A gafe de George W. Bush: condenou a invasão do Iraque, mas queria dizer Ucrânia

5

ENERGY.GOV / Wikimedia

O ex-Presidente dos Estados Unidos, George W. Bush

O ex-Presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, disse que foi a “decisão de um homem de lançar uma invasão totalmente injustificada e brutal do Iraque”. Apressou-se a corrigir, dizendo que pretendia descrever a guerra do Presidente russo Vladimir Putin contra a Ucrânia.

O antigo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, condenou, durante um discurso esta quarta-feira, a “brutal e injustificada invasão do Iraque“, corrigindo imediatamente o seu erro: “Quero dizer da Ucrânia“.

“O Iraque também… De qualquer forma, são 75”, continuou o antigo governante, numa referência à sua idade.

O público que assistia ao discurso, em Dallas, riu-se.

Recorde-se que foi George W. Bush quem, em 2003, ordenou a invasão do Iraque, sob o pretexto de que o país, liderado por Saddam Hussein, estaria na posse de armas de destruição maciça. Duas décadas depois, Bush continua a ser duramente criticado por ter invadido o país asiático.

De acordo com o Público, muitos consideram-no um criminoso de guerra, o mesmo rótulo dado a Vladimir Putin após a invasão da Ucrânia.

As redes sociais não deixaram passar a gafe em branco.

Não me estou a rir, e suponho que as famílias dos milhares de soldados americanos e das centenas de milhares de iraquianos que morreram nessa guerra também não”, disse o pivô Mehdi Hasan, da MSNBC, esta quarta-feira.

Quantos americanos foram enviados por ele para morrer por uma mentira? Repugnante”, reagiu, por sua vez, Tim Young.

Pelo menos 200 mil civis morreram como resultado da “violência direta relacionada com a guerra” durante a invasão do Iraque pelos Estados Unidos, segundo dados do Instituto Watson para Assuntos Internacionais e Públicos da Universidade de Brown.

A dificuldade em contabilizar as mortes com precisão significam que o número de mortes foi, provavelmente, muito mais elevado.

  ZAP //

5 Comments

  1. Hahashahahaha.
    Foram os USA que invadiram o Iraque.
    E parece que tal feito ficou decidido cá em Portugal, numa qualquer cimeira dos Açores, segundo dizem por aí os jornalistas.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.