ADN desmente famosa teoria sobre braço direito de Hitler

OPA / Wikimedia

Os arquitectos da purga nazi: Hitler, Göring, Goebbels, e Hess. Faltam Himmler e Heydrich.

Foram precisos 70 anos para desmentir a teoria da conspiração “doppelganger” que defende que não foi Rudolf Hess, militar do regime nazi e braço-direito de Hitler, quem esteve preso, mas um duplo seu. Uma prova de ADN confirma agora que era mesmo Hess.

Uma equipa de investigadores conseguiu refutar a tese de que foi um duplo de Hess quem esteve detido na prisão de Spandau em Berlim, na Alemanha.

A teoria da conspiração que durou 70 anos foi, finalmente, desfeita, graças a uma amostra de sangue retirada ao famoso preso que ficou conhecido como ‘Spandau #7’. Os cientistas compararam essa amostra com a de um familiar vivo de Hess e concluíram que o preso era mesmo o homem forte do regime Nazi.

Hess foi julgado e condenado a prisão perpétua em 1946, depois de ter sido detido no Reino Unido, para onde tinha viajado numa tentativa para conseguir assinar um acordo de paz.

O militar nazi chegou a Spandau em 1947, onde permaneceu até ao seu suposto suicídio em 1987. Foi, durante mais de 20 anos, o único preso da cadeia.

Logo aquando da detenção em Spandau surgiram rumores de que teria sido substituído por um duplo. Até o então presidente dos EUA, Franklin Roosevelt, acreditava nesta teoria e o Governo britânico ordenou quatro investigações, na tentativa de desfazer as dúvidas.

Os restos mortais de Hess foram incinerados, em 2011, pelo Governo alemão numa decisão motivada pelo facto de a sua campa, na cidade de Wunsiedel, se ter tornado um local de peregrinação para neo-nazis. As cinzas foram espalhadas no mar e a sepultura destruída.

Assim, sem quaisquer vestígios do corpo de Hess, para tirar a prova dos nove valeu a amostra de sangue retirada ao preso ‘Spandau #7’ em 1982, pelo médico do Exército dos EUA Phillip Pittman, durante um exame de rotina, como reporta a New Scientist.

Um patologista analisou a amostra ao microscópio para contagem de células e selou-a “hermeticamente”, o que permitiu conservá-la em bom estado para a extracção de ADN que foi feita 70 anos mais tarde.

O médico militar norte-americano Sherman McCall, entretanto reformado, teve conhecimento da existência da amostra nos anos de 1990 e percebeu que podia ser uma pista importante para descobrir a verdade sobre Hess. Entrou em contacto com o biólogo molecular Jan Cemper-Kiesslich da Universidade de Salzburgo, na Áustria, que conseguiu extrair ADN do sangue seco.

Mais difícil foi chegar a um familiar vivo de Hess para fazer a comparação de ADN. “A família é muito privada” e “o nome é também muito comum na Alemanha”, explica McCall à New Scientist.

Mas, finalmente, conseguiram detectar um familiar de Hess disposto a ceder uma amostra de ADN. A análise forense efectuada concentrou-se no cromossoma Y que é herdado da linhagem masculina, como explicam os autores da investigação no artigo publicado no jornal Forensic Science International Genetics.

As conclusões apontam que há mais de 99,99% de probabilidades de a amostra de sangue de ‘Spandau #7’ pertencer a um familiar próximo do parente vivo de Hess. Este resultado “apoia fortemente a hipótese” de que “o prisioneiro ‘Spandau #7’ era, de facto, Rudolf Hess”, destaca Jan Cemper-Kiesslich.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. FDR faleceu em 12 de Abril de 1945.

    Rudolf Hess foi feito prisioneiro em 1941, tendo entrado em Spandau já depois do Julgamento de Nuremberga, portanto, após a morte de FDR.

    No vosso texto dizem que FDR acreditava na substituição desde que Hess entrou em Spandau. Ou queriam dizer desde que capturado na Escócia ou estão a adulterar a História.

RESPONDER

Greve na limpeza vai parar Hospital de São João no Porto

Os trabalhadores da limpeza do Hospital de São João, no Porto, entraram em greve este sábado. As desinfeções em ambulatório ou a limpeza de consultórios e da urgência não estão a ser feitas. Na …

Há um enorme buraco na atmosfera de Marte (e a água está a escapar)

Uma vez a cada dois anos, um gigantesco buraco abres-e na atmosfera marciana, deixando escapar para o Espaço uma parte das escassas reservas de água do Planeta Vermelho. O estranho mecanismo meteorológico, nunca visto na Terra, …

Musk vai construir um túnel de alta velocidade em Las Vegas

A Boring Company conseguiu um contrato de 48,7 milhões de dólares para construir um sistema subterrâneo, chamado LVCC Loop, em Las Vegas. A empresa Boring Company, de Elon Musk, foi a escolhida para construir um túnel …

Cientistas podem ter descoberto a verdadeira origem da canábis

A origem da canábis é um mistério, mas a análise de pólen antigo sugere que a planta evoluiu cerca de três quilómetros acima do nível do mar no planalto tibetano. Documentos que datam da Idade Média …

Sporting vs FC Porto | Um ano depois, a Taça para os leões

O Sporting venceu o FC Porto, mais uma vez nas grandes penalidades, e arrecadou a 17ª Taça de Portugal. Num jogo muito disputado no Estádio do Jamor, que terminou empatado 1-1 no tempo regulamentar, o Porto …

Marcelo pede aos portugueses para votarem. "Ficar em casa é um erro enorme"

O Presidente da República pediu hoje aos portugueses que façam o "pequeno sacrifício" de votar nas eleições para o Parlamento Europeu e não deixem "nas mãos de 20% ou de 25% a decisão que é …

Uma cidade inteira dos EUA está refém de cibercriminosos

A cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, está sob ataque. Mas a ameaça não vem de pessoas armadas com pistolas e bombas. Há duas semanas, cibercriminosos usaram ransomware - um tipo de software nocivo que restringe …

Abandonado em bebé no aeroporto de Gatwick, Steve encontrou a família 33 anos depois

Um bebé foi abandonado no chão de uma casa de banho do aeroporto de Gatwick a 10 de abril de 1986. Foi quando Beryl Wright encontrou o recém-nascido que começou o mistério que só se …

Monges encontram receita perdida e voltam a fabricar cerveja medieval belga após 224 anos

Os monges da abadia de Grimbergen, na província de Brabante Flamengo, na Bélgica, encontraram a receita original de uma cerveja que era produzida artesanalmente no local há 224 anos e voltarão a fabricá-la. Monges da Abadia …

Nova app permite transmitir consentimento ao par num encontro

Vem aí uma nova app para encontros que nos permite sinalizar quando é que o nosso par tem o nosso consentimento para avançar para o próximo passo. A aplicação permite também ganhar pontos conforme se …