800 portugueses querem ser cidadãos da Liberlândia, o país onde não há impostos

BBC

Vit Jedlicka é o presidente da República Livre de Liberland

A Liberlândia, a auto-proclamada nação que se apresenta como o país mais livre do mundo e onde não há impostos, já tem 118 mil cidadãos e meio milhão de candidatos em lista de espera, entre os quais 800 portugueses.

Estes dados são divulgados ao Diário de Notícias (DN) pelo presidente da República Livre da Liberlândia, Vít Jedlicka, que fundou o país em 2015, depois de, numa busca pela Wikipedia, ter encontrado um pedaço de terra de sete quilómetros quadrados, entre a Croácia e a Sérvia, que não pertence a ninguém.

Ali, Jedlicka estabeleceu o que define como o país mais livre do mundo, onde não há impostos e cada cidadão pode “contribuir livremente”, como explica ao DN, em entrevista no âmbito da sua participação nas conferências Horasis, em Cascais.

Quem contribui com dinheiro ou com o seu esforço ganha méritos, ao contrário do que acontece nos outros países, onde não se recebe nada em troca”, salienta Jedlicka, notando que “os méritos contribuem para a reputação dos cidadãos”.

Actualmente, o país tem “118 mil cidadãos elegíveis” e “meio milhão de pessoas à espera de cidadania”, entre os quais mais de 800 pedidos de portugueses, frisa o DN.

“São pessoas em busca de uma nova identidade, que não se sentem bem com os actuais modelos de governo que dominam o mundo”, explica Jedlicka sobre estes candidatos a cidadãos de Liberlândia, lembrando que “as pessoas vivem sujeitas a demasiados impostos e demasiadas regras“.

Para se ser cidadão de Liberlândia basta acumular “cinco mil méritos”, aponta Jedlicka, esclarecendo que se podem “ganhar méritos, através de propostas que beneficiem o país”.

Os cidadãos de Liberlândia vivem actualmente “em barcos-casa”, mas Jedlicka planeia construir diversas infraestruturas no país, no sentido de poder acolher até 340 mil habitantes. E também promete que já neste ano, o auto-proclamado país vai ter uma moeda virtual.

Entretanto, Jedlicka tem enfrentado alguns problemas com os países vizinhos da Liberlândia, nomeadamente com a Croácia que em 2016, decidiu prendar e multar quem tentasse entrar na auto-proclamada nação. E foi isso que aconteceu com o próprio presidente de Liberlândia, impedido de entrar no país que criou.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Eu também quero…gosto especialmente da parte em que as “contribuições” são voluntárias…espero que haja muitos otários a contribuírem por mim para que haja os serviços normalmente fornecidos por um estado (com base nos tais impostos dos que não se recebe nada em troca)…

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …