Aleitamento materno reduz mortalidade infantil

Um estudo publicado na revista médica britânica Lancet afirma que o aleitamento materno não só reduz a mortalidade infantil, como tem um impacto positivo nas economias dos países – pobres ou ricos.

O documento, publicado esta sexta-feira na Lancet, faz parte de uma série sobre o assunto preparado por especialistas da Unicef, o Fundo das Nações Unidas para a Infância.

Segundo os especialistas, se houver uma melhoria nas práticas de amamentação, 820 mil crianças poderão ser salvas por ano – 90% das quais, bebés com até seis meses de idade.

Além disso, será possível prevenir quase metade dos casos de diarreia e mais de 60% das infecções respiratórias, as duas principais causas de morte de crianças com menos de cinco anos.

A amamentação materna é também responsável por uma queda de 36% nas mortes repentinas de recém-nascidos.

Segundo o estudo, as crianças amamentadas pela mãe apresentam menor risco de se tornarem obesas quando crescerem.

O aleitamento materno também ajuda a reduzir as taxas de cancro de mama e ovário.

Segundo o estudo, “por cada ano que as mulheres amamentem os seus bebés, há uma redução de 6% no risco de desenvolver cancro de mama”.

Actualmente, o aleitamento materno evita a morte de quase 20 mil mulheres por este tipo de doença, todos os anos.

Os médicos afirmam que esse número pode duplicar se houver uma melhoria dessa prática.

O impacto económico é também grande.

O estudo calcula que as perdas associadas ao baixo aleitamento materno podem chegar a 280 mil milhões de euros por ano.

Para o Director de Nutrição da Unicef, Werner Schultink, o investimento no aleitamento materno tem um impacto significativo na saúde de mulheres e crianças e nas economias de países ricos e pobres”.

Schultink afirma que “o estudo fornece uma prova crucial de que o aleitamento materno é não só um pilar para a sobrevivência, a saúde, o crescimento e o desenvolvimento das crianças, mas também um contributo para um futuro mais próspero e sustentável”.

R-ONU

PARTILHAR

RESPONDER

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …

Empresa está a contratar uma pessoa que será paga para usar pijamas e dormir

Um start-up de colchões da Índia, que se descreve como uma "empresa de soluções para dormir" está a contratar alguém que será pago apenas para fazer isso mesmo. O objetivo é testar os seus produtos de …

O primeiro local funerário de compostagem humana do mundo abre em 2021

Prevê-se que a primeira instalação funerária de compostagem humana do mundo abra na primavera de 2021, depois de os legisladores do Estado de Washington terem legalizado o processo póstumo no início do ano. A empresa Recompose, …

Estado emprestou dois milhões à Cruz Vermelha para pagar salários

A Parpública SGPS emprestou dois milhões de euros ao Hospital da Cruz Vermelha, nomeadamente para fazer pagamento de salários. A Parpública SGPS, holding tutelada pelo Ministério das Finanças, libertou dois milhões de euros para permitir ao …

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …