As abelhas têm um truque para afastar vespas gigantes: fezes de outros animais

As abelhas do Vietname (Apis cerana) apanham e aplicam fezes de animais à entrada das suas colmeias para afastarem as temidas vespas gigantes (Vespa soror) que por ali se aventuram.

A espécie Apis cerana não consegue competir com os ataques das vespas gigantes. Além de ser “quatro a cinco vezes maiores”, a Vespa soror faz ataques em grupo, disse Heather Mattila, professora de Biologia da American University, de Wellesley, à AFP.

A especialista explicou que, normalmente, estas vespas exploradoras marcam quimicamente uma colmeia, esfregando a sua barriga nela, e voltam mais tarde com 50 companheiras da mesma espécie.

O objetivo desta “investida” é “assumir o controlo da colmeia, matando ou afugentando todas as operárias antes de penetrar no ninho, roubar as larvas e levá-las para casa para alimentar as suas crias”.

As abelhas reagem com uma técnica conhecida como heat-balling, ou bola de calor, segundo a qual cerca de 100 abelhas se juntam à volta da vespa, formando uma bola cujo calor a mata. Esta é, no entanto, a primeira vez que os cientistas observam o uso de excrementos por parte das abelhas para se defenderem.

De acordo com o Phys, experiências observacionais em três apiários no Vietname permitiram aos cientistas descobrir que as abelhas recolheram pequenas bolas de fezes de animais, como galinhas, e aplicaram-nas em pontos próximos à entrada do ninho, numa técnica para responder às visitas indesejadas da Vespa soror.

Em média, as vespas passavam quatro vezes menos tempo na entrada da colmeia, uma “prova de que os excrementos servem de repelente”. Mattila sugeriu que o odor das fezes pode mascarar o da colmeia e o dos marcadores químicos que as vespas usam para atacar as colónias.

“O uso de fezes pelas abelhas mostra o impressionante conjunto de armas que desenvolveram para defender as colónias contra um dos seus predadores mais perigosos. Também destaca as razões pelas quais as abelhas europeias, que não têm essas defesas, sucumbem aos zangões gigantes tão facilmente quando são introduzidos no alcance um do outro”, escreveram os autores do artigo, publicado dia 9 de dezembro na PLOS One.

Ainda são necessárias mais pesquisas para entender exatamente como é que as propriedades das fezes dos animais repelem as vespas gigantes, mas este estudo mostra que a barreira que as abelhas criam é uma defesa eficaz contra os ataques.

“O que também é interessante é que as próprias abelhas não são repelidas pelas fezes dos animais”, rematou Mattila.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2 - 1 Braga | Leão entra em 2021/22 a rugir

O Sporting parece querer manter a senda de sucesso da época passada e entrou em 2021/22 com o pé direito. Os “leões” bateram o Sporting de Braga por 2-1, num jogo que valeu, sobretudo, pela primeira …

Ensinar crianças a dizer palavrões? Uma cientista acha que é boa ideia

A auto-intitulada "cientista dos palavrões" acredita que ensinar as crianças a usá-los de forma eficiente ajuda os mais novos a perceber como este palavreado afecta outras pessoas. Já se sabia que dizer palavrões é um sinal …

Fósseis misteriosos podem ser uma das provas mais antigas de vida animal na Terra

Elizabeth Turner, cientista numa universidade do Canadá, poderá ter encontrado a prova mais antiga de vida animal na Terra. Uma cientista encontrou possíveis sinais de vida animal multicelular em restos de recifes microbianos de há 890 …

E se o mundo entrasse em colapso? Cientistas descobrem qual o país onde há maior probabilidade de sobreviver

Caso a civilização entre em colapso - uma possível consequência das alterações climáticas - os cientistas já descobriram qual o lugar do mundo onde há maior probabilidade de sobreviver: é na Nova Zelândia. Numa pesquisa, dois …

"Dança quem está na roda", responde Marcelo sobre ausência de Bolsonaro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse este sábado que "dança quem está na roda" quando questionado pelos jornalistas sobre a ausência do homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, da cerimónia de reinauguração do Museu …

Todos os anos, esta cidade italiana entrega sal ao Papa em mãos

O Sal de Cervia, também conhecido como "sal do Papa", é-lhe entregue todos os anos em mãos. A tradição sofreu algumas interrupções até ter sido recuperada pelo Bispo Mario Marini, que serviu no Pontificado de …

A colisão secreta entre navios soviéticos e britânicos podia ter tido um desfecho drástico

Colisão aconteceu durante um dos períodos mais quentes da Guerra Fria e foi camuflado pela marinha britânica, que tratou de fazer regressar a sua embarcação à base de Devonport durante a noite para evitar dar …

Esta garrafa de tequila demorou seis anos para ser desenvolvida (e contém ouro)

A Clase Azul Spirits é uma empresa que comercializa tequila e está a preparar uma edição limitada para homenagear o legado artesanal do México - de onde a bebida é originária. A 2 de agosto, a …

Covid-19. Milhares de franceses protestam contra passe sanitário

Milhares de pessoas concentraram-se este sábado em Paris para protestar contra o passe sanitário — certificado de vacinação contra a covid-19 que passa a ser obrigatório para entrar em vários locais —, tendo a polícia …

"Toque de Midas" científico. Químicos transformam água purificada em metal dourado

Esta nova descoberta ajuda a entender o estado de transição da água e pode vir a ser importante no estudo de planetas como Neptuno ou Urano. Numa experiência alucinante, cientistas conseguiram transformar água purificada num metal …