As abelhas sabem o que é o zero

As abelhas compreendem a noção de ‘zero’, o número que representa a inexistência de algo, à semelhança dos golfinhos, papagaios ou os primatas.

As abelhas acabam de se juntar ao “clube de elite” que consegue distinguir o zero – o número que representa a inexistência de algo, de outras quantidades. Esta é a principal conclusão de um estudo realizado por cientistas australianos e franceses, publicado esta sexta-feira na Science.

Na experiência laboratorial, os cientistas testaram até que ponto as abelhas conseguem classificar quantidades numéricas e perceber que o zero é a base da sequência de números. Enquanto que os humanos, possuem cerca de 86 mil milhões de neurónios, estes animais têm menos de um milhão.

Mas, mesmo assim, as abelhas estiveram à altura do desafio. “O zero é um conceito difícil de compreender e a habilidade matemática não surge facilmente. Uma criança demora alguns anos a aprender”, explicou Adrian Dyer, da universidade tecnológica RMIT, em Melbourne, na Austrália.

Na experiência, os cientistas atraíram as abelhas para uma parede com quadrados brancos e figuras pretas, que representavam números até cinco. Depois, explica o Público, as abelhas foram treinadas para escolher o quadrado com o menor número de figuras. Se o fizessem corretamente, recebiam uma recompensa açucarada.

A equipa de investigadores fez testes com um quadrado sem figuras e com quadrados com figuras e observaram que os animais compreendiam que o zero (o quadrado sem figuras) era o número mais baixo – embora não tenham sido treinadas para tal.

Estes resultados podem ajudar-nos a compreender como diferentes cérebros representam o zero ou, por outro lado, contribuir para novos desenvolvimentos na Inteligência Artificial.

Dyer defende que o zero é tão importante no nosso dia a dia como para a construção de naves espaciais.

“Pensávamos que apenas os humanos tinham inteligência para entender o conceito, mas investigações recentes têm mostrado que os macacos e as aves também têm um cérebro capaz de o fazer. O que não sabíamos – até agora – era se os insectos compreendiam o zero”, concluiu o especialista.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. o meu cão (rafeiro), sabe também o que é o zero.
    se eu lhe der a escolher 2 taças de comida ( uma delas vazia ) ele não vai lá, mas sim prefere a que tem comida, e adicionalmente quando acaba a comida vira-se para nós a pedir mais

  2. Sabe-se que os animais perante várias quantidades de comida separadas escolhem a mais numerosa. São noções de contagem numérica. Este estudo diz uma coisa totalmente diferente. As abelhas raciocinaram, perceberam e tomaram a opção correta perante uma situação que nunca lhes tinha ocorrido. É a prova de que todos os animais são racionais e lhes devemos respeito.

RESPONDER

Sonda passa ao lado de Vénus, tira-lhe uma fotografia e surpreende cientistas da NASA

A imagem obtida pelo Wide-field Imager (WISPR) da Parker Solar Probe foi capturada a 12.380 quilómetros de Vénus. A Parker Solar Probe, da NASA, capturou vistas deslumbrantes de Vénus em julho de 2020. O alvo da …

Cientista descobre espécie extinta de ganso através de uma pintura egípcia

Uma famosa pintura que estava originalmente no túmulo do príncipe egípcio Nefermaat levou um cientista a descobrir uma espécie de ganso já extinta. A cena "gansos de Meidum", originalmente pintada no túmulo do príncipe Nefermaat, encontra-se …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA, criou um algoritmo de Inteligência Artificial que pode provar que a realidade é, na verdade, uma simulação. O algoritmo …

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Em Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …