Afinal, os habitantes da Ilha de Páscoa não têm ADN sul-americano

Ao contrário do que muitos especialistas defendem, um novo estudo revela que os Rapa Nui não conviveram com o povo americano antes da chegada dos europeus. 

No mapa, a Ilha de Páscoa é um ponto remoto situado a mais de 3.200km de distância da costa oeste do Chile. Desde sempre que esta região fascina os arqueólogos, não só pelas centenas de estátuas Moai, como são conhecidas, mas também porque pode guardar pistas sobre as épicas viagens marítimas no Pacífico e as subsequentes misturas culturais antes da chegada dos europeus.

Segundo o Live Science, muitos especialistas acreditam que a ilha, também chamada de Rapa Nui, foi inicialmente habitada pelos polinésios, que chegaram em 1200 d.C. Mas também há sinais de que os nativos interagiram com pessoas da América do Sul antes dos europeus lá aparecerem em 1722.

Agora, um novo estudo, publicado na revista científica Current Biology, conclui que este povo nunca conviveu com outros grupos antes da chegada dos europeus. A equipa de cientistas analisou cinco esqueletos da cultura Rapa Nui e não encontrou nenhum traço genético da ascendência nativa americana.

“Estamos realmente surpreendidos por não termos encontrado nada”, afirmou o líder da investigação, Lars Fehren-Schmitz, professor de antropologia da Universidade da Califórnia, em Santa Cruz, nos EUA, num comunicado.

“Existem imensos sinais que parecem plausíveis, portanto estávamos mesmo convencidos de que íamos encontrar evidências diretas de contacto pré-europeu com a América do Sul”.

Fehren-Schmitz e o resto da equipa analisaram amostras de esqueletos encontrados em 1980. Alguns ossos datavam de 1445, enquanto outros foram enterrados por volta de 1925, ou seja, bem depois do contacto com os europeus. Em todos os casos, não foram descobertos traços de ADN de nativos americanos.

Erik Thorsby, da Universidade de Oslo, na Noruega, que não está envolvido neste novo estudo, anteriormente encontrou marcadores genéticos típicos dos nativos americanos em esqueletos dos Rapa Nui.

O investigador sugere que os nativos americanos poderiam ter chegado à Ilha de Páscoa entre 1280 e 1495 d.C, talvez graças a uma “boleia” com os polinésios, que estariam a regressar ao local depois de visitarem a costa da América do Sul.

Thorsby considera os resultados deste novo estudo interessantes, mas acrescenta que é preciso ter “muito cuidado ao tirar conclusões gerais, um vez que só foi analisado ADN de cinco indivíduos”, disse ao Live Science.

O investigador diz que é possível que apenas poucos nativos americanos alcançaram Rapa Nui e, por isso, os seus genes “podem ter sido facilmente perdidos quando este ADN foi investigado”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

BCP começa hoje a cobrar transferências por MB Way

O Millennium BCP começa hoje a cobrar as transferências feitas pelo MB Way. As transferências pela App Millennium têm um custo de 0,50€, enquanto as que forem feitas pela aplicação do MB Way têm um …

Estado gastou milhões de euros em obras sem utilidade

O Estado português investiu milhões de euros em vários obras que hoje não têm qualquer tipo de uso. Muitas delas foram feitas com a ajuda de fundos comunitários. São várias as obras feitas pelo Estado que …

Só uma dúzia de pessoas conhecem as perguntas dos exames nacionais

O primeiro exame nacional é de Filosofia do 11º ano. Quando chegar às mãos dos estudantes, o enunciado da prova já passou por várias fases, desde a elaboração, a impressão e a distribuição, em que …

Marcelo promulga compra do SIRESP. "Tudo o que acontecer será responsabilidade do Estado”

O Presidente da República promulgou o decreto-lei do Governo com vista à compra, pelo Estado, de 100% do Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP). Marcelo Rebelo de Sousa alertou para as …

Maior manifestação de sempre em Hong Kong leva Governo a pedir desculpa

Seis horas depois do início da marcha de protesto contra a lei da extradição, “uma multidão nunca vista” continuava a inundar as ruas de Hong Kong este domingo, na “maior manifestação de sempre”, disseram vários …

Mais de 200 ex-políticos acumulam subvenções vitalícias e reformas

Quase quinze anos depois de o Parlamento ter decidido acabar com as subvenções vitalícias, existem ainda 322 beneficiários de subvenções mensais vitalícias para antigos políticos. Destes, 216 têm uma acumulação de pensão e subvenção superior …

Mulher de Netanyahu considerada culpada de usar dinheiros públicos em refeições de luxo

A mulher do primeiro-ministro israelita foi, no domingo, considerada culpada do uso indevido de dinheiros públicos e condenada a pagar uma multa, segundo uma decisão do tribunal de Jerusalém. Acusada em junho de 2018 por fraude, …

Incêndio catastrófico destruiu a "Pompeia britânica" um ano depois de ser construída

O assentamento incrivelmente preservado na Idade do Bronze, denominado "Pompeia britânica", foi destruído por um incêndio um ano depois de ser construído. Um novo estudo, publicado na revista Antiquity, revela novos detalhes sobre Must Farm, uma …

Marcelo responde à Fenprof: uma “história mal amanhada”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou este domingo incompreensíveis as críticas da federação dos professores, que o acusou de não ser Presidente de todos os portugueses. O Presidente da República advertiu que, “por …

"Onde está o Boris?". Channel 4 marca ausência de favorito à liderança do Partido Conservador com cadeira vazia

A ausência de Boris Johnson, o favorito para ganhar a eleição interna no partido Conservador para suceder à primeira-ministra britânica, Theresa May, foi este domingo simbolizada por um lugar vazio num debate televisivo com os …