Artistas capturaram o ar da Índia e fizeram uma “sobremesa tóxica”. Sabe a poluição

“Arenoso, com notas de carvão queimado, misturado com o cheiro metálico de gasolina e uma pitada de produtos químicos – um sabor tão tóxico que sufoca a garganta e dá vontade de lavar a boca várias vezes.” Assim se descreve o sabor da poluição do ar na capital da Índia, Nova Deli – se se pudesse provar.

No início deste mês, o Índice de Qualidade do Ar (AQI) da cidade de Nova Deli, na Índia, subiu drasticamente para limites perigosos de mais de 900, tornando-a a capital mais poluída do mundo pelo terceiro ano consecutivo.

O AQI em muitas cidades na Índia, China, Paquistão e outros países oscila na faixa de mau a grave ao longo do ano. No entanto, é apenas quando a poluição se torna mais densa a níveis perigosos e podemos vê-la visivelmente, cheirá-la e começar a ser sufocados por ela, que as pessoas começam a falar sobre ela.

A intangibilidade da poluição do ar tem muito a ver com esse discurso – ou a falta dele. É isso que o centro de estudos liderado por artistas de Portland, Center for Genomic Gastronomy, quer retificar com a sua investigação criativa em andamento chamada Smog Tasting.

“Ao transformar o processo amplamente inconsciente de respirar no ato consciente de comer, o projeto cria uma interação visceral e instigante com o ar ao nosso redor”, disse o co-fundador Zack Denfeld, em declarações ao Vice.



O objetivo é dar às papilas gustativas uma amostra do que os pulmões experimentam.

Em 2011, Denfeld e Cathrine Kramer tiveram a ideia de criar suspiros de poluição durante um workshop na cidade de Bengaluru, no sul da Índia. Durante a leitura do guia de química culinária de Harold McGee, On Food and Cooking, encontraram uma frase que dizia: “Graças às claras de ovo, podemos colher o ar e torná-lo parte integrante dos suspiros”.

A frase poética “colher o ar” inspirou a dupla a pensar sobre como poderiam colher e saborear a poluição do Bengaluru que os envolvia todos os dias.

Juntamente com os participantes do workshop, saíram pelas ruas da cidade com tigelas, batedeiras e claras de ovo, batendo suspiros em vários locais e voltando à cozinha da oficina para assá-los.

“Voluntários experimentaram estes suspiros conseguiram identificar um elemento picante ou apimentado. Muitos notaram que o sabor dos suspiros de poluição de Yelahanka (um subúrbio arborizado) era comparativamente melhor do que os do Mekhri Circle (entroncamento urbano movimentado)”, contou Denfeld.

Com esta colisão de culinária e poluição, nasceu o projeto Smog Tasting com a intenção de utilizar espumas de ovo para colher, provar e comparar a poluição do ar de diferentes locais em todo o mundo.

Desde então, o projeto cresceu para incluir uma variedade de métodos para sentir, analisar e avaliar o sabor único da atmosfera de um lugar. Isso inclui experiências de degustação e olfato guiadas, meditações sobre a poluição e um novo sintetizador de poluição que funciona como um carrinho de comida experimental para gerar o cheiro e o sabor da poluição do ar de vários lugares e épocas.

Nos anos desde a sua conceção, Smog Tasting viajou ao redor do mundo e serviu suspiros de poluição até a ministros da saúde na Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra, bem como durante a conferência COP-21 em Paris em 2015.

Em 2017, foi criada uma rede internacional de colhedores de poluição humana como parte da primeira sessão de Smog Tasting: Take Out no Fuller Symposium em Washington D.C. organizado pelo World Wide Fund for Nature (WWF).

Os participantes foram convidados a preparar suspiros em Londres, Perth, Pequim, Barcelona, Washington DC, Porto e Mumbai. As amostras foram enviadas por correio para o Simpósio, onde foram degustadas e comparadas.

“Eu experimentar os suspiros de todos os cidades que nos enviaram as suas amostras. Todos tinham sabores diferentes, mas o de Mumbai tinha o gosto mais poluído – metálico com uma nitidez em torno dos dentes”, disse Martha Stevenson, diretora sénior de estratégia e pesquisa da equipa florestal do WWF-US, que ajudou a facilitar a instalação e também foi uma das colhedoras de poluição em Washington DC.

Segundo Stevenson, este projeto “ajuda a compreender a degradação ambiental em lugares tão distantes e a entender como isso nos afeta”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Programa da SIC Notícias comentou eleições em dia de reflexão. CNE deixou aviso

O "Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer", da SIC Notícias, falou sobre as eleições em dia de reflexão, porque "comentário não é propaganda eleitoral". As eleições autárquicas estão marcadas para este domingo e, como …

Os dentes das formigas-cortadeiras são tão resistentes como facas

Um novo estudo indica que as formigas-cortadeiras têm uma teia de átomos de zinco entrelaçados na estrutura biológica das mandíbulas, o que lhes dá a durabilidade de um conjunto de facas de aço inoxidável. De acordo …

Francisco George defende vacinação de crianças com menos de 5 anos contra a covid-19

As crianças maiores de cinco anos devem ser vacinadas contra a covid-19, desde que a segurança e a eficácia da vacina estejam comprovadas cientificamente nestas idades, defende o médico especialista em saúde pública Francisco George. A …

Cientistas imprimiram, pela primeira vez, células cerebrais vivas em 3D

Uma equipa de cientistas usou uma nova técnica laser e conseguiu imprimir em 3D células cerebrais vivas. A maioria dos neurónios sobreviveram durante mais de dois dias após terem sido impressos em 3D, o que significa …

Descoberto antídoto contra agentes nervosos tipo Sarin e Novichok

Uma equipa do Laboratório Nacional Lawrence Livermore (LLNL), nos Estados Unidos, desenvolveu um antídoto que neutraliza a exposição ao envenenamento por agente nervoso. O estudo, que foi publicado na revista Scientific Reports, foi o resultado de …

Marte sobreviveu a super-erupções (que libertaram "oceanos" de poeira e gases tóxicos)

A região de Arabia Terra, situada no norte de Marte, já foi palco de erupções suficientemente potentes para libertar "oceanos" de poeira e gases tóxicos no ar.  A NASA confirmou, recentemente, que uma região do norte …

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …