Cientistas do MIT criam adesivo inspirado em origami para feridas internas

Uma equipa de cientistas do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, desenvolveu um adesivo inspirado em origami para tratar feridas internas.

Atualmente, muitos procedimentos cirúrgicos podem ser realizados através de laparoscopia, uma técnica cirúrgica menos invasiva. No entanto, continua a ser muito difícil tratar lesões internas através de uma pequena incisão na pele. O Massachusetts Institute of Technology (MIT) desenvolveu uma solução, inspirada em origami.

De acordo com o New Atlas, o novo adesivo médico evita vários problemas dos adesivos cirúrgicos atuais e será um material fundamental para cirurgias remotas e robóticas.

A criação do MIT pode ser dobrada em torno de ferramentas cirúrgicas e inserido no corpo para selar feridas. O adesivo é como um pedaço de papel dobrado, muito semelhante a origami, a técnica japonesa de dobra de papel que não usa tesouras ou cola para criar esculturas.

O adesivo pode ser introduzido pelas vias aéreas, intestinos ou outras passagens estreitas e, ao entrar em contacto com órgãos ou tecidos húmidos, transforma-se num gel semelhante a uma lente de contacto, que adere firmemente ao tecido, selando a lesão.

Este comportamento permite que o material seja moldado nos contornos do tecido biológico e uma das grandes vantagens é que consegue resistir à contaminação por bactérias e fluidos corporais. Além disso, depois de um determinado período de tempo, o material biodegrada-se.

O seu design tem três camadas: o adesivo principal está na camada intermediária, que, quando entra em contacto com a humidade, cria uma vedação hermética. A camada inferior é um lubrificante temporário de óleo de silicone que evita que o adesivo se agarre a outra superfície e a camada superior é uma barreira contra bactérias.

Nos testes, a equipa diz que o adesivo se mostrou muito eficaz e que aderiu fortemente às amostras de tecido, mesmo depois de ser imerso em várias soluções, inclusivamente sangue.

A eficiência do modelo também foi testada, com o adesivo a ser dobrado com sucesso em torno de um cateter balão e de um agrafador cirúrgico, instrumentos usados em cirurgias minimamente invasivas. O material foi também introduzido em modelos animais e tudo correu como os cientistas esperavam.

O artigo científico com os resultados foi publicado no dia 1 de fevereiro na Advanced Materials.

  Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O empresário John Textor

Direcção do Benfica e John Textor em reunião

Benfica informou que houve um encontro entre o empresário e dois vice-presidentes do clube, que querem saber mais sobre as intenções do norte-americano. John Textor esteve no Estádio da Luz, nesta quinta-feira. O empresário foi recebido …

BE e PCP fazem pressão e Carlos César questiona: "Sentem-se melhor a fazer oposição ou a fazer acordos?"

O presidente do PS defendeu, esta quinta-feira, que Bloco e PCP têm de esclarecer "o que os move" nas negociações orçamentais: se preferem fazer oposição a um Governo de direita ou fazer acordos com um …

Apenas 14% das vacinas prometidas aos países mais pobres foram efetivamente entregues

Apesar das promessas deixadas por muitos dos países mais ricos e desenvolvidos, número de vacinas que chegou aos territórios é ainda muito baixo, o que pode comprometer os avanços já conseguidos. Apenas uma em sete doses …

Presidente da Coreia do Sul anuncia fracasso da colocação de satélite em órbita

O primeiro foguetão espacial fabricado pela Coreia do Sul falhou a colocação em órbita da sua carga, um satélite simulado de 1,5 toneladas, apesar de o lançamento ter tido sucesso, disse o Presidente do país. O …

Juízes recusam suspender julgamento de Ricardo Salgado

O juiz que está a julgar o ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), no âmbito da Operação Marquês, recusou suspender o julgamento, depois de a sua defesa ter alegado o facto de ter sido diagnosticado …

Quadro de Van Gogh, que esteve nas mãos dos nazis, vai a leilão. Deverá render 25 milhões de euros

Uma pintura de Vincent van Gogh vai ser leiloada no próximo mês, depois de mais de um século sem ser vista em público. Estima-se que o preço de venda chegue aos 25 milhões de euros. O …

Coreia do Sul lança com êxito o seu primeiro foguetão espacial

A Coreia do Sul lançou hoje o seu primeiro foguetão de fabrico próprio, segundo as imagens transmitidas pela televisão, tornando-se o décimo país do mundo com capacidade para desenvolver e lançar veículos espaciais. O veículo coreano …

"A melhor coisa que pode acontecer a Portugal era o Governo ser derrubado e desaparecer"

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu hoje que “a melhor coisa que podia acontecer a Portugal”, neste momento, era o executivo liderado por António Costa “ser derrubado e desaparecer”. Miguel Albuquerque afirmou …

Mulher de João Rendeiro tem mais três dias para entregar as obras em falta

O prazo para a entrega das obras acabou esta quarta-feira, mas a juíza do processo em que João Rendeiro foi condenado a dez anos de prisão efetiva deu mais três dias à mulher do ex-banqueiro. Depois …

Uma estrada com alguns automóveis

Sete cidades do Norte podem ir a jogo pela neutralidade carbónica

Gaia, Porto, Matosinhos, Famalicão, Guimarães, Braga e Viana do Castelo poderão ir a jogo na Missão Climate Neutral & Smart Cities, que quer apoiar a redução de emissões em 100 cidades. Uma coligação de sete cidades …