Afinal, os habitantes da Ilha de Páscoa não têm ADN sul-americano

Ao contrário do que muitos especialistas defendem, um novo estudo revela que os Rapa Nui não conviveram com o povo americano antes da chegada dos europeus. 

No mapa, a Ilha de Páscoa é um ponto remoto situado a mais de 3.200km de distância da costa oeste do Chile. Desde sempre que esta região fascina os arqueólogos, não só pelas centenas de estátuas Moai, como são conhecidas, mas também porque pode guardar pistas sobre as épicas viagens marítimas no Pacífico e as subsequentes misturas culturais antes da chegada dos europeus.

Segundo o Live Science, muitos especialistas acreditam que a ilha, também chamada de Rapa Nui, foi inicialmente habitada pelos polinésios, que chegaram em 1200 d.C. Mas também há sinais de que os nativos interagiram com pessoas da América do Sul antes dos europeus lá aparecerem em 1722.

Agora, um novo estudo, publicado na revista científica Current Biology, conclui que este povo nunca conviveu com outros grupos antes da chegada dos europeus. A equipa de cientistas analisou cinco esqueletos da cultura Rapa Nui e não encontrou nenhum traço genético da ascendência nativa americana.

“Estamos realmente surpreendidos por não termos encontrado nada”, afirmou o líder da investigação, Lars Fehren-Schmitz, professor de antropologia da Universidade da Califórnia, em Santa Cruz, nos EUA, num comunicado.

“Existem imensos sinais que parecem plausíveis, portanto estávamos mesmo convencidos de que íamos encontrar evidências diretas de contacto pré-europeu com a América do Sul”.

Fehren-Schmitz e o resto da equipa analisaram amostras de esqueletos encontrados em 1980. Alguns ossos datavam de 1445, enquanto outros foram enterrados por volta de 1925, ou seja, bem depois do contacto com os europeus. Em todos os casos, não foram descobertos traços de ADN de nativos americanos.

Erik Thorsby, da Universidade de Oslo, na Noruega, que não está envolvido neste novo estudo, anteriormente encontrou marcadores genéticos típicos dos nativos americanos em esqueletos dos Rapa Nui.

O investigador sugere que os nativos americanos poderiam ter chegado à Ilha de Páscoa entre 1280 e 1495 d.C, talvez graças a uma “boleia” com os polinésios, que estariam a regressar ao local depois de visitarem a costa da América do Sul.

Thorsby considera os resultados deste novo estudo interessantes, mas acrescenta que é preciso ter “muito cuidado ao tirar conclusões gerais, um vez que só foi analisado ADN de cinco indivíduos”, disse ao Live Science.

O investigador diz que é possível que apenas poucos nativos americanos alcançaram Rapa Nui e, por isso, os seus genes “podem ter sido facilmente perdidos quando este ADN foi investigado”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo reabre processo para corrigir mapa das freguesias

O Governo reabriu o processo para a correção ao mapa de freguesias, num compromisso com as associações de municípios e de freguesias, anunciou o secretário de Estado da Descentralização e Administração Local, Jorge Botelho. “Iremos retomar …

Google cria modelo de cérebro mais detalhado (e com maior resolução) de sempre

A recriação 3D do cérebro de uma mosca da fruta - que mostra 20 milhões de sinapses e 25 mil neurónios - é a que tem a maior resolução até ao momento. Uma equipa de …

Morreu Kobe Bryant, uma das maiores estrelas de sempre da NBA

Kobe Bryant, um dos maiores basquetebolistas de sempre, morreu na manhã deste domingo em Calabasas, Califórnia, num desastre de helicóptero. De acordo com a TMZ, Bryant viajava com, pelo menos, três outras pessoas num helicóptero privado, …

Há seis queixas de violência policial por semana

Em Portugal, são apresentadas em média seis queixas semanais por violência policial, escreve o semanário Expresso na sua edição deste fim-de-semana, citando os dados mais recentes da Procuradoria-Geral da República. De acordo com os números, relativos …

CRISPR tornou galinhas resistentes a um vírus comum

A técnica de edição genética CRISPR tem sido usada para tornar as galinhas resistentes a um vírus comum, uma abordagem que poderia aumentar a produção de ovos e de carne em todo o mundo. Mesmo quando …

A Cybertruck de Musk poderá ser "incrivelmente barata" de produzir

A Cybertruck de Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X, pode ser "incrivelmente barata" de produzir graças à sua inovadora tecnologia de carroçaria, afirmou um especialista em entrevista à Autoline Network. O engenheiro Sandy …

Novo estudo associa o burnout a uma consequência fatal

Uma nova investigação associa o burnout a um aumento de até 20% no risco de desenvolver fibrilhação auricular, a arritmia crónica mais frequente. O burnout é uma perturbação psicológica causada pelo stress excessivo devido a uma …

Pinto da Costa diz ter total confiança em Sérgio Conceição

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que tem "total confiança nos jogadores e no treinador", Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição, de acordo com a newsletter oficial dos …

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …