ADSE só vai pagar 24 consultas por ano

O novo regime da ADSE, que entra em vigor em setembro, vai ter um limite de 24 consultas anuais se os beneficiários quiserem recorrer a médicos particulares sem convenção com o sistema. 

A notícia, avançada pelo jornal Público esta sexta-feira, revela que o novo teto de consultas da ADSE – assistência na doença dos funcionários e aposentados públicos – só poderá ser ultrapassado se houver justificação médica.

Esta nova restrição é uma das novidades da nova tabela de preços do regime livre e foi apresentada esta quinta-feira aos representantes dos beneficiários, sindicatos e aposentados durante a reunião do Conselho Geral e de Supervisão que contou com a participação da nova presidente da ADSE, Sofia Portela.

Trata-se de uma medida destinada a controlar as despesas da ADSE com o regime livre e a evitar abusos. Eugénio Rosa, vogal da ADSE indicado pelos beneficiários, lembrou, em declarações ao Público, que foram detetadas situações de abuso, como o caso de beneficiários que tiveram 250 consultas num ano.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Fica-se com a impressão de que a notícia é imprecisa ou está incompleta.
    Refere a mesma «um limite de 24 consultas a médicos sem convenção com o sistema».
    Ora desde já uma pergunta: Por que razão os médicos têm de fazer parte da convenção? Porque fora dela se pagam melhor? Mas se os reembolsos da ADSE obedecerem às tabelas existentes para os convencionados, não vejo motivo para tal medida. Não será o sector convencionado a pressionar… para consolidar a sua influência? Mas 24 consultas por ano a médicos não convencionados, ou mesmo a todos – convencionado e não convencionados -, só em casos muito pontuais poderão fazer sentido, o que quer dizer que não é comum..
    Depois, outra interrogação nos pode surgir: A médicos integrados no sistema convencionado, o utente pode ultrapassar as 24 consultas anuais?
    Por último há que precisar se há/houve relação entre as “250 consultas num ano”, como Eugénio Rosa refere, e os «médicos sem convenção com o sistema», ou com convenção ou com ambas as modalidades.
    É que em qualquer das hipóteses, «250 consultas num ano» correspondem a quase CINCO consultas por semana, durante um ano, e isso cheira a vigarice.
    Cabe aos responsáveis pelo Subsistema de saúde dos funcionários e aposentados do Estado averiguar e agir em conformidade. Mas que não sofram uns por causa de outros.

RESPONDER

Detidos cinco suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano em Bragança

A Polícia Judiciária anunciou, esta sexta-feira, que foram detidos cinco homens, suspeitos de estarem envolvidos na morte do estudante cabo-verdiano, em Bragança. A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, em comunicado, que procedeu, esta quinta-feira, a "buscas domiciliárias, …

Cláudio Monteiro renuncia a cargo de juiz do Tribunal Constitucional

O juiz renunciou ao mandato do Tribunal Constitucional por ter sido, entretanto, nomeado Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal. O juiz Cláudio Monteiro renunciou, esta quinta-feira, ao mandato de juiz do Tribunal Constitucional (TC), de acordo com …

Proposta do BE sobre IVA da energia vai ser rejeitada pelo Governo, revela PS

Uma proposta do Bloco de Esquerda (BE) para reduzir o IVA sobre a eletricidade e o gás natural, sem impacto no Orçamento de Estado para 2020, vai ser rejeitada pelo Governo, por não corresponder à sua …

Petição quer enfermeiros como profissão de desgaste rápido e subsídio de risco. 2.500 já assinaram

Mais de 2.500 pessoas já assinaram uma petição online que defende a atribuição do estatuto de profissão de desgaste rápido aos enfermeiros, bem como a atribuição de um subsídio de risco. No texto, os promotores defendem …

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma depois de uma vida de trabalho. Os custos de vida, o clima e as pessoas são alguns dos motivos que levam os pensionistas …

Berardo apresenta recurso contra arresto de imóveis de luxo

Joe Berardo apresentou um recurso contra o arresto a dois imóveis de luxo em Lisboa. As propriedades foram arrestadas pela Caixa Geral de Depósitos por dívidas superiores a 300 milhões. O empresário madeirense Joe Berardo interpôs …

Para além de autocarros, Cascais quer comboios gratuitos dentro do município

Desde 1 de janeiro de 2020, Cascais tornou-se no primeiro concelho do país a ter transportes públicos rodoviários gratuitos. Agora, quer alargar a iniciativa aos comboios. "Estamos a abrir um novo paradigma, que encara a mobilidade …

Governo convoca sindicatos para negociar aumentos acima dos 0,3%

O Governo convocou as estruturas sindicais da administração pública para voltar a negociar a proposta dos aumentos salariais de 0,3% para este ano. De acordo com a agência Lusa, o Governo convocou as estruturas sindicais da administração …

Governo prepara injeção final de 1400 milhões no Novo Banco

Desde a venda, em outubro de 2017, o Estado já injetou 1,9 mil milhões de euros no Novo Banco. Agora, o Fundo de Resolução estuda injetar mais 1,4 mil milhões. O Fundo de Resolução e o …

Em Espanha, há jogadores a ser pressionados a sair para países árabes

Jogadores do UD Almería estão a ser pressionados pelo dono do clube a sair para clubes de países árabes. Alguns atletas já apresentaram queixa ao sindicato. O xeique Turki Al-Sheikh, dono do Almería, da segunda divisão …