Agilidade das abelhas inspira voo de drones em espaços apertados

Sridhar Ravi / UNSW

Sridhar Ravi, autor principal do estudo

Investigadores da Universidade de New South Wales, na Austrália, inspiraram-se nas características das abelhas para criar um drone capaz de voar através de espaços estreitos.

Certos animais possuem características e capacidades que servem de fonte de inspiração para os investigadores de robótica. De particular interesse para os cientistas são os insetos voadores, como as abelhas, e a forma como conseguem voar em espaços apertados.

Uma equipa de investigadores da Universidade de New South Wales, na Austrália, imaginou então como poderia transpor essas mesmas características para robôs voadores.

O artigo publicado na APA PsycNet foca-se na autoconsciência das abelhas enquanto se movem no ar, sendo capazes de mudar e adaptar a sua postura para voar em espaços apertados, com uma consciência suprema do formato e tamanho do seu corpo.

“Pesquisas anteriores indicaram que processos complexos, como a perceção do próprio tamanho, eram impulsionados cognitivamente e apenas estavam presentes em animais com cérebros grandes”, disse Sridhar Ravi, principal autor do estudo.

“No entanto, o nosso estudo indica que pequenos insetos, com um cérebro ainda menor, conseguem compreender o tamanho do corpo e usar essa informação enquanto voam num ambiente complexo”, acrescentou o cientista.

Além disso, os investigadores explicaram que esta foi a primeira vez que este comportamento foi observado em voadores invertebrados e que a descoberta foi feita através do estudo de abelhas treinadas para voar através de um túnel e por aberturas de larguras variadas, incluindo espaços muito menores do que sua envergadura.

Através de lateral peering, as abelhas são capazes de construir um mapa mental do sítio por onde querem passar e mudar a orientação do corpo para o atravessar – tal como um humano gira os ombros para passar por uma porta estreita.

“Os insetos são modelos fantásticos para robôs porque têm cérebros extremamente pequenos e, ainda assim, são capazes de realizar tarefas excessivamente complexas”, disse Ravi.

“Ao longo de milhares de anos, a natureza codificou insetos com alguns atributos incríveis. O nosso desafio é perceber como podemos aplicar essas características a futuros sistemas robóticos, melhorando o seu desempenho”, concluiu.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bons hábitos alimentares podem reduzir a probabilidade de contrair covid-19

Um novo estudo indica que as pessoas que comem muitas frutas e vegetais podem ter menos probabilidades de contrair covid-19. Num pesquisa que envolveu 590 mil adultos, os investigadores descobriram que as pessoas que eram adeptas …

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …

Mais 939 infeções, sete mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 939 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, sete mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos. De acordo com o boletim epidemiológico da …