PJ apreende mais de 400 mil euros em investigação na Câmara de Pedrógão Grande

Tiago Henrique Marques / Lusa

Foram apreendidos mais de 400 mil euros pela Polícia Judiciária na investigação que levou à detenção de um funcionário da Câmara de Pedrógão Grande, suspeito de crimes de peculato e de falsificação de documento.

Esta terça-feira, a Polícia Judiciária fez buscas na Câmara Municipal de Pedrógão Grande, devido a uma denúncia do presidente da câmara por “suspeitas de falsificação de documentos e desvio de dinheiro por parte de três funcionários do Departamento Contabilístico e Tesouraria”, avançou o autarca Valdemar Alves ao Observador.

A denúncia foi feita pelo próprio ao Ministério Público e à Polícia Judiciária. “Já andava desconfiado que algo de errado se passava naquele departamento”, disse. Quando pediu ao Revisor Oficial de Contas para analisar os documentos, o resultado não o surpreendeu. “Confirmou-se a minha suspeita de falsificação de documentos e desvio de dinheiro”.

A PJ apreendeu mais de 400 mil euros na investigação que levou à detenção de um chefe de divisão da Câmara de Pedrógão Grande, suspeito de vários crimes de peculato e de falsificação de documentos.

O caso envolve um chefe de divisão, uma contabilista e uma tesoureira da Câmara de Pedrógão Grande que estão suspeitos da prática de “vários crimes de peculato e de falsificação de documentos”, disse esta quarta-feira à Lusa fonte da PJ. O chefe de divisão foi detido e uma das funcionárias foi constituída arguida.

“Não temos ainda um valor final apurado, mas nas diligências de terça-feira apreendemos, em numerário, um valor superior a 80 mil euros”, sendo que, juntamente com o saldo bancário, foram apreendidos “mais de 400 mil euros”, acrescentou a mesma fonte.

De acordo com a PJ, a prática destes crimes terá decorrido ao longo de 2017 e início de 2018, mas há uma “suspeita forte de que esta atividade já vinha sendo praticada muito antes de 2017”.

A investigação arrancou no início deste ano. A mesma fonte referiu que o desvio de dinheiro da autarquia não está relacionado com fundos de donativos associados ao apoio pós-incêndio.

O suspeito alegadamente “elaborava ordens de pagamento, falsas ou falsificadas, aparentemente em benefício de terceiros, no todo ou em parte”, sendo que terá recolhido “as assinaturas de verificação e de autorização desses pagamentos, de que depois beneficiava pessoalmente, usando o fundo de maneio da autarquia, que mantinha acima dos valores legais”, refere a PJ, num comunicado enviado à Lusa.

Através da elaboração de ordens de pagamento falsas, o suspeito terá liquidado “diversas despesas particulares, recebendo em seguida o respetivo valor, fazendo constar que o pagamento de tais despesas era da responsabilidade da autarquia”, acrescenta a Diretoria do Centro.

O suspeito vai ser presente esta quarta-feira à tarde no Tribunal de Leiria, para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação.

 

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ricardo Salgado queria afastar juíza por ser sobrinha de Ana Gomes

Um dos julgamentos que Salgado enfrenta é no Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão (TCRS) de Santarém por causa de coimas que lhe foram aplicadas pelo Banco de Portugal. O ex-banqueiro tentou atrasar o julgamento …

Afinal, Darwin poderá ter-se enganado em relação à seleção sexual

Um novo estudo sugere que Charles Darwin poderá ter-se enganado parcialmente em relação à teoria da seleção sexual. Charles Darwin foi um cientista cuidadoso. Em meados do século XIX, enquanto procurava evidências para a sua teoria …

“Não temos um presidente". Moedas arrasa Medina após divulgação da auditoria à CML

A auditoria interna da Câmara Municipal de Lisboa, apresentada ontem por Fernando Medina, está longe de pôr fim à polémica em torno do envio de dados pessoais de manifestantes a embaixadas estrangeiras. O presidente da Câmara …

"Fui sujeito a pressões, intimidações e ameaças". António Oliveira desiste de candidatura à Câmara de Gaia

Esta sexta-feira, numa reunião de emergência, António Oliveira, candidato à Câmara de Vila Nova de Gaia, anunciou ao líder do PSD, Rui Rio, a sua desistência da corrida eleitoral. António Oliveira tinha sido a escolha de …

Marcelo pede a portugueses "noção" sobre momento de transição

O Presidente da República destacou a importância "de as pessoas terem a noção" do momento de transição" na pandemia em Portugal, sublinhando as vacinas como resposta. A campanha de vacinação justifica o "momento de transição" que …

Uma das plantas mais estudadas de sempre tinha uma parte desconhecida

Cientistas encontraram uma parte completamente nova numa das plantas mais estudadas de sempre. De acordo com o site Science Alert, a planta em questão chama-se Arabidopsis thaliana e é um organismo modelo, já tendo sido usada …

Informações contraditórias. Autoridades belgas só confirmam a morte de um português em Antuérpia

Apesar de três portugueses terem sido dados como mortos, as autoridades no local onde ruiu um prédio em construção em Antuérpia, na Bélgica, só confirmam a nacionalidade lusa de um óbito. De acordo com a TSF, …

António Joaquim entregou-se para cumprir 25 anos de prisão pela morte de Luís Grilo

António Joaquim apresentou-se hoje num estabelecimento prisional para cumprir os 25 anos de prisão (pena máxima) a que foi condenado pela coautoria do homicídio de Luís Grilo, disse à agência Lusa o seu advogado. “António Félix …

Afinal, a altura não depende apenas dos nossos genes

Vários especialistas em genética e biologia celular defendem que a altura não só depende dos genes transmitidos pelos nossos pais, mas também de fatores ambientais, como a dieta. Muitas vezes consideramos a nossa altura imutável, determinada …

Resolvido mistério de longa data sobre explosões colossais no Espaço

Cientistas desvendaram um antigo mistério sobre algumas das maiores explosões do universo, conhecidas como erupções de raios gama, ou Gamma Ray Bursts (GRB), em inglês. As erupções de raios gama são explosões extremamente energéticas que foram …