Afinal, a Via Láctea não é um disco plano e estável

Chao Liu/National Astronomical Observatories, Chinese Academy of Sciences

Afinal, o disco estelar da nossa galáxia é tudo menos estável e plano. Pelo contrário: torna-se cada vez mais “deformado” e desviado do coração da Via Láctea. Esta é a conclusão dos astrónomos dos Observatórios Astronómicos Nacionais da Academia Chinesa de Ciências (NAOC).  

A uma grande distância, a galáxia pareceria um disco fino de estrelas que orbitam uma vez a cada poucas centenas de milhões de anos em torno da sua região central, onde centenas de milhares de milhões de estrelas, juntamente com uma grande massa de matéria escura, fornecem a “cola gravitacional” para manter toda a matéria junta – formando o disco.

Contudo, a força da gravidade enfraquece-se nas regiões internas da Via Láctea. No distante disco externo da galáxia, os átomos de hidrogénio que compõem a maior parte do disco de gás da Via Láctea já não estão confinados a um plano fino, dando antes ao disco uma forma em S distorcida.

“É notoriamente difícil determinar as distâncias do Sol a partes do disco de gás externo da Via Láctea sem ter uma ideia clara de como este disco se parece”, explicou o investigador do NAOC, Chen Xiaodian, autor principal do artigo esta semana publicado na revista especializada Nature Astronomy.

Cefeidas, as estrelas variáveis

“No entanto, publicamos recentemente um novo catálogo de estrelas variáveis de comportamento correto conhecido como cefeidas clássicas, para as quais é possível determinar as distâncias precisas de 3 a 5 por cento”, acrescentou. E foi a partir deste banco de dados que a equipa conseguiu desenvolver a primeira imagem tridimensional precisa da Vida Láctea nas suas regiões mais remotas.

As cefeidas clássicas são estrelas jovens quatro a 20 vezes mais massivas do que o Sol e até 100.000 vezes mais brilhantes do que o nosso astro. Estas altas massas estelares indicam que cefeidas clássicas vivem velozes e morrem jovens, queimando o seu combustível nuclear muito rapidamente, às vezes em alguns milhões de anos. Estas estrelas mostram pulsações de um dia para o outro, que são observadas como mudanças no seu brilho. Combinando com o brilho observado de uma Cefeida, o período de pulsação pode ser utilizado para obter uma distância altamente confiável.

“Para nossa surpresa, descobrimos que através do modelo 3D que a nossa coleção de 1.339 estrelas cefeidas e o disco de gás da Via Láctea são observados de perto”, explicou o professor e co-autor do estudo Richard de Grijs, da Macquarie University, na Austrália.

“Talvez mais importante, nas regiões externas da Via Láctea, descobrimos que o disco estelar do tipo S é deformado num padrão espiral progressivamente torcido “.

“Esta nova morfologia fornece um mapa atualizado e crucial para estudos dos movimentos estelares da nossa galáxia e as origens do disco da Via Láctea”, rematou Deng Licai, investigador do NAOC e co-autor do artigo agora publicado.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “centenas de mil milhões de estrelas”

    A expressão correcta seria “centenas de milhares de milhões de estrelas”.

RESPONDER

Iogurte duas vezes por semana pode diminuir o risco de cancro do intestino nos homens

Comer, pelo menos, duas porções de iogurte por semana pode prevenir o aparecimento de tumores nos intestinos dos homens. Uma equipa de cientistas da Universidade de Washington, no Missouri, Estados Unidos, concluiu, numa investigação recente, que …

Biologia sintética pode levar a uma catástrofe global no futuro

Apesar dos aspetos positivos da evolução da biologia sintética, há certas preocupações que este avanço científico acarreta. Nas mãos erradas, a modificação genética de um vírus pode ser um problema de grandes dimensões. A cepa da …

Estamos mais propensos a devolver uma carteira perdida se ela estiver cheia de dinheiro

Os humanos podem ser mais bondosos do que aquilo que pensa. Quando encontramos uma carteira perdida, mais rapidamente a devolvemos ao dono se estiver cheia de dinheiro. Pode parecer um paradoxo, mas a verdade é que …

O T-Rex tem dois novos primos tailandeses

Duas novas espécies de dinossauros, que eram predadores eficientes e parentes distantes do Tiranossauro-Rex, foram identificadas em restos fósseis encontrados há 30 anos na Tailândia, revelou a Universidade de Bonn, na Alemanha. Há três décadas, …

Encontrados os corpos de sete alpinistas desaparecidos em maio nos Himalaias

Os corpos de sete alpinistas desaparecidos na Índia, nos Himalaias, foram encontrados no domingo por uma equipa de socorristas especializados em intervenções em alta montanha, anunciou a polícia. De acordo com o Expresso, os socorristas tinham …

Há uma "corrida brutal" por mega-centrais de energia solar (e pode aumentar a factura da luz)

A aposta do Governo português no sector das Energias Renováveis está a fomentar uma "corrida brutal" a projectos solares de grandes dimensões. Uma procura excessiva que preocupa a REN - Redes Energéticas Nacionais que avisa …

No adeus ao Prédio Coutinho, últimos 12 moradores recusam entregar chaves

Os últimos 12 moradores do prédio Coutinho em Viana do Castelo recusaram, nesta segunda-feira, 24 de junho, entregar a chave das habitações à VianaPolis no prazo fixado para aquela sociedade tomar posse administrativa das últimas …

Reino Unido. Boris Johnson em queda nas sondagens depois de discussão com namorada

A discussão de sexta-feira com a namorada está a afetar a campanha de Boris Johnson à liderança do Partido Conservador britânico. Desde quinta-feira, o ex-ministro caiu de uma vantagem de 27 pontos percentuais nas sondagens para …

NASA encontra nuvens de metano em Marte (e aguarda notícias de vida)

A sonda espacial Curiosity, da NASA, detectou elevado níveis de emissão de metano na superfície de Marte. A presença do gás, normalmente produzido por seres vivos, pode ser evidência de vida bacteriana no planeta vermelho. A descoberta, …

Factura do gás ainda cobra taxa "eliminada" em 2017

A taxa cobrada pelos municípios às empresas distribuidoras de gás natural, que estava previsto no Orçamento do Estado desde 2017 que deixaria de ser cobrada aos consumidores, continua a constar nas facturas das famílias. A medida …