5 asteróides perigosos passaram perto da Terra este domingo

Cinco asteróides potencialmente perigosos passaram este domingo perto da Terra. Têm entre 45 e 214 metros de diâmetro e deslocam-se a uma velocidade de 5.7 a 16.7 quilómetros por segundo.

Depois de no dia 17 um asteróide gigante ter passado de surpresa entre a Lua e a Terra, desta vez de nada menos do que 5 asteróides potencialmente perigosos passaram perto do nosso planeta.

Segundo adiantou o spaceweather.com, o mais próximo destes corpos celestes, com os nomes científicos de 2013 US3, 2018 GO4, 2018 GY1, 2018 FV4 e 2002 JR100, passou a 10.1 distâncias lunares, ou seja, 10 vezes a distância média da Terra à Lua.

Os cinco asteróides deslocam-se a velocidades entre os 5.7 e os 16.7 quilómetros por segundo. Segundo a NASA, a passagem do primeiro asteróide teve lugar às 10:29 da manhã deste domingo, e o último passou às 9:15 da noite.

Segundo astrónomos citados pelo jornal Daily Star, a passagem destes cinco asteróides deve ser tomada como um aviso aos habitantes do planeta para que tomem medidas de precaução antes de que o hipotético cenário do impacto de um corpo celeste na Terra se torne realidade.

Os cientistas da organização norte-americana B612 Foundation, que se dedica à prevenção de um próximo forte impacto de um asteróide, salienta o jornal britânico, estão “100% certos” de que um dia enormes rochas espaciais colidirão com a Terra.

Tal acontecerá porque, segundo diz o presidente da B612 Foundation, Danica Remy, os telescópios actualmente em uso só conseguem captar uma pequena parte dos  asteróides perigosos. “O ponto de observação é muito pequeno e o céu é muito grande.”

“Actualmente, podemos determinar com antecedência se um dos 18.000 asteróides que estamos a vigiar vai nos atingir”, explica Remy. Mas, acrescenta, “há vários milhões de asteróides que não observamos”.

O sistema solar está povoado com milhões de asteróides, que normalmente são encontrados na cintura de asteróides de Kuiper, entre Marte e Júpiter. “Temos 100% de certeza de que vamos ser atingidos, apenas não temos 100% de certeza quando“.

“Pode acontecer em qualquer sítio, na Austrália, no Japão ou no Ohio”, acrescenta ainda Remy. “Precisamos de um mapa completo com a localização, características e rotas de todos estes asteróides, para que possamos defender-nos. É um problema global“, conclui.

A maioria dos asteróides de grandes dimensões, como o asteróide que aniquilou os dinossauros, caiu na Terra há muitos milhões de anos. O último grande asteróide a “visitar” o nosso planeta caiu em fevereiro de 2013 na cidade russa de Chelyabinsk.

Este asteróide, com apenas 17 metros de diâmetro, atingiu inesperadamente a cidade russa, e fragmentou-se libertando uma energia equivalente a 500.000 toneladas de TNT, ou seja, entre 27 e 41 vezes a bomba atómica de Hiroshima.

ZAP // RT / NASA

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. “…para que tomem medidas de precaução antes de que o hipotético cenário do impacto de um corpo celeste na Terra se torne realidade…” é por isso que eu fecho sempre as janelas !

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …