Ac.Viseu 1-1 FC Porto | Dragões em poupança empatam meias da Taça

José Coelho / Lusa

Um FC Porto de ‘poupanças’, em vésperas de receber o Benfica, foi hoje a Viseu empatar 1-1 com o Académico local, que milita na II Liga, na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.

Os portistas, finalistas da última edição da prova ‘rainha’, surgiram no Fontelo com oito novidades no ‘onze’ titular, entre as quais Vítor Ferreira e Zé Luís, que ‘desenharam’ o tento inaugural, anotado pelo cabo-verdiano, aos 59 minutos.

No entanto, o Académico de Viseu, presente pela primeira vez nesta fase da prova, não se fez de ‘rogado’ e conseguiu empatar o encontro aos 70 minutos, por intermédio de João Mário, adiando a decisão da eliminatória para a segunda mão, em 12 de fevereiro, no Estádio do Dragão.

Apesar do resultado insatisfatório, os ‘dragões’ partem para o 2º jogo em vantagem, tendo em conta o tento marcado fora de casa.

A 4 dias do clássico com o Benfica, para a I Liga, Sérgio Conceição operou alterações, lançando Diogo Costa, Saravia, Diogo Leite, Romário Baró, Loum e o jovem Vítor Ferreira, num alinhamento que registou ainda os regressos de Luis Díaz e Zé Luís.

O avançado cabo-verdiano formou dupla de ataque com Moussa Marega e foi precisamente o maliano a desperdiçar uma ocasião soberana no arranque do jogo, depois de ter sido isolado com um passe de classe de Vítor Ferreira.

A formação portista teve pela frente um adversário que, sem causar grandes problemas ofensivos, também não lhe concedeu espaços na retaguarda, o que ajudou a evidenciar as dificuldades do FC Porto no último terço, sem criar situações verdadeiramente perigosas para Ricardo Fernandes.

Numa das poucas situações em que conseguiu escapar à pressão ‘azul e branca’, o Académico de Viseu chegou-se à frente, mas o remate de Fernando Ferreira foi tranquilamente ao encontro de Diogo Costa.

Seria precisamente num lance em que procurava construir no meio-campo do FC Porto, no segundo tempo, que o Académico se deixou surpreender, algo que, diante de equipas ‘grandes’, é quase sempre ‘fatal’.

Vítor Ferreira recuperou uma bola, conduziu o contra-ataque e assistiu Zé Luís, que, na cara de Ricardo Fernandes, não desperdiçou a oportunidade de voltar aos golos, algo que não sucedia desde 2 de dezembro, no triunfo portista sobre o Paços de Ferreira.

Contudo, o Académico de Viseu não se deixou intimidar pelo golo e, já depois de Romário Baró ter testado a atenção do guardião viseense, a resposta da equipa da casa foi ‘certeira’: Kelvin aproveitou o espaço concedido, cruzou para o interior da área ‘azul e branca’, onde surgiu João Mário a bater Diogo Costa.

Ato contínuo, o técnico do FC Porto substituiu Zé Luís e Marega por Corona e Soares, mas seria Nakajima, lançado pouco antes, a construir sozinho um lance que só não deu golo porque Ricardo Fernandes opôs-se de forma brilhante ao pontapé do japonês.

O Académico agarrou-se com ‘unhas e dentes’ ao empate, que deixa a eliminatória em aberto, mas também tem de agradecer a falta de discernimento de Saravia, que teve tudo para servir um companheiro de equipa em tempo de compensação, mas nem assistiu nem rematou e deixou que se perdesse um lance de golo evidente.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Pois, visto que no domingo levam com o Benfica vão nas poupanças (ou seja, cagaço têm), já não andam por boas águas, o treinador parece que se esqueceu da matéria, no fim levam nas fuças… mas o ‘deretor da cumunicassam’, do alto da sua ‘deressam’, diz que a culpa é do árbitro e do var… (mas aquilo é um director?… de quê?… ahahahah…)

RESPONDER

Paços de Ferreira 0-5 Benfica | Seferovic “parte tudo” na Capital do Móvel

Na noite deste sábado, o Benfica somou o sétimo triunfo consecutivo no campeonato, ao golear o Paços de Ferreira por 5-0, num embate relativo à 26.ª jornada do campeonato. A equipa de Jorge Jesus, que acabou …

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …

"Alexa, estou com calor." Já é possível controlar o ar condicionado de um Lamborghini apenas com a voz

A Amazon está a dar um grande passo na indústria automóvel ao integrar a Alexa no Huracán EVO da Lamborghini, não apenas para fazer perguntas, mas dando ao assistente virtual a capacidade de controlar as …

Nova tecnologia pode enviar luz solar para o subsolo

Investigadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, na Singapura, inventaram um novo dispositivo que pode ajudar o país a iluminar a sua crescente infraestrutura subterrânea. A Singapura é um dos países que tem apostado cada vez mais …

Livro lança "caça ao tesouro" a urna de ouro oferecida por Inglaterra a França antes da Entente Cordiale

Um novo enigma literário está prestes a chegar às estantes de livros com uma recompensa incomum. Pistas em "The Golden Treasure of the Entente Cordiale" podem levar leitores no Reino Unido e França a um …

Para evitar casos de burnout, LinkedIn deu uma semana de férias aos quase 16 mil funcionários

O LinkedIn decidiu dar uma semana de férias (remunerada), que começou esta segunda-feira, a todos os seus funcionários espalhados pelo mundo. O objetivo? Desconectar, recarregar baterias e prevenir casos de burnout.  "Queríamos ter a certeza de …

Pequenos nadadores-robô curam-se a si próprios (e em movimento)

Uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que conseguem curar-se a si mesmos magneticamente. O tecido vivo pode curar-se autonomamente de muitos ferimentos, mas fornecer habilidades semelhantes a sistemas artificiais, como …

Tondela 0-2 FC Porto | Missão cumprida com serviços mínimos

Missão cumprida. O FC Porto fez poupanças no jogo com o Tondela, mas levou os três pontos para casa, graças a um triunfo por 2-0. Os “dragões” foram claramente superiores no primeiro tempo, marcaram por Toni …

Portugal pode atingir linha vermelha dos 120 novos casos por 100 mil habitantes em dois meses

Portugal pode atingir uma taxa de incidência de de 120 casos por 100 mil habitantes daqui a dois ou mais meses se se mantiver o atual ritmo de crescimento deste indicador. Esta é a conclusão de …

Akon ainda não construiu a "Wakanda da vida real", mas o Uganda já lhe está a dar terrenos para a segunda

O artista de R&B Akon ainda não concretizou a sua visão ambiciosa de uma cidade “futurística” alimentada por uma criptomoeda chamada “Akoin” e construída num terreno que lhe foi dado pelo governo senegalês. Contudo, o …