido suficiente para repor as reservas subterrâneas.

Funchosa de Cima, uma pequena povoação situada quase no limite norte daquele concelho do distrito de Faro, ainda recebe a visita do camião cisterna da Câmara, duas a três vezes por semana, situação que se mantém desde o início do verão, mesmo apesar de novembro já ter trazido consigo alguma chuva.

Situada a 27 quilómetros de Castro Marim, esta é uma das 32 localidades que vai passar a ser abastecida pela água das barragens que há anos estão ali tão perto, mas que ainda não chegou às torneiras, fazendo com que os habitantes dependam de furos para captar a água dos solos e, agora, dos camiões cisterna.

“O furo funciona, mas já tem pouca água. Temos de ir ao tanque com água da rede. Estamos à espera que eles acabem a obra, vamos lá ver” desabafa à Lusa Manuel Lourenço, enquanto espera pela conclusão dos trabalhos que hão de trazer-lhe a tão esperada água canalizada.

As valas com os tubos estão quase à porta da sua casa, mas os anos que esperou por esta realidade não o deixam esboçar um sorriso de esperança. “Vamos ver quando cá chegar”, diz o habitante de Funchosa de Cima.

Entretanto, o camião cisterna da Câmara de Castro Marim faz várias dezenas metros em marcha atrás, já que a largura da estrada não permite uma inversão de marcha. Ainda é meio da manhã e há várias localidades para abastecer até ao final do dia.

A poucos quilómetros fica Monte da Estrada e é junto à paragem de autocarro que está colocado um tanque, com capacidade para 1.500 litros de água, um dos muitos distribuídos pela autarquia para reforçar o armazenamento aos habitantes.

Esta localidade de duas dezenas de habitantes, onde o autotanque passa de três em três dias, costumava ser abastecida por um furo que ia enchendo um tanque de 4.500 litros, mas agora o “furo secou”, lamenta José Amaro. “Eles enchem o tanque e, para casa, temos de acartar com os baldes”, revela o idoso, apontando para a porta da sua habitação, situada a uns 20 metros do reservatório, numa subida.

Numa das colinas desta localidade são bem visíveis os depósitos que irão servir de apoio ao abastecimento de água e que acalentam a esperança dos habitantes, depois de terem visto concluídas as obras junto às suas casas.

“Pode ser que quando colocarem a água canalizada resolvam o problema” confidencia à Lusa Sandra Romeira, outra habitante deste monte onde a falta de água se “tem vindo a agravar” e onde a maior parte dos furos “estão secos”.

A pouco quilómetros foram construídas, há 25 anos, as barragens do Beliche e de Odeleite, que passaram a garantir o abastecimento de água a quase metade do Algarve, no entanto, “pouco ou nada” trouxeram a estes territórios, lamenta a vice-presidente da Câmara de Castro Marim.

“É um benefício para toda a região, mas cabe ao município conseguir as verbas para garantir o abastecimento às populações, que há anos olham para estas bacias sem delas poderem usufruir”, afirma Filomena Sintra, lamentando que não haja mais investimento em novas estruturas para a retenção de água.

Um plano da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) faz referência à construção de duas novas barragens no Algarve, segundo a autarca, uma delas estudada há “20 anos” e que poderia “aumentar em 15%” a capacidade de fornecimento de água ao Algarve, mas “nunca foi inscrita uma linha” para esse investimento.

// Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Não é necessário ser dotado de grande inteligência e sensatez ou tampouco cientista para saber que o excesso de turismo e de agricultura intensiva estão a matar a sustentabilidade do Algarve. Acrescentar a isto a manipulação pela geo-engenharia.

    • Pois é . São só piscinas, parques aquáticos, rotundas verdejantes , urbanizações e hotéis sem qualquer medida de eficiência hídrica e depois estavam á espera de quê ?

  2. Por excesso de turismo??? Por isso não chove no algarve?? A falta de água em algumas localidades deve-se acima de tudo de falta de estruturas!!!Nos dias de hoje ainda existe aldeias no interior algarvio que estão isoladas de meios básicos….Ja o nível baixo das barragens se deve a Falta de chuva…mas penso que tema em não cair…

  3. Falta de infraestruturas no país para contrariar os efeitos da seca, os espanhóis ao lado parece terem várias estações de dessalinização de água do oceano, em Portugal quantas existem? Zero! Com as chuvas que têm caído nestes dias a norte e centro do país apesar de não ser nada em excesso e ser uma chuva caída moderadamente a verdade é que estou certo que muito dessa água se escapou para o oceano onde não faz falta, se houvesse vários canais para desviar essas águas para barragens a sul, quanto não beneficiaria o país com tal medida? Portanto as alterações climáticas estão aí, as medidas no país é que têm falta de políticos que consigam ver um pouco mais para além dos seus pés.

Erupções vulcânicas podem explicar os misteriosos cristais da Dinamarca

Algumas das maiores espécies de cristais raros de carbonato de cálcio do mundo, também conhecidos como glendonitas, são encontrados na Dinamarca e isso pode ser explicado pelas erupções vulcânicas. Os cristais foram formados há cerca de …

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …