A Xwing está a estudar um avião que voa sozinho (e pode estar para breve)

A Xwing está a testar um avião que não precisa de piloto para voar, apenas é controlado a partir do solo. Viajar sem tripulação pode ser uma realidade adaptada a voos comerciais, e mais depressa do que se pensa.

A aeronave assemelha-se mais a um kart do que propriamente a um avião de passageiros. Maxime Gariel, diretor de tecnologia da Xwing, garante que o principal objetivo deste avião é “ser monótono, pois a última coisa que se deseja numa viagem aérea sem piloto é emoção”.

A automação não é uma novidade no que toca a viagens aéreas. Normalmente, a relação do piloto com o avião termina após a descolagem – revela a Ars Technica.

Contudo, Marc Piette, CEO da Xwing, explica que os recursos dos aviões comerciais estão muito longe de se livrarem do piloto, uma vez que existem aspetos do voo que ainda não são automatizados — como manobrar as pistas de aterragem ou executar a descolagem. Mesmo quando são controlados através de indicações terrestres, os aviões requerem da presença do piloto na cabine.

Na visão dos tecnológicos, os pilotos podem ser substituídos por controladores que deverão estar a supervisionar o avião através do solo. O objetivo é automatizar todas as tarefas de um piloto ao máximo, mantendo apenas a “mão humana” na superfície terrestre. Assim, em vez de o piloto estar presente num voo por dia, pode controlar muitos voos no solo. A ideia é simples: mais aviões, menos pilotos.

Piette diz que o maior desafio de retirar os pilotos da cabine, é a questão da contingência.  E se o operador que está em solo perder o contacto, o avião pode voar sozinho? A questão ainda está a ser estudada, pois antes de se tornar num avião comercial, deve reunir todas as condições de segurança.

O CEO da Xwing explica que esta ideia é uma maneira inteligente de começar a automatizar aeronaves maiores, e mais tradicionais. O novo avião deverá ter capacidade para assumir uma nova forma de voar. A aeronave tem todos os acessórios e mais alguns, com destaque para sensores ligados às asas para identificar a pista de aterragem, câmaras visuais, e ainda um radar para detetar a presença de outros aviões.

O plano para os próximos meses é comprar alguns aviões Cessna mais antigos, e equipa-los com estas caraterísticas para testar o funcionamento. O objetivo é melhorar o software, e provar que os sistemas de automação funcionam com milhares de horas de voo.

Para já, tudo não passa de ideias. Contudo, a Federal Aviation Administration (FAA), regulador da aviação nos EUA, tem dado o seu contributo, colaborando com as empresas aeroespaciais para enfrentar os desafios técnicos de um possível voo não tripulado.

Steve Calandrillo, professor de direito da Universidade de Washington, mostra-se cético em relação a estes avanços. “Não acredito que a FAA coloque a segurança em causa, em nome da inovação. Há mais de dez anos que mostram interesse em sistemas aéreos não tripulados, mas até agora ainda não avançaram para essa realidade”.

O sonho de Piette provavelmente terá de esperar. Cathy Cahill, diretora do Centro de Integração de Sistemas de Aeronaves Não Tripulados da Universidade do Alasca, acredita que  “o próximo passo pode demorar. Talvez aconteça nos próximos 5 a 10 anos”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Nova espécie massiva de há 500 milhões de anos descoberta no Canadá

Espécie terá sido uma gigante dos oceanos, amedrontando presas com a sua carapaça, situada na zona da cabeça, que cobria dois terços do seu corpo. Uma equipa de cientistas descobriu na última semana um fóssil de …

Porque morrem tantos americanos?

Nos últimos 30 anos a esperança média de vida nos Estados Unidos da América não acompanhou as melhorias verificadas na Europa. "A América tem um problema relacionado com a morte". Assim começa uma análise, em espécie …

Já há turmas inteiras em casa devido a casos positivos de covid-19

As aulas da maioria das escolas arrancaram esta semana e já há turmas inteiras em casa, devido a casos positivos de covid-19. Tema será discutido na reunião do Infarmed, que acontece esta quinta-feira. Com o início …

Novo estudo indica que comer em excesso não é a principal causa da obesidade

A obesidade afeta grande parte da população e já é considerada umas das maiores epidemias do século XXI. Contudo, a ideia de quanto mais se come, mais propenso se está a ganhar peso pode ser …

Jogador do Santos foi ameaçado e perseguido (e filmou)

Saída da Taça do Brasil originou protestos e cenas de vandalismo. A última vitória do Santos foi no dia 13 de Agosto. O Santos não vive uma fase positiva. 13.º classificado no Brasileirão, foi afastado da …

Esta tarde, discute-se a "ampla abertura". Máscaras em espaços fechados são para manter

As restrições impostas na sequência do combate à pandemia de covid-19 deverão deixar de ser obrigatórias a partir do final do mês. Esta tarde, na reunião do Infarmed, os peritos vão propor a libertação. Esta quinta-feira, …

Eletricidade vai ficar mais cara a partir de outubro

A fatura da eletricidade vai voltar a subir 3% no dia 1 de outubro, depois de ter subido outros 3% a 1 de julho. O preço da eletricidade vai voltar a aumentar, a partir de 1 …

As vacas podem aprender a ir à casa de banho - e assim ajudar a salvar o Planeta

Os excrementos largados pelas vacas podem ser bastante prejudiciais para o Planeta, mas esta situação pode ser controlada se estes animais aprenderem a usar algo inesperado para a espécie de quatro patas - uma casa …

A receita para produzir cimento em Marte pode levar sangue, suor e lágrimas

Investigadores propõe que se produza cimento em Marte ou na Lua combinando poeira com sangue, suor e lágrimas de astronautas. No seu discurso inaugural como primeiro-ministro do Reino Unido, em 1940, Winston Churchill mostrou como as …

Podem já ter existido buracos negros microscópicos

Investigadores sugerem que, nos primeiros momentos do Big Bang, podem ter existido buracos negros primitivos do tamanho de um átomo de potássio. Desde sempre, os seres humanos quiseram explicar os fenómenos mais imprevisíveis e perturbadores do …