ADN desmente famosa teoria sobre braço direito de Hitler

OPA / Wikimedia

Os arquitectos da purga nazi: Hitler, Göring, Goebbels, e Hess. Faltam Himmler e Heydrich.

Foram precisos 70 anos para desmentir a teoria da conspiração “doppelganger” que defende que não foi Rudolf Hess, militar do regime nazi e braço-direito de Hitler, quem esteve preso, mas um duplo seu. Uma prova de ADN confirma agora que era mesmo Hess.

Uma equipa de investigadores conseguiu refutar a tese de que foi um duplo de Hess quem esteve detido na prisão de Spandau em Berlim, na Alemanha.

A teoria da conspiração que durou 70 anos foi, finalmente, desfeita, graças a uma amostra de sangue retirada ao famoso preso que ficou conhecido como ‘Spandau #7’. Os cientistas compararam essa amostra com a de um familiar vivo de Hess e concluíram que o preso era mesmo o homem forte do regime Nazi.

Hess foi julgado e condenado a prisão perpétua em 1946, depois de ter sido detido no Reino Unido, para onde tinha viajado numa tentativa para conseguir assinar um acordo de paz.

O militar nazi chegou a Spandau em 1947, onde permaneceu até ao seu suposto suicídio em 1987. Foi, durante mais de 20 anos, o único preso da cadeia.

Logo aquando da detenção em Spandau surgiram rumores de que teria sido substituído por um duplo. Até o então presidente dos EUA, Franklin Roosevelt, acreditava nesta teoria e o Governo britânico ordenou quatro investigações, na tentativa de desfazer as dúvidas.

Os restos mortais de Hess foram incinerados, em 2011, pelo Governo alemão numa decisão motivada pelo facto de a sua campa, na cidade de Wunsiedel, se ter tornado um local de peregrinação para neo-nazis. As cinzas foram espalhadas no mar e a sepultura destruída.

Assim, sem quaisquer vestígios do corpo de Hess, para tirar a prova dos nove valeu a amostra de sangue retirada ao preso ‘Spandau #7’ em 1982, pelo médico do Exército dos EUA Phillip Pittman, durante um exame de rotina, como reporta a New Scientist.

Um patologista analisou a amostra ao microscópio para contagem de células e selou-a “hermeticamente”, o que permitiu conservá-la em bom estado para a extracção de ADN que foi feita 70 anos mais tarde.

O médico militar norte-americano Sherman McCall, entretanto reformado, teve conhecimento da existência da amostra nos anos de 1990 e percebeu que podia ser uma pista importante para descobrir a verdade sobre Hess. Entrou em contacto com o biólogo molecular Jan Cemper-Kiesslich da Universidade de Salzburgo, na Áustria, que conseguiu extrair ADN do sangue seco.

Mais difícil foi chegar a um familiar vivo de Hess para fazer a comparação de ADN. “A família é muito privada” e “o nome é também muito comum na Alemanha”, explica McCall à New Scientist.

Mas, finalmente, conseguiram detectar um familiar de Hess disposto a ceder uma amostra de ADN. A análise forense efectuada concentrou-se no cromossoma Y que é herdado da linhagem masculina, como explicam os autores da investigação no artigo publicado no jornal Forensic Science International Genetics.

As conclusões apontam que há mais de 99,99% de probabilidades de a amostra de sangue de ‘Spandau #7’ pertencer a um familiar próximo do parente vivo de Hess. Este resultado “apoia fortemente a hipótese” de que “o prisioneiro ‘Spandau #7’ era, de facto, Rudolf Hess”, destaca Jan Cemper-Kiesslich.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. FDR faleceu em 12 de Abril de 1945.

    Rudolf Hess foi feito prisioneiro em 1941, tendo entrado em Spandau já depois do Julgamento de Nuremberga, portanto, após a morte de FDR.

    No vosso texto dizem que FDR acreditava na substituição desde que Hess entrou em Spandau. Ou queriam dizer desde que capturado na Escócia ou estão a adulterar a História.

RESPONDER

Cofre de antigo caçador de vampiros vai a leilão no Reino Unido. Está repleto de objetos

O cofre de um caçador de vampiros do século XIX vai ser leiloado em Dervyshire, no Reino Unido, informou a leiloeira Hansons. Em causa está uma caixa antiga, forrada a seda vermelha e decorada com …

Bombeiro morre no combate a um incêndio na Serra da Lousã

Um bombeiro morreu este sábado durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã, disse à agência Lusa o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes. O autarca desconhece as circunstâncias em que ocorreu a …

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …