Já há acordo sobre muro exigido por Trump (mas novo shutdown “depende dos democratas”)

Oliver Contreras / EPA

Negociadores democratas e republicanos anunciaram terem alcançado um princípio de acordo sobre o muro que Trump reivindica na fronteira com o México, mas cuja verba está longe daquela reclamada pelo presidente dos EUA.

Os representantes dos dois partidos, segundo fontes citadas pelas agências noticiosas Associated Press e Efe, terão chegado a um entendimento provisório que prevê uma verba próxima dos 1,3 mil milhões de dólares (1,2 mil milhões de euros) para construir 88,5 quilómetros de muro, longe dos 5,7 mil milhões exigidos e que motivaram a maior paralisação parcial dos serviços federais nos EUA, que durou 35 dias.

Trump disse aos seus apoiantes em El Paso que o seu Governo já construiu “uma grande parte” do muro e que agora quer “terminar” e “rápido” aquela infraestrutura.

Contudo, a verba de 1,6 mil milhões de dólares que Trump conseguiu obter do Congresso em 2017 está a ser investida no reforço de estruturas já existentes e não para estender a vedação ao longo da fronteira.

O acordo desta segunda-feira prevê uma vedação de metal ou outros tipos de novas cercas, não uma parede betão. A vedação será construída no Vale do Rio Grande, no Texas, e o pacto inclui um montante destinado a garantir outras medidas de segurança, incluindo uma triagem avançada na entrada na fronteira.

Trump não exclui novo shutdown

O Presidente dos EUA considerou que um novo encerramento da administração federal “depende dos democratas”, ao iniciar uma visita à fronteira com o México em plena campanha pela finalização da construção do muro.

“Depende dos democratas”, disse Trump aos jornalistas na Casa Branca antes da deslocação, ao ser interrogado sobre a eventualidade de um novo encerramento parcial da administração federal no final desta semana.

Na sexta-feira termina a legislação que disponibilizou temporariamente fundos ao Governo em finais de janeiro, que pôs termo a uma paralisação de 35 dias de numerosas atividades da administração devido ao desacordo em torno do financiamento do muro que Trump pretende construir na fronteira com o México.

Um comité do Congresso, que inclui representantes republicanos e democratas da Câmara dos Representantes e do Senado, negoceia há duas semanas para tentar um acordo sobre imigração adstrito ao novo orçamento e evitar a repetição da paralisia parcial.

Trump criticou um plano dos democratas para limitar o número de camas que o Serviço de Imigração e Controlo de Alfândegas pode manter nos centros de detenção. “Para além de não nos quererem dar dinheiro para o muro, também não nos querem dar espaço para deter assassinos, criminosos, narcotraficantes e traficantes de pessoas”, sentenciou Trump.

O Governo de Trump pediu em janeiro ao Congresso 4,2 mil milhões de dólares (3.708 milhões de euros) para apoiar a manutenção de 52 mil camas nos centros de detenção para imigrantes, um aumento face às 40 mil atuais.

Os democratas consideram que, com esse aumento, o ICE também tenta deter indocumentados sem registo criminal e querem usar as negociações para estabelecer um limite de 35.520 camas para o restante ano fiscal, incluindo um máximo de 16.500 para os detidos dentro dos EUA.

O subdiretor do ICE, Matt Albence, advertiu que a redução de verbas para os centros de detenção seria “extremamente danosa para a segurança pública do país”.

Em conferência de imprensa telefónica, Albence confirmou que o ICE mantém sob detenção “entre 20 e 22 mil indocumentados” capturados no interior do país, “a maioria com historial criminal”, e denunciou que um corte nas verbas obrigará o seu departamento a “libertar” alguns dos detidos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tondela vs Porto | Dragões garantem vantagem para o Clássico

O FC Porto fez o que lhe competia para garantir que chegava ao “clássico” do próximo sábado, com o Benfica, no primeiro lugar do campeonato. Na visita ao Tondela, os “dragões” não deram grandes veleidades …

Enfermeiras suspeitas de sabotar hospital com baratas. Queriam emprego melhor

Enfermeiras das emergências de um hospital italiano terão, alegadamente, libertado baratas no seu departamento. O objetivo era conseguirem uma transferência para outro hospital. As autoridades sanitárias da região de Nápoles abriram uma investigação a um caso …

Cancro do colo do útero pode ser extinto até 2100

Todos os anos, o cancro do colo do útero é a causa de morte de mais de 300 mil mulheres em todo o mundo - mas pode ser extinto até 2100. No ano passado, o diretor-geral …

Fortnite retira anúncios do YouTube para fugir aos predadores sexuais

A produtora de videojogos que criou o Fortnite, muito popular entre jovens e crianças, decidiu retirar os anúncios publicitários do YouTube por temer que estes apareçam ao lado de comentários publicados por pedófilos. A empresa norte-americana …

O alpinista sem pernas que chegou ao cume do Everest foi premiado com o "Momento do Ano"

Um alpinista chinês de 69 anos, que tem ambas as pernas amputadas, conseguiu chegar ao topo do Evereste em maio de 2018. A perseverança de Xia Boyu valeu-lhe nesta semana um prémio.  Em 1975, Xia Boyu …

Numa empresa neozelandesa só se trabalham quatro dias por semana (mas a produtividade aumentou)

Em março e abril do ano passado, uma empresa neozelandesa implementou um novo modelo laboral: trabalhar apenas quatro dias por semana. O estudo final foi publicado esta terça-feira e as conclusões mostram resultados animadores. Quase um …

Portugueses não sabem fazer queixa contra discriminação (e acham que não vale a pena)

Quase toda a gente já ouviu falar de discriminação ou crimes de ódio, mas a maioria tem dificuldade em distinguir os conceitos, desconhece o que fazer perante um caso ou a quem recorrer para fazer …

Imigrantes que entraram ilegais em Portugal terão visto desde que tenham um ano de descontos

Os imigrantes que se encontram em Portugal a trabalhar e a descontar para a Segurança Social há pelo menos 12 meses vão poder ter a autorização de residência mesmo que não tenham entrado no país …

Estudantes no Porto até aos 15 anos vão andar gratuitamente de metro e autocarro

A Câmara do Porto vai garantir passes gratuitos para residentes estudantes na cidade até aos 15 anos, complementando a medida do Governo que prevê a gratuitidade do título de transporte até aos 12 anos. O anúncio …

Ryanair e Wizz Air multadas por restrições na bagagem de mão

A autoridade da concorrência italiana aplicou nesta quinta-feira uma multa de três milhões de euros à companhia aérea Ryanair e de um milhão de euros à Wizz Air, outra low cost, pelo suplemento aplicado à …