ADN humano mais antigo de África revela pistas sobre um povo misterioso

Abdeljalil Bouzouggar

Vestígios humanos da Idade da Pedra na Gruta dos Pombos, em Marrocos.

Uma equipa de investigadores conseguiu sequenciar o ADN humano mais antigo já encontrado em África, datando de há aproximadamente 15 mil anos, altura da Idade da Pedra Tardia. E a análise revelou que o povo analisado tinha genes em comum com as populações do Médio Oriente e da África sub-Sahariana.

Este estudo publicado na Science dá a ideia de que, já na Idade da Pedra, as populações humanas migravam entre continentes, sugerindo que a ligação entre o Norte de África e o Médio Oriente começou muito mais cedo do que se pensava.

O ADN analisado foi retirado de ossos humanos encontrados na Gruta de Taforalt, também conhecida como a Gruta dos Pombos, no nordeste de Marrocos. Estes vestígios pertencem ao povo Iberomaurusiano, uma cultura de caçadores-recolectores que existiu há cerca de 15 mil anos, na Idade da Pedra Tardia, e que se acreditava ter relação com os povos da Península Ibérica.

Mas a nova investigação desmente essa teoria, sugerindo a existência de uma nova cultura misteriosa, ainda não identificada, depois da análise multidisciplinar de cientistas da Universidade de Oxford e do Museu de História Natural de Londres, no Reino Unido, do Instituto Max Planck, na Alemanha, das Universidades marroquinas de Rabat e de Oujda e do Instituto Nacional das Ciências de Arqueologia e do Património de Marrocos.

“O primeiro e mais antigo ADN humano de África”

Investigadores do Instituto Max Planck para a Ciência da História Humana, na Alemanha, conseguiram extrair ADN dos ossos petrosos dos ouvidos internos dos esqueletos encontrados. E conseguiram retirar amostras de ADN mitocondrial, que passa de mães para filhos, de sete esqueletos, e de ADN nuclear, que é herdade dos dois pais, de cinco deles, como se destaca no comunicado divulgado pelo EurekAlert.

A extracção de ADN é já um feito por si só, uma vez que as temperaturas quentes de África aceleram a degradação dos vestígios genéticos.

“Este é o primeiro e o mais antigo ADN da nossa espécie já recuperado em África”, explica o co-autor do estudo, Abdeljalil Bouzouggar, do Instituto Nacional de Ciências da Arqueologia e do Património de Marrocos, citado pelo EurekAlert.

“As amostras são duas vezes mais velhas do que qualquer outro ADN obtido de humanos em África”, acrescenta-se num artigo na revista científica Sciencemag.

“A reconstrução bem-sucedida do genoma foi possível usando métodos laboratoriais especializados para recuperar ADN altamente degradado, e métodos de análise relativamente novos para caracterizar os perfis genéticos destes indivíduos”, esclarece a paleogenetecista Marieke van de Loosdrecht, do Instituto Max Planck, citada pelo EurekAlert.

Provas de que já havia migrações na Idade da Pedra

A sequenciação genética do ADN dos indivíduos do povo Iberomaurusiano revelou que “derivam em um terço da sua ascendência de africanos sub-Saharianos“, que têm semelhanças com os actuais africanos ocidentais e do Leste, apontam no artigo científico os autores da investigação.

E cerca de dois terços do ADN dos Iberomaurusianos coincide com o dos antigos Nautufianos, uma cultura do Médio Oriente.

Os “Iberomaurusianos existiram antes dos Nautufianos, mas não são seus ancestrais directos”, pois os Nautufianos não têm ADN de África, explica à revista Sciencemag a paleogeneticista Johannes Krause, do Instituto Max Planck para a Antropologia Evolucionária em Leipzig, na Alemanha.

Os dois grupos terão assim, “herdado o seu ADN partilhado de uma população maior que viveu no Norte de África ou no Médio Oriente há mais de 15 mil anos”, referem os investigadores. População esta que é, para já, um absoluto mistério.

O que é certo é que o estudo fornece “provas directas de interacções genéticas entre os humanos modernos por toda a África e a Euroásia no Pleistoceno”, a época geológica que ocorreu entre há 2.588 milhões de anos e 11.7 mil anos.

“Claramente, a população humana interagia muito mais com grupos de outras áreas mais distantes do que previamente assumíamos”, conclui Krause.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Montezemolo revelou o sonho que Ayrton Senna não cumpriu

O antigo presidente da equipa da Ferrari, Luca di Montezemolo, revelou que o seu maior arrependimento foi não ter conseguido levar Ayrto Senna para a equipa. Em 1994, Ayrton Senna morreu de forma trágica quando perdeu o …

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos que vinculam falsamente a Covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a engenheiros. Agora, o YouTube está a reprimir essa desinformação. O YouTube informou que removerá …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …