Descoberta água do mar preservada desde a última Idade do Gelo. Tem 20 mil anos

(dr) Jean Lachat

Há 20 mil anos, a vida na Terra era bem mais fria. Era o final de uma Idade do Gelo com mais de cem mil anos e a América do Norte, o norte da Europa e a Ásia estavam cobertas por gelo.

Cientistas estudam esta parte da história da Terra com base em fósseis de corais e sedimentos do fundo do mar. Mas, agora, uma equipa de investigadores marítimos pode ter encontrado um pedaço do passado muito mais importante: uma amostra real de água do mar com 20 mil anos, espremida de uma antiga formação rochosa do Oceano Índico.

De acordo com os investigadores, cujo estudo será publicado em julho na revista Geochimica et Cosmochimica Acta, esta descoberta representa o primeiro remanescente direto do oceano como era durante a última era glacial da Terra.

Os cientistas encontraram a amostra enquanto extraíam amostras de sedimentos dos depósitos submarinos de calcário que compõem o arquipélago das Maldivas no sul da Ásia. Depois de transportar cada núcleo, a equipa cortou a rocha e colocou as peças numa prensa hidráulica que espremia qualquer humidade remanescente dos poros.

Quando os investigadores testaram a composição das amostras de água recém-prensadas, ficaram surpreendidos ao descobrir que a água era extremamente salgada – muito mais salgada do que o Oceano Índico é hoje. Fizeram mais testes em terra para ver os elementos específicos e isótopos que compunham a água e todos os resultados pareciam estar fora do lugar em comparação com o oceano moderno.

Na verdade, tudo sobre as amostras de água indicava que vinham de uma época em que o oceano era significativamente mais salgado, mais frio e mais clorado – exatamente como se pensava ter sido durante o Último Máximo Glacial, quando os lençóis de gelo sugavam a água do mar e os níveis estavam bem mais abaixo do que os níveis atuais.

“De todas as indicações, parece bastante claro que temos uma parte real desse oceano de há 20 mil anos”, disse Clara Blättler, professora assistente de ciências geofísicas da Universidade de Chicago, em comunicado.

As novas amostras fornecem a primeira visão direta de como o oceano reagiu às oscilações geofísicas da última era glacial. Esse entendimento poderia levar a melhores modelos climáticos para ajudar a entender o nosso próprio mundo em mudança, disse Blättler, como “qualquer modelo que se construa sobre o clima tem de ser capaz de prever com precisão o passado”.

ZAP //

 

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Descoberto primeiro animal que não precisa de oxigénio para viver

Respirar oxigénio é uma característica fundamental dos animais multicelulares, mas os cientistas acabam de descobrir, pelo menos, um que não precisa de o fazer para sobreviver. É muito provável que tenha aprendido que todos os organismos …

"Marte está vivo". Sonda InSight regista mais de 170 eventos sísmicos no Planeta Vermelho

Resultados dos primeiros dez meses de exploração da sonda InSight da NASA revelaram que o Planeta Vermelho é um mundo com atividade sísmica ativa. "Marte está vivo e a cada diz que passa começo a ter …

Um planeta pode ter sido "roubado" do Sistema Solar

Uma nova análise de astrónomos da Universidade Stony Brook, em Nova Iorque, revelou que as estrelas "roubam" planetas umas às outras - e isso também poderá ter acontecido no nosso próprio Sistema Solar. Quase tudo o …

Netflix passa a mostrar "top 10" diário de séries e filmes

A Netflix disponibiliza, desde esta segunda-feira (24), uma nova feature para os utilizadores do serviço de streaming: uma lista com os 10 filmes e as 10 séries mais vistas no país em cada dia. Esta nova …

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …