Aliado de Trump considera que acusações de fraude são “embaraço nacional”

Gage Skidmore / Wikimedia

Chris Christie, ex-governador do estado de Nova Jérsia

O ex-governador do estado norte-americano de Nova Jérsia, apoiante do ainda Presidente dos Estados Unidos, considera que chegou a hora de este assumir a derrota eleitoral.

“Tenho sido um apoiante do Presidente, votei nele duas vezes, mas as eleições têm consequências, e não podemos continuar a agir como se alguma coisa tivesse acontecido, quando não aconteceu”, disse Chris Christie em declarações ao canal ABC, citado pelo jornal online Observador.

“Francamente, a conduta da equipa legal do Presidente tem sido um embaraço nacional. Eles alegam fraude fora dos tribunais, mas quando vão para os tribunais não alegam fraude e não conseguem provar a fraude”, afirmou ainda o ex-governador de Nova Jérsia.

“Se não consegues provar os indícios, significa que os indícios não existem. (…) Por mais que seja um forte republicano e por mais que ame o meu partido, é o país que vem primeiro”, declarou.

O antigo procurador foi um dos adversários de Donald Trump nas eleições primárias do Partido Republicano, em 2016, tendo acabado por desistir em favor do agora Presidente.

Posteriormente, ficou conhecido como um dos seus apoiantes mais fervorosos, indica o jornal Público, tendo sido um dos conselheiros do chefe de Estado na preparação para os debates televisivos contra o democrata Joe Biden, agora Presidente eleito.

De acordo com o mesmo matutino, também o senador republicano Pat Toomey, da Pensilvânia, disse que chegou a hora de o Presidente desistir dos processos judiciais.

“O Presidente Trump esgotou todas as opções legais plausíveis para contestar o resultado da eleição presidencial na Pensilvânia. (…) Felicito o Presidente eleito Joe Biden e a vice-presidente eleita Kamala Harris pela sua vitória. Ambos são dedicados representantes do povo, e rezarei por eles e pelo nosso país”, afirmou num comunicado.

Este fim-de-semana, um juiz federal da Pensilvânia recusou invalidar a contagem dos votos que foi feita neste estado decisivo, por considerar que não há provas de irregularidades. O advogado de Trump, Rudy Giuliani, já indicou que irá recorrer desta decisão para um tribunal superior, sendo que o objetivo da campanha é chegar até ao Supremo Tribunal.

No caso da Geórgia, a equipa de advogados do Presidente também já pediu uma segunda recontagem dos votos, que agora vai ser feita através de uma máquina.

O jornal The Washington Post avança que Donald Trump já está de olhos postos na corrida presidencial de 2024. O ainda governante está a fazer contactos e já disse a pessoas próximas que, ainda antes do final do ano, irá anunciar a sua recandidatura.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Caro sr. Chris Christie ,
    Será possível que explique a uma colectividade em Portugal , que se chama Chega ( Enough), como é que sendo um indefectível apoiante do espantalho Trump, CHEGOU à conclusão que ele perdeu, limpinho, limpinho, as eleições?
    Pode ser que assim parem de balir e possamos ter algum sossego.
    Saudações democráticas.

RESPONDER

Canon obriga funcionários na China a sorrir para irem trabalhar

Os funcionários do escritório de Pequim da multinacional japonesa são avaliados por um sistema de inteligência artificial que determina se estão felizes o suficiente para trabalhar. A medida foi criticada por invadir a privacidade dos …

Cristiano Ronaldo é o terceiro jogador mais decisivo do Euro 2020 (atrás de um belga e de um italiano)

O italiano Marco Verratti, o belga Kevin de Bruyne e o português Cristiano Ronaldo são os três jogadores mais decisivos do Euro 2020 até agora, altura em que acabou a fase de grupos da prova. …

John McAfee encontrado morto em prisão espanhola

O criador do antivírus McAfee, John McAfee, foi encontrado morto esta quarta-feira na sua cela numa prisão espanhola, aparentemente por suicídio, horas depois de a justiça espanhola ter aprovado a extradição para seu país de …

PS nacional impõe filho de dinossauro do PSD como candidato à Maia. "Inexplicável e duvidoso"

Alguns dias depois da polémica com a escolha do candidato do PS à Câmara do Porto devido a divergências internas, há mais um caso semelhante na Maia. Teresa Almadanim retirou-se da corrida depois de ter …

Computador principal do Hubble deixou de funcionar (e a NASA ainda não sabe porquê)

O Telescópio Espacial Hubble, da NASA, está em "modo de segurança" depois de o computador principal ter deixado de funcionar repentinamente no dia 13 de junho. A 13 de junho, o computador principal do Hubble deixou …

Relatório: Lisboa enviou dados para o Irão, Arábia Saudita e (27 vezes) para a Rússia

O Relatório interno da Câmara de Lisboa sobre o caso do envio de dados de ativistas a embaixadas de países estrangeiros desculpabiliza Fernando Medina, mas revela que a CML enviou dados para o Irão, a …

Cientistas descobrem como é que o cérebro nos faz espirrar

Uma equipa de cientistas da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, identificou, em ratos de laboratório, células e proteínas específicas que controlam o reflexo do espirro. "Compreender melhor o que nos faz espirrar - de que …

Casa Branca prevê falha na meta de vacinação de 70% da população até 4 de Julho

A previsão foi avançada esta terça-feira por Jeff Zients, coordenador da resposta norte-americana à pandemia do novo coronavírus. O atraso, ainda que residual, representa um percalço no plano inicialmente proposto pela Administração Biden e justifica-se, …

Revelados segredos da invasão da malária

Como é que os parasitas da malária invadem os glóbulos vermelhos? A microscopia de vídeo de última geração permitiu à equipa do WEHI, na Austrália, ver estes detalhes moleculares essenciais para tratar a doença. Kelly Rogers, …

E agora, Portugal? Depois do Grupo da Morte... Bélgica, Itália, França e Espanha no quadro

Teoricamente, desta vez a seleção nacional ficou claramente do lado mais forte na fase a eliminar do Europeu. Haverá um "escaldante" Inglaterra-Alemanha nos oitavos-de-final. Muitos adeptos portugueses ainda se lembram do golo tardio, noutro jogo, que …