A Carolina do Norte é abalada por misteriosos estrondos há 150 anos (e ninguém sabe o que são)

Estrondos enigmáticos chamados “Seneca Guns” ressoam em partes da costa da Carolina do Norte há mais de 150 anos. Agora, os cientistas estão a usar dados sísmicos para identificar de onde vêm as explosões e o que as causa.

O nome “Seneca Guns” não vem da Carolina do Norte, mas do Lago Seneca, no interior do estado de Nova Iorque, onde ocorreu um fenómeno semelhante. Os sons do lago, descritos em 1850 pelo escritor James Fenimore Cooper no seu conto “The Lake Gun”, já eram ouvidos há séculos.

“É um som que lembra o ribombar de uma pesada peça de artilharia, que não pode ser explicado por nenhuma das leis conhecidas da natureza“, escreveu Cooper. “O rumor é profundo, oco, distante e imponente. O lago parece estar a falar com as colinas circundantes, que devolvem os ecos da sua voz em uma resposta precisa. Nenhuma teoria satisfatória jamais foi abordada para explicar esses ruídos.”

Os residentes da costa da Carolina do Norte frequentemente relatam ter ouvido estrondos semelhantes, com explicações que vão desde tempestades distantes ou terramotos a explosões em pedreiras ou até exercícios militares.

Alguns desses estrondos são suficientemente poderosos para sacudir janelas e fazer edíficios vibrar.

Uma equipa de cientistas vasculhou relatos que datam de 2013 para criar um catálogo de observações. Depois, compararam esses incidentes com os dados colhidos pelo EarthScope Transportable Array, uma rede de 400 sensores atmosféricos e sismógrafos.

Lançado em 2003, o EarthScope Transportable Array migra entre 1.700 locais nos Estados Unidos continentais e os dados sísmicos altamente localizados que colhe estão disponíveis gratuitamente para o público. Atualmente localizado no Alasca, foi instalado na Carolina do Norte entre 2013 e 2015.

“Queríamos ler artigos de notícias locais, criar um catálogo de instâncias dos Seneca Guns e, em seguida, tentar verificá-los com dados sismo-acústicos reais”, disse Eli Bird, estudante de ciências geológicas da University of North Carolina, citado pelo LiveScience.

Embora os Seneca Guns possam causar tremores no solo, os cientistas não encontraram nenhum registo de terramoto que coincidisse com os eventos, descartando o tremor de solo como a causa das explosões.

“De um modo geral, acreditamos que este seja um fenómeno atmosférico – não achamos que seja proveniente de atividade sísmica, estamos a assumir que se está a propagar através da atmosfera em vez do solo”, disse Bird. “Os dados em que mais me concentrei neste projeto são dados de infrassons em vez de dados sísmicos”.

Uma explicação atmosférica poderia ser os bólidos – rochas espaciais que viajam tão rápido quando atingem a atmosfera da Terra que explodem. Outra possibilidade poderia ser eventos que se originam no oceano, como a quebra de ondas muito grandes ou trovões longe da costa.

“As condições atmosféricas podem ser tais que se amplificam numa determinada direção ou afetam principalmente esta área localizada”, explicou Bird.

Os sinais associados à explosão variaram entre cerca de um segundo a 10 segundos, com a estação perto de Cape Fear a captar os sinais mais proeminentes.

A região de Cape Fear também é conhecida por ter vários incidentes com os “Seneca Guns”. No entanto, a matriz de sensores não era suficientemente densa para apontar de onde vinham os sinais.

“Presumivelmente, não é sempre a mesma coisa que produz sons estrondosos”, disse Bird. Alguns aviões militares que voam na área quebraram a barreira do som, por isso alguns dos sons de “armas” podem, na verdade, ser estrondos sónicos. Mesmo nesses casos, um sinal natural pode amplificá-los ainda mais.

Com a região de Cape Fear identificada como o local mais promissor para continuar a procurar, as próximas etapas para resolver esse enigma envolveriam a recolha de mais dados ao longo de vários anos, usando uma matriz de pelo menos três estações com três microfones em cada, para triangular com mais precisão onde os sons se originam.

Mas, por enquanto, o ribombar dos “Seneca Guns” permanece um mistério.

O estudo foi apresentado este mês na reunião anual da American Geophysical Union (AGU), realizada virtualmente este ano devido à pandemia de covid-19.

  ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “O relatório é profundo, oco, distante e imponente.”
    O substantivo inglês report, neste caso, refere-se ao som de uma arma a disparar, e obviamente não a qualquer relatório.

    Não gosto de ser picuinhas com a escrita dos outros, mas torna-se penoso ver péssimas traduções do inglês todos os dias em quase todos os sites, e por vezes é fácil perceber que a tradução está errada simplesmente por não ter qualquer nexo.

    • Caro leitor,
      Obrigado pelo seu reparo.
      Efetivamente, sendo a tradução mais óbvia, “relatório” não faz sentido.
      Optámos por alterar para “rumor”, que, soando também estranho no contexto, nos parece a expressão mais correta.

RESPONDER

Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus do regime nazi, recebe hoje honras de Panteão Nacional

O antigo cônsul português Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus do regime nazi, recebe hoje honras de Panteão Nacional, em Lisboa, através de um túmulo sem corpo. Esta cerimónia acontece 67 anos após …

Besiktas avisa os adeptos: "Contra o Sporting...não se sentem nas escadas!"

Turcos e portugueses chegam à terceira jornada na Liga dos Campeões com zero pontos. "Isto não é um caminho fácil", admite o treinador Sergen Yalçın. Um dos primeiros jogos da terceira jornada da Liga dos Campeões …

Real Madrid está disposto a oferecer Hazard por Salah

Mohamed Salah, uma das estrelas do plantel do Liverpool, está a ser adorado pelo Real Madrid. Os merengues estão a pensar apresentar uma proposta que envolve Eden Hazard. Mohamed Salah termina contrato com o Liverpool em …

Rangel: Maioria absoluta é possível, crise política improvável e acordos com o Chega para descartar

Candidato à liderança do PSD diz não ter "estados de alma" sobre os próximos passos de Rio. É da opinião que os portugueses não compreenderiam uma crise política no contexto atual, mas também considera que …

Salários em atraso no Boavista: alguns funcionários já deixaram o clube

Guarda-redes queixou-se mas não é o único jogador a não receber os últimos vencimentos, no Bessa. O Boavista estará a atravessar uma situação financeira delicada. Depois das dúvidas à volta do pagamento do relvado do Estádio …

Football Leaks. Autoridades francesas suspeitam que Rui Pinto também pirateou Paris Saint-Germain

As autoridades francesas suspeitam que Rui Pinto pode ter estado na origem do ataque informático ao clube de futebol Paris Saint-Germain (PSG), que resultou na divulgação de alguns documentos internos. Segundo noticia o Público, a investigação …

"É o melhor depois de Napoleão." Para Cassano, Ronaldo não está entre os cinco melhores da história

O antigo jogador italiano António Cassano não coloca Cristiano Ronaldo no top cinco, depois de Jorge Mendes ter considerado o avançado português "o melhor da história".  Antonio Cassano, o antigo jogador italiano de 39 anos, foi …

O ministro das Finanças, João Leão

"Contas certas" de dentro para fora. Promessa feita a Bruxelas, no esboço orçamental para 2022

O Governo enviou um rascunho do Orçamento do Estado à Comissão Europeia, no qual sublinha a importância das "contas certas". O discurso das "contas certas" repete-se dentro e fora. Esta segunda-feira, o Executivo entregou em Bruxelas …

Ricardo Salgado já admite ser condenado - mas pede pena suspensa

A defesa de Salgado requereu a suspensão do julgamento que decorre no âmbito da Operação Marquês, argumentando que o antigo banqueiro é inimputável por sofrer de Alzheimer. Se o pedido não for atendido, a …

O esqui recentemente encontrado na Noruega

Foi encontrado o "par de esquis mais bem preservado da pré-história"

Dois esquis da Idade do Ferro puderam finalmente "reencontrar-se", depois de 1300 anos separados, após a descoberta do segundo par numa montanha na Noruega. Tudo começou em 2014, quando o grupo de arqueologia glaciar Secrets of …