PJ apreende mais de 400 mil euros em investigação na Câmara de Pedrógão Grande

Tiago Henrique Marques / Lusa

Foram apreendidos mais de 400 mil euros pela Polícia Judiciária na investigação que levou à detenção de um funcionário da Câmara de Pedrógão Grande, suspeito de crimes de peculato e de falsificação de documento.

Esta terça-feira, a Polícia Judiciária fez buscas na Câmara Municipal de Pedrógão Grande, devido a uma denúncia do presidente da câmara por “suspeitas de falsificação de documentos e desvio de dinheiro por parte de três funcionários do Departamento Contabilístico e Tesouraria”, avançou o autarca Valdemar Alves ao Observador.

A denúncia foi feita pelo próprio ao Ministério Público e à Polícia Judiciária. “Já andava desconfiado que algo de errado se passava naquele departamento”, disse. Quando pediu ao Revisor Oficial de Contas para analisar os documentos, o resultado não o surpreendeu. “Confirmou-se a minha suspeita de falsificação de documentos e desvio de dinheiro”.

A PJ apreendeu mais de 400 mil euros na investigação que levou à detenção de um chefe de divisão da Câmara de Pedrógão Grande, suspeito de vários crimes de peculato e de falsificação de documentos.

O caso envolve um chefe de divisão, uma contabilista e uma tesoureira da Câmara de Pedrógão Grande que estão suspeitos da prática de “vários crimes de peculato e de falsificação de documentos”, disse esta quarta-feira à Lusa fonte da PJ. O chefe de divisão foi detido e uma das funcionárias foi constituída arguida.

“Não temos ainda um valor final apurado, mas nas diligências de terça-feira apreendemos, em numerário, um valor superior a 80 mil euros”, sendo que, juntamente com o saldo bancário, foram apreendidos “mais de 400 mil euros”, acrescentou a mesma fonte.

De acordo com a PJ, a prática destes crimes terá decorrido ao longo de 2017 e início de 2018, mas há uma “suspeita forte de que esta atividade já vinha sendo praticada muito antes de 2017”.

A investigação arrancou no início deste ano. A mesma fonte referiu que o desvio de dinheiro da autarquia não está relacionado com fundos de donativos associados ao apoio pós-incêndio.

O suspeito alegadamente “elaborava ordens de pagamento, falsas ou falsificadas, aparentemente em benefício de terceiros, no todo ou em parte”, sendo que terá recolhido “as assinaturas de verificação e de autorização desses pagamentos, de que depois beneficiava pessoalmente, usando o fundo de maneio da autarquia, que mantinha acima dos valores legais”, refere a PJ, num comunicado enviado à Lusa.

Através da elaboração de ordens de pagamento falsas, o suspeito terá liquidado “diversas despesas particulares, recebendo em seguida o respetivo valor, fazendo constar que o pagamento de tais despesas era da responsabilidade da autarquia”, acrescenta a Diretoria do Centro.

O suspeito vai ser presente esta quarta-feira à tarde no Tribunal de Leiria, para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação.

 

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting: espanhóis analisam o "maior" Haaland

Avançado do Borussia Dortmund apresenta recordes que, nem Messi, nem Cristiano, tinham. O Sporting entra em campo para a segunda jornada da Liga dos Campeões, diante de um Borussia Dortmund que tem no seu plantel uma …

Escola proíbe alunos de levarem almoço de casa. Ministério da Educação fala em “recomendação”

Interpretações distintas das normas emitidas pelo Ministério da Educação e a inexistência de equipamentos para aquecer as refeições em linha com as recomendações de segurança motivadas pela covid-19 podem estar na origem da decisão. Os alunos …

Autárquicas foram prova de vida para o CDS. Rodrigues dos Santos respira, Melo põe-se à espreita

Nuno Melo já se tinha colocado em posição de ataque na corrida interna, mas terá de esperar. O CDS "está vivo" e as autárquicas foram prova disso. O CDS decidiu apoiar Carlos Moedas e não se …

Explosão suspeita em complexo de edifícios na Suécia causa mais de 20 feridos

Mais de 20 pessoas ficaram feridas, três delas com gravidade, após uma explosão num complexo de edifícios no centro de Gotemburgo, na Suécia. A polícia está a investigar as causas do incidente e admite a …

Costa pode remodelar Governo após choque eleitoral (com Medina à cabeça)

António Costa pode estar a preparar uma remodelação no Governo, com Fernando Medina à cabeça. António Costa já veio negar essa possibilidade. O primeiro-ministro António Costa está preparado para fazer uma remodelação no Governo, após a …

Portugal com mais 600 casos de covid-19 e sete óbitos. Internamentos baixam das quatro centenas

Portugal registou, nas últimas 24 horas, 600 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da …

Autárquicas não contaminam processo orçamental. Esquerda chuta eleições para canto e mantém pressão

Depois de uma empolgante noite eleitoral, avizinham-se duas semanas de negociações entre os partidos e o Governo. Os trabalhos de negociação do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) estão mais atrasados do que o habitual devido …

Igreja desaba com a força da lava do vulcão em La Palma

Uma igreja na ilha espanhola de La Palma desabou depois de ter sido atingida pela lava do vulcão que entrou em erupção no passado domingo, dia 19. Após ter escapado por pouco no início da semana …

Homem que tentou matar Ronald Reagan vai ser libertado em 2022

Na altura o homem foi considerado inimputável pela justiça devido a problemas mentais. Depois de ter saído de um hospital psiquiátrico em 2016, John Hinckley Jr vai ficar em liberdade total de 2022. A 31 de …

Coreia do Norte lança "projétil não identificado"

A Coreia do Norte lançou um "projétil não identificado" no mar ao largo da sua costa oriental, disseram esta madrugada os militares sul-coreanos. Tanto o Japão como os Estados Unidos já condenaram o lançamento. A Coreia …