Alberto João Jardim “não passa deste mandato”

PSD Madeira / Flickr

Alberto João Jardim

Alberto João Jardim

Alberto João Cardoso Gonçalves Jardim, que cumpre esta segunda-feira 36 anos de exercício de funções como presidente do Governo Regional da Madeira, assegura que pretende manter o plano de abandonar as funções e a liderança do PSD-M.

“Mas, agora, não passa deste mandato e não concorro mais à Direção do partido”, asseverou Jardim numa entrevista à agência Lusa.

O líder madeirense sublinha que o seu objetivo é sair da governação em janeiro de 2015, após a aclamação, em congresso, do novo presidente do PSD-Madeira, eleito nas eleições internas de dezembro deste ano.

“Espero que sim, a não ser que se crie uma situação do Presidente da República querer fazer eleições antecipadas por não aceitar, antes do fim do meu mandato, que é em outubro de 2015, outro presidente do Governo e, então, se o partido assim entender, não tenho outro remédio senão fazer até ao final o mandato”, reconhece.

Concorrência

Em vésperas de sair da vida governativa e após ter delineado o seu plano de retirada que tem merecido alguma resistência no interior do partido, existem quatro candidaturas assumidas à liderança do PSD-Madeira.

Até agora são candidatos à sucessão o ex-presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Albuquerque, que já o defrontou nas últimas directas, o ex-eurodeputado Sérgio Marques, o ex-vice-presidente do Governo Regional e seu par na Comissão Política Regional, Miguel de Sousa, e o secretário do Ambiente e Recursos Naturais, Manuel António Correia, que é a sua aposta para o suceder.

“Há pessoas que me perguntam se eu estou ou não magoado com isso [as críticas de que tem sido alvo por parte dos seus próprios companheiros de partido], eu respondo que não, pelo contrário, porque, com as atitudes ordinárias que eu vi por aí, eu sinto-me feliz por não ser igual a eles”, afirma.

Memórias

Recordando o seu dia 17 de março há 36 anos, diz: “Lembro-me, fui cortar o cabelo e, a seguir, fui tomar posse”.

Ao longo de quase quatro décadas o líder madeirense somou 46 vitórias eleitorais consecutivas dando sempre o “peito” pelos seus candidatos, facto que lhe mereceu inúmeras críticas por parte da oposição. “O mais difícil foi aturar o feitio complicado de algumas pessoas, muito influenciado pelo meio, que tem dois defeitos enormes – a bilhardice e a inveja”, afirma.

Há 36 anos, na tomada de posse, Jardim dizia que “a Madeira será o que os madeirenses quiserem”.

Volvido este tempo, o chefe do executivo regional adverte: “no dia em que os madeirenses caírem na asneira de se entregar nas mãos dos interesses que antes os humilharam e os exploraram, a Madeira está desgraçada, mas a culpa foi também dos madeirenses que aceitaram isso. Eu tenho sempre razão, a Madeira será aquilo que os madeirenses quiserem“.

Legado

Confrontado se os madeirenses não poderão estar “magoados” com a sua governação que levou a Madeira a uma dívida pública de 6,3 mil milhões de euros, o governante madeirense responde que “não havia outra solução”.

“A política é saber aproveitar as oportunidades no tempo certo e enquanto foi possível, porque havia massa financeira disponível, aproveitar as oportunidades, mesmo recorrendo a dívida pública, fez-se tudo o que se podia fazer”, declara, assegurando que “se não se tivesse feito, hoje não se podia fazer, hoje o madeirense não tinha a qualidade de vida que tem”.

Alberto João Jardim argumenta que “quando falta liquidez na banca, falta automaticamente também para quem faz uma política recorrendo à dívida pública” e, daí, quando foi assinado o Programa de Assistência Financeira a Portugal por parte do Banco Central Europeu, do Fundo Monetário Internacional e da União Europeia, o Governo Regional decidiu igualmente recorrer a um Programa de Assistência para “consolidar” as suas finanças.

“Tudo natural”, declara.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PCP quer reposição da reforma aos 65 anos

O Partido Comunista Português propôs esta quinta-feira, no debate na especialidade do Orçamento do Estado de 2020 (OE2020), a reposição da idade legal de reforma nos 65 anos e dos 25 dias de férias na …

OE2020. Carga fiscal é ainda maior do que o previsto, alerta UTAO

O conceito de carga fiscal usado pelo Ministério das Finanças na proposta orçamental não corresponde ao utilizado pelo INE e pela Comissão Europeia, afirma a UTAO, dando que o valor é “ainda maior” do que …

A matemática ensina-lhe como tirar a chávena de café perfeita

Através de um modelo matemático, uma equipa de cientistas conseguiu encontrar a forma perfeita de fazer uma chávena de café expresso. Para além de ser mais saboroso, há um menor desperdício. Já alguma vez se perguntou …

Irmã de Isabel dos Santos desafia empresária a devolver 75 milhões a Angola

A ex-deputada do MPLA Welwitschia (Tchizé) dos Santos desafiou esta quinta-feira a irmã Isabel a devolver 75 milhões de euros ou dólares a Angola "para resolver o problema", argumentando que "Angola é de todos". "Como cidadã, …

Dakar novamente de luto. Morreu o piloto holandês Edwin Straver

Morreu o piloto holandês Edwin Straver, que estava internado em estado crítico na sequência de uma queda de mota no rali Dakar, na Arábia Saudita. Edwin Straver, piloto de 48 anos da KTM, estava hospitalizado em …

Armas roubadas ao exército suíço encontradas em Vila Nova de Paiva

Um homem foi identificado pelo núcleo de investigação de Moimenta da Beira da GNR, distrito de Viseu, por posse armas que tinha sido roubadas ao exército suiço, avança a agência Lusa esta sexta-feira.  As armas estavam …

Criada molécula capaz de aproveitar todo o espectro da luz solar

Uma equipa de químicos da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, criou pela primeira vez uma molécula capaz de recolher energia de todo o espectro da luz solar, releva um novo estudo. A nova …

O gás escondido no halo da Via Láctea está a escaldar

O XMM-Newton da ESA descobriu que o gás escondido no halo da Via Láctea atinge temperaturas muito mais quentes do que se pensava anteriormente e que tem uma composição química diferente da prevista, desafiando a …

Meio pombo, meio drone. O PigeonBot mostra como é que os pássaros voam

O PigeonBot procura explorar a morfologia das asas de um pombo e mostrar como é que eles voam. Um melhor entendimento disto pode ter aplicações na aeronáutica. Há muitos anos que o dom dos animais de …

Incêndios na Austrália permitiram descobrir canal mais antigo do que as Pirâmides do Egipto

Depois de a vegetação ter sido devastada pelos incêndios em Victoria, na Austrália, investigadores descobriram que este sistema de canais é significativamente maior do que se pensava. Desde setembro do ano passado que a Austrália enfrenta uma …