60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido.

Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada pelos Urais decidiram armar as tendas e passar a noite a poucos passos da chamada Montanha da Morte, a uma curta distância do seu destino. Nunca mais foram vistos vivos.

Os corpos foram encontrados semanas depois, fora das tendas, parcialmente vestidos e distantes uns dos outros. A maior tenda estava rasgada a partir de dentro. A maioria dos jovens estava vestida parcialmente, alguns sem sapatos, outros com roupas que não eram deles – como se tivessem saído sem preparação e apressadamente no meio da noite.

Os investigadores concluíram que três jovens morreram por espancamento “causados por uma grande força”. Os outros morreram de hipotermia. Uma das duas raparigas do grupo estava sem a língua. As roupas de alguns deles tinham doses de radiação duas vezes mais altas do que o habitual.

O incidente da Passagem de Dyatlov — assim chamado em homenagem a Igor Dyatlov, o guia do grupo, que também morreu — era considerado um dos grandes mistérios da história recente da Rússia.

Agora, depois de as autoridades terem voltado a investigar o caso em fevereiro do ano passado, já se sabe o que aconteceu aos viajantes russos.

De acordo com o jornal britânico The Times, os investigadores acreditam que os caminhantes congelaram até a morte depois de fugir da sua tenda durante a noite para se protegerem de uma avalanche.  Os investigadores concluíram que os nove viajantes fugiram aterrorizados das suas tendas no frio profundo da noite sem terem tempo para se vestir.

Segundo Andrei Kuryakov, procurador sénior, embora os estudantes “tenham feito tudo corretamente”, estavam “condenados” depois de perder a tenda de vista. “A visibilidade era de 16 metros. Acenderam uma fogueira e depois procuraram a tenda – mas ela desapareceu após a avalanche”, disse. “Não tinham hipóteses nessas circunstâncias.”

Por outro lado, o veredicto do peocurador foi contestado pelas famílias das vítimas. Yevgeny Chernusov, advogado que representa os parentes, disse que “categoricamente” discorda das descobertas e acredita que os estudantes foram mortos por uma explosão causada por uma falha de foguete.

O mistério deu origem a várias teorias durante anos: desde que foram atacados por prisioneiros fugitivos a terem sido mortos por membros da KGB ou por extraterrestres – e também que se mataram uns aos outros.

Alguns investigadores independentes do caso Dyatlov suspeitaram inicialmente que os excursionistas tinham sido vítimas dos Mansia, o grupo étnico que habitava essas terras, embora o lugar onde foram encontrados estivesse longe da área considerada “sagrada” por esses moradores.

Outros, que foram assassinados por prisioneiros de uma cadeia próxima, mas naqueles dias não houve nenhuma fuga.

Anatoli Guschin, um jornalista local, sempre considerou tinham sido vítimas de uma experiência soviética para inventar uma nova arma – daí a radiação encontrada.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Pronto, isto é jornalismo da primeira. Um artigo inteirinho, anunciando a solução de um evento que ninguém sabia ter acontecido. E no final . . . fiquei todo esclarecido, que sensação agradável

  2. 60 anos depois, já se sabe o que aconteceu;
    Foi uma avalanche, causada por uma explosão de um foguete fabricado pelo KGB que era para ser vendido aos MANSIA, entretanto os assassinos que fugiram, descobriram que afinal não tinham fugido, voltaram para a cadeia que nunca tinham saido, no regresso encontram a tenda que que tinha desaparecido, com a tempestade que fez a desaparecer.

    Depois vieram os extraterrestres, e comeram tudo!
    Esclarecidos?

RESPONDER

O Bosão de Higgs foi apanhado a fazer algo inesperado

Uma equipa de cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) observou o Bosão de Higgs, a fazer algo inesperado: à medida que caía, esta parecia decompor-se numa combinação inesperada de partículas. De acordo com …

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …