/

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

3

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar a lutar pelos direitos das mulheres à educação.

Nos últimos dias, o novo governo talibã emitiu vários decretos que revogam os direitos das mulheres: as alunas do ensino básico e secundário não podem, por enquanto, regressar às aulas e as universitárias foram informadas de que os estudos teriam lugar em ambientes segregados por sexo, além de deverem respeitar um rigoroso código de vestuário islâmico.

Na passada sexta-feira, o governo também encerrou o ministério dos Assuntos das Mulheres e substituiu-o por um ministério de “propagação da virtude e prevenção do vício”, cujo propósito é reforçar a lei islâmica.

Quando os talibã controlaram o Afeganistão, entre 1996 e 2001, as mulheres foram proibidas de trabalhar e as raparigas foram proibidas de frequentar a escola por “razões de segurança”.

Os professores consideram que a intenção de limitar a liberdade das mulheres afegãs é apenas a primeira jogada de muitos “truques” do grupo islâmico para ganhar tempo nas suas tentativas de evitar o escrutínio internacional.

“É como ver de novo um pesadelo horrível, mas temos de ser resilientes e assegurar que as nossas raparigas têm o seu direito básico à educação”, disse uma professora à Vice. “Percorremos um longo caminho no Afeganistão para educar as raparigas, ainda temos mais a fazer, ainda não desistimos.”

“Como professores, não nos importamos com um código de vestuário. Desde que as nossas filhas tenham a oportunidade de participar nas aulas, estamos prontos a fazer os sacrifícios”, acrescentou.

“Neste momento, só podemos tentar pressionar o máximo possível os líderes talibãs para que compreendam que o mundo e o Afeganistão mudaram muito”, disse outra professora de uma escola secundária. “Vão ser tempos realmente difíceis para todos nós.”

  ZAP //

3 Comments

  1. Claro que foram conquistados em vão, os talibãns não evoluem, são bichos terroristas de grutas e cavernas e não passam daí!

  2. O pior inimigo dos ditos fortes, são simplesmente, as mulheres :/
    Tencionam com isso irritar o mundo, está claro :/

  3. Os talibãs vão ter dificuldade em escolher a mulher preferida, tapadas dessa maneira ainda vão embarcar muitas velhotas por engano, vai ser uma confusão tremenda!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.