50 anos depois, Atlético Mineiro é campeão nacional

Pedro Souza / Atlético

Hulk voltou a marcar no jogo do título. Mineiros foram à Bahia vencer por 3-2. Adeptos dos campeões vestiram camisolas do clube adversário.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Era uma questão de tempo e o Atlético Mineiro não quis esperar mais: a três jogos do final (para o Flamengo) do campeonato, já há campeão nacional. Os mineiros estiveram a perder por 2-0 mas deram a volta, derrotaram o Bahia por 3-2 e já asseguraram o primeiro lugar.

Os cinco golos foram apontados durante a segunda parte e a primeira equipa a festejar, nesta noite histórica na Arena Fonte Nova, até foi a da casa. Luiz Otávio e Gilberto marcaram no espaço de cinco minutos.

Mas o Atlético Mineiro, que até então parecia nem se importar muito com o empate, reagiu. Hulk, o melhor marcador do Brasileirão, reduziu numa grande penalidade, dois minutos depois Keno empatou (belo golo) e o mesmo Keno fechou as contas do jogo e do título, num contra-ataque.

O Atlético Mineiro só tinha sido campeão nacional uma vez. E já foi há muito tempo: há 50 anos, em 1971. Soma 81 pontos, mais 11 do que o Flamengo – e os cariocas só podem conquistar nove pontos.

Nas bancadas houve muitos festejos. Apesar de jogar fora de casa, o novo campeão contou com o apoio de muitos adeptos que entraram no estádio com a camisola…do Bahia, para conseguirem comprar bilhete. Há um motivo: nos estádios da Bahia, e por causa da pandemia, não se vendem bilhetes para adeptos das equipas visitantes.

Melhor? Só o Flamengo de Jesus

Se vencer os dois jogos que faltam, a equipa liderada por Cuca vai acabar o Brasileirão com 87 pontos. Melhor (num campeonato com 20 clubes) só o Flamengo, que em 2019, terminou o campeonato com 90 pontos.

O Atlético Mineiro perdeu cinco jogos e empatou seis, até agora. Com 25 vitórias nesse percurso.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.