Alemã de 87 anos condenada a prisão por negar Holocausto

cv KZ Kladderadatsch / YouTube

Ursula Haverbeck, alemã condenada a dez meses de prisão por negar a existência do Holocausto

Ursula Haverbeck, alemã condenada a dez meses de prisão por negar a existência do Holocausto

Uma alemã de 87 anos foi condenada a dez meses de prisão, por um tribunal de Hamburgo, por ter declarado que o genocídio dos judeus é “a maior mentira” da História, noticiou esta sexta-feira a imprensa alemã.

A alemã Ursula Haverbeck foi condenada na quinta-feira por “incitação ao ódio” depois de ter declarado em abril, durante o julgamento do antigo contabilista do campo de concentração de Auschwitz, Oskar Groning, que o Holocausto era “a maior e mais longa mentira” da História mundial.

Durante a audiência, a mulher de 87 anos qualificou a legislação alemã, que penaliza a incitação ao ódio e a negação do crime contra a humanidade, uma “lei destinada a perpetuar uma mentira”.

Ursula afirmou ainda que o campo de concentração de Auschwitz, símbolo da máquina da morte nazi, nunca foi um campo de extermínio.

A alemã, que vai recorrer da condenação, já tinha sido condenada por declarações semelhantes, mas esta foi a primeira vez que foi punida com uma pena de prisão.

Em 2009, a negacionista pagou uma multa de 2700 euros por ter ameaçado a então presidente do Conselho Central dos Judeus da Alemanha com “um novo ‘pogrom'”, noticiou o diário Bild, que identificou Haverbeck como “a avó nazi”.

Na sua página digital, Ursula Haverbeck apresenta-se como “uma representante do revisionismo histórico” e uma “combatente intrépida pela verdade”.

Ursula e Werner Georg Haverbeck, um militante de extrema-direita morto em 1999, fundaram, em 1963, em Vlotho, um alegado estabelecimento de ensino com a reputação de formar negacionistas. As autoridades proibiram a sua existência em 2008.

Cerca de 1,1 milhões de pessoas, incluindo um milhão de judeus, morreram entre 1940 e 1945 em Auschwitz-Birkenau, campos libertados no final de janeiro de 1945. No total, seis milhões de judeus foram exterminados pelos nazis.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. Eu acho que o Holocausto Nazi ou qualquer outra forma de Genocídio como o de Estaline ou Pol Pot são crimes hediondos e imperdoáveis, que merecem a mais profunda condenção e repúdio por parte da Humanidade.

    Mas lamento que se prendam pessoas por dizerem o que pensam. É grave… É muito grave porque com políticas dessas aproximamo-nos mais desses regimes totalitários criminosos, que tanto queremos repudiar e não repetir. Não é restringindo a liberdade de opinião com prisão, que mostramos estar contra regimes como o Nazi.

    A velha é doida, é parva e é insultuosa da memória do sofrimento do Holocausto. Mas tem a liberdade de dizer o que pensa. Se esse nojo de velha acha que isso não aconteceu, tem a opinião mais estúpida que pode haver, mas o direito às opiniões estúpidas, está consagrado em democracia. E se na Alemanha não estiver… É grave.

    Por acaso alguém prende nos Estados Unidos, as pessoas que acham que as Torres Gemeas não foram atacadas pela Al-Qaeda, mas sim por Americanos?.. Que eu saiba até se fazem filmes sobre isso. Por muito que isso ofenda algumas pessoas, qualquer um pode dizer o que pensa.

    • Por alguma razão é que fizeram uma LEI que PROÍBE quem quer que seja de questionar por algum momento o Holocausto. Porque será, as pessoas não se questionam?
      E se alguém questiona, é logo apelidado de “nazi” ou “antisemita”, mesmo não o sendo, desviando assim atenções…
      As pessoas têm o direito de questionar SEJA O QUE FOR. Pensem nisto.
      Aconselho quem quer que seja a ler a obra do senhor Roger Dommergue de Menasce, que a quem interessar, é judeu e não tem vergonha nenhuma de questionar o Holocausto. O engraçado é que ele, como é judeu, pode bem dizer essas coisas, é claro que não lhe vão chamar “nazi”, mas abafam e bem as obras que ele já publicou…
      De qualquer maneira, a tragédia do Holocausto nunca deverá ser esquecida, assim como o 11 de setembro, que sirva de exemplo para nunca mais se repetir!

  2. É pena esta mulherzinha não ter estado num dos campos do extermínio, talvez assim já não ofendesse a memória de todos os que morreram ás mãos de assassinos ALEMÃES.

  3. Mais uma alemã entre tantos outros/as que negam o holocausto.
    Hitler e os nazis também não existiram… Deve estar senil a velhota.

    • Também há judeus que negam que o Holocausto se passou da forma como se descreve. Procure por Roger Dommergue de Menasce, judeu , p.ex. a carta que ele escreveu a Steven Spielberg(para tentar puxar um pouco pela curiosidade) e tentem perceber o porquê da velhota dizer aquilo.
      Se lhe apetecer, leia o resto das obras dele, tem muito para absorver.
      Procurem por vós próprios pela história, analisem e questionem TUDO. (Ah, é verdade, menos o Holocausto, pq se não fores judeu, vais preso como manda a lei).

    • – Oy vey! O goy Tugatento é tudo menos atento. Mas o que tem piada apesar de trágico é o embuste que é o Holocausto (TM) tal como nos vendem. Tem graça porque nem é preciso fazer grande esforço para verificar isso e compreender o porquê. Mas, caramba: primeiro que uma pessoa esteja disposta a questionar a propaganda a que estamos sujeitos há gerações é um enorme problema. Até há um par de anos recusava a aceitar essa possibilidade até que me dediquei a estuda a coisa. Procurem saber de onde vem o número de seis milhões de mortos. Já andava na imprensa anos antes da Primeira Guerra Mundial. Sim, da PRIMEIRA! E desde então repetido várias vezes. Depois temos as estimativas ditas oficiais. As polacas, por exemplo. A cada nova revisão são menos. E as Câmaras de Gás de Auschwitz, construídas no Pós-Guerra pelos soviéticos, para “ilustrar”? E “sobreviventes” mentirosos?
      O que o pessoal não fala é do genocídio do povo Alemão e Ucraniano que empalidece os números embusteiros do “Holocausto” (TM).
      A Segunda Guerra Mundial foi um embuste satânico destinado a minar a Europa e matar europeus, criar dívida para os banqueiros internacionais e justificar a criação do Estado de Israel.
      A História dará razão a Úrsula.
      Voltaire disse: “Para saber quem controla a tua vida, simplesmente procura descobrir quem não tens permissão para criticar.”
      Pois bem, aí está.
      Estudem antes de alinhar em propagandas. Eu também caí nesse erro. E saibam resistir à resposta dada em função do “feel good” e não da razão!

  4. É da idade.. a senhora já está meio xé-xé. Seja como for não é uma ideia incomum em pessoas ligadas á extrema-direita, como é o caso.

  5. Recordo a Catarina e os seus pares do Bloco de Esquerda, na AR, a protestar em favor do Luaty Beirão e contra a indignidade de se prender alguém por ler um livro. A Catarina tinha toda a razão. Eu gostava que ela também quisesse ter razão neste caso.

  6. Alguém me explica a razão pela qual os crimes do estalinismo podem ser negados à vontade, sem qq problema…o mesmo com o genocídio dos Arménios pelos turcos…e por aí além, infelizmente exemplos não faltam…E ESTE NÃO PODE SER NEGADO SENÃO VAI-SE PARA A PRISÃO ?? isto é que é a liberdade de expressão da democracia…?? Ora essa…!! Se acho que não, acho que não, ponto final – mas que tabu é este ?? Pelos judeus controlarem a alta finança mundial…??

Responder a Pedro Cancelar resposta

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …

Turismo, indústria e energia fazem do Norte região que mais cresceu em 2018

O Norte foi a região portuguesa que mais cresceu em 2018, com um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,9%, impulsionado pelo turismo, indústria e energia, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística …