/

Afeganistão está a usar energia solar para potenciar produção de heroína

Uma reportagem da BBC no vale de Helmand, no Afeganistão, revelou que está a ser utilizada energia produzida por 67 mil painéis solares nos campos de papoilas da região, potenciando o cultivo a partir do qual se produz a maior parte da heroína consumida no mundo.

Os painéis instalados em Helmand – conhecida com a região mais perigosa do país – substituem o diesel, alimentando as bombas elétricas que extraem água do solo para irrigar as papoilas, que passam a poder ser cultivadas em locais anteriormente inviáveis.

A área de cultivo de papoila em Helmand tem crescido exponencialmente, excedendo já os 300 mi hectares, referiu a BBC. Um ex-soldado britânico, que dirige uma empresa especialista em analisar zonas perigosas através de imagens de satélite, resumiu: “Toda esta água está a fazer o deserto florescer”.

A indústria de produção de heroína do Afeganistão é a maior do mundo, tendo tido uma interrupção no início deste século, devido a medidas dos Talibã. Após a invasão norte-americana em 2003, a produção retomou, tendo a área cultivada mais do que duplicado ao longo da última década.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.