Actualizar-se no emprego: trabalhadores interessados, empregadores não acreditam no interesse

Envato Elements

Inquérito revela que 83% dos trabalhadores estão altamente interessados em aprender novas competências; mas só 48% dos empregadores acreditam nisso.

Os trabalhadores querem actualizar-se no seu emprego, ganhar novas competências. Mas os patrões não acreditam muito nessa vontade.

Essa é uma das conclusões do recente relatório Hays Learning Mindset Report 2022, da empresa Hays, focada em recrutamento especializado e soluções de recursos humanos.

O estudo envolveu perguntas a mais de 20 mil pessoas, entre funcionários e empregadores, provenientes de 26 países.

As respostas demonstraram que 83% dos trabalhadores estão altamente interessados em aprender novas competências. No entanto, menos de metade (48%) dos empregadores acredita nesse interesse elevado.

Outra diferença entre os dois lados é visível quando 81% dos funcionários dizem que aplicam as suas novas competências com frequência e de forma eficaz; mas só 60% dos empregadores dizem o mesmo.

E onde decorre essa actualização? 52% dos trabalhadores responderam que aprenderam através da própria empresa, 78% dos patrões asseguraram que a formação é feita na sua empresa.

64% dos profissionais precisam sempre ou frequentemente de aprender novas competências e apenas 8% disseram que raramente ou nunca precisaram de actualizações.

Alistair Cox, directora-executiva da Hays, avisa: “A velocidade da transformação digital não foi igualada pela oferta de talentos disponíveis para estas funções. Ao mesmo tempo, o que os profissionais procuram no seu local de trabalho mudou, e o que se espera dos empregadores já não é o que era”.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.