Alemanha perdeu o rasto a quase 9 mil crianças refugiadas

Sven Hoppe / EPA

-

Quase nove mil crianças refugiadas estão oficialmente desaparecidas na Alemanha, de acordo os novos dados divulgados pela polícia.

As autoridades alemãs revelaram esta segunda-feira que perderam o rasto a 8.991 crianças refugiadas que chegaram sozinhas ao país, escreve o The Telegraph.

De acordo com o relatório da Bundeskriminalamt (BKA), agência federal de investigação alemã, cerca de 867 crianças desse grupo tem 13 anos de idade ou menos.

As organizações de defesa dos direitos da criança estão preocupadas com esta situação, com receio de que estas crianças tenham sido desviadas por grupos de tráfico de pessoas.

Um desses casos é a organização não governamental Save the Children, depois do seu relatório que mostra que muitos destes menores estão a ser vítimas de trabalho forçado e de prostituição em Itália.

“As crianças não acompanhadas estão a fugir dos conflitos e a fazer viagens perigosas para alcançarem a segurança na Europa e depois caem nas falhas do sistema europeu“, afirmou um porta-voz da ONG, citada pelo jornal britânico.

A organização refere que foram encontradas meninas da Nigéria e da Roménia, algumas com apenas 13 anos, que foram forçadas a prostituir-se, depois de lhes ter sido prometido empregos como cabeleireiras ou babysitters.

No mesmo relatório, a Save the Children também destaca a existência de rapazes que foram sujeitos a trabalhos forçados ou ao tráfico de drogas para conseguirem pagar as suas dívidas.

Exemplo disso são crianças, de nacionalidade egípcia, que foram forçadas a trabalhar 12 horas por dia, sete dias por semana, em Roma, onde lavavam carros por dois euros à hora.

Para já, a BKA afirma que ainda não sabe se todas estas crianças caíram nas mãos erradas, desculpando-se com o facto de, muitas vezes, abandonarem os centros de refugiados para ir ao encontro de familiares.

Já no início deste ano, o governo alemão tinha reconhecido não saber do paradeiro de 143 mil refugiados, sendo que, desse número, 13% tinham chegado ao país em 2015.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que notícia mais estranha!!!! Num país como a Alemanha, tão certinha como é que perderam o rasto a + de 8.000 crianças?? Mais grave ainda, cerca de 900 crianças têm 13 anos ou menos o que não lhes dá autonomia para saírem por aí desacompanhadas à procura de familiares ou o que seja. É muita criança “perdida” num país que se alardeia como um país perfeito onde essas coisas não existem.
    Já as mais velhas poderiam escapulir-se mas uma tão grande quantidade (cerca de 8000) não chamaria a atenção das autoridades. Porque essas também estariam, necessariamente supervisionadas.
    Sendo que se as crianças chegaram sozinhas, sem familiares, elas obrigatoriamente estariam ao cuidado de instituições do estado. Será que crianças alemãs em orfanatos estarão também a ser “perdidas” na mesma proporção? E de quem é a culpa?
    E, já agora, como é que crianças dessas idades atravessaram montanhas e vales, desertos e o mar sem estarem acompanhados por adultos responsáveis por eles? Será que não foram forçados ainda lá no país de origem a acompanhar adultos que deles necessitariam para se fazerem passar por famílias? É que, aos olhos de ocidentais ingénuos passariam por famílias verdadeiras, muito conveniente para terroristas do Estado Islâmico a serem infiltrados na Europa.
    Será que sou eu a única a achar estranha toda esta situação de, de repente, milhões de pessoas saírem do seu país e aventurarem-se mundo fora?
    Ou já está fora de moda os habitantes de um país lutarem pelo seu território e contra as arbitrariedades de facções que não respeitam o seu povo, ou invasores?
    Se acontecesse em Portugal uma situação desse tipo será que todos nós iríamos fugir para Espanha? Eu quero acreditar que íamos ficar e lutar pelo que é nosso. Ou não? Porque na nossa História os nossos antepassados ficaram e lutaram.
    Será que o homem moderno não é ligado a essas coisas de resistência e prefere a covardia ou SERÁ QUE ESTAMOS NUMA SITUAÇÃO SIMILAR À HISTÓRIA DO CAVALO DE TRÓIA?
    Mais fácil atacar do interior (como um vírus que entra disfarçado no organismo e começa a atacar este de dentro para fora).

RESPONDER

A cidade do futuro está a chegar. Volocopter promete táxis voadores já em 2022

A empresa alemã Volocopter prometeu na Web Summit que os seus táxis aéreos estarão a operar de forma comercial dentro de dois ou três anos. Em declarações ao ZAP, Alexander Zosel, co-fundador da empresa, disse …

João Mário dispensado dos trabalhos da seleção por lesão

O médio, um dos 25 convocados para os duelos de Portugal com Lituânia e Luxemburgo, de apuramento para o Euro 2020, foi dispensado da seleção nacional, esta segunda-feira, devido a problemas físicos. De acordo com uma …

12 mil anos de história genética mostram que todos os caminhos vão (mesmo) dar a Roma

Afinal, pode haver alguma verdade no famoso provérbio que diz que "todos os caminhos vão a Roma". Essa é a conclusão de investigadores que descobriram a rica história genética da área. No auge do Império Romano, …

Nuno Manta Santos anuncia saída do Marítimo

Nuno Manta Santos deixou de ser o treinador do Marítimo, anunciou, esta segunda-feira, o técnico na sua página do Facebook, deixando a equipa insular no 14.º lugar da I Liga portuguesa de futebol. A saída do …

Marcelo nota "salto" nas relações com Itália mas deixa um desafio à comunidade portuguesa

Esta segunda-feira, em Roma, o Presidente da República considerou que houve "um salto humano" nas relações luso-italianas e um "estreitamento" em termos culturais, económicos e políticos, mas pediu à comunidade portuguesa para "ir mais longe". "Agora …

Falta de funcionários. Brandão Rodrigues responsabiliza algumas escolas por atraso no processo

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, lembrou que algumas escolas demoraram a iniciar o processo de contratação de funcionários, garantindo que atualmente há muito mais assistentes e novas formas de colmatar as necessidades dos …

Cientistas inventam novo método para testar neurotoxinas letais sem usar cobaias

Os testes em animais não vão ser mais precisos relativamente a um grupo de neurotoxinas mortais, graças a uma nova investigação da Universidade de Queensland, na Austrália. Por mais benéfica que a Ciência seja para a Humanidade, …

México concede asilo a Morales. Ex-Presidente da Bolívia promete regressar "com mais força"

O ex-Presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou na segunda-feira que está de partida para o México, país que lhe concedeu asilo político, mas prometeu regressar brevemente "com mais força e energia", um dia depois de …

Avós e tios do bebé encontrado no lixo vivem em Portugal

Os avós e os tios do bebé recém-nascido encontrado, na semana passada, num caixote do lixo, em Lisboa, vivem em Portugal e já foram contactados pelo embaixador cabo-verdiano. Em declarações ao jornal Público, o embaixador Eurico …

Aranhas e formigas inspiram metal que não se afunda

Cientistas criaram um metal altamente hidrofóbico que não se consegue afundar. As possíveis aplicações deste material estão a entusiasmar a comunidade científica. A tradição de os humanos se inspirarem nos animais e na natureza para algumas …