Cerca de 2500 pessoas continuam desaparecidas nas Bahamas

LPhot Paul Halliwell / British Ministry of Defence / EPA

Furacão Dorian deixa rasto de destruição nas Bahamas

Cerca de 2500 pessoas continuam desaparecidas nas Bahamas, mais de uma semana depois da passagem do furacão Dorian que matou pelo menos 50 pessoas.

“Atualmente, cerca de 2500 pessoas constam do registo de desaparecidos”, indicou o porta-voz da Agência de Gestão de Emergências das Bahamas (NEMA), Carl Smith. O responsável acrescentou que esta lista não foi comparada com os registos governamentais das pessoas em abrigos ou deslocadas.

Na terça-feira, Carl Smith já tinha avançado que, sensivelmente, 4500 pessoas foram deslocadas das suas casas nas ilhas Abaco e Grande Bahama, as mais devastadas após a passagem do furacão, que já fez pelo menos 50 mortos.

Em conferência de imprensa, o porta-voz da NEMA referiu, na altura, que a maioria teve de se deslocar para Nassau, a capital deste arquipélago das Caraíbas.

O Dorian, que no último fim de semana deixou mais de 200 mil pessoas sem luz na costa atlântica do Canadá, devastou primeiro o arquipélago das Bahamas, sobre o qual permaneceu por muito tempo, quase imóvel, com chuvas torrenciais.

Segundo o primeiro-ministro do arquipélago, Hubert Minnis, 60% de Marsh Harbour, a principal cidade das Ábaco, ficou destruída.

Os ventos fortes e as águas castanhas e lamacentas destruíram ou danificaram gravemente milhares de casas, incapacitando a atividade de hospitais e deixando muitas pessoas presas em sótãos.

Nos Estados Unidos, o furacão atingiu os estados da Carolina do Norte e do Sul com ventos violentos, tornados e chuvas laterais, tendo sido anunciadas pelo menos quatro mortes. As vítimas foram homens que caíram ou foram eletrocutados quando aparavam árvores ou preparavam as habitações para enfrentarem o furacão.

No início da semana, centenas de sobreviventes das Bahamas tiveram de abandonar um navio humanitário por não terem vistos de entrada nos EUA. Os Serviços Alfandegários e de Proteção de Fronteiras (CBP) não autorizaram que os passageiros desembarcassem em Fort Lauderdale, na Flórida, naquela que foi uma “decisão de última hora”.

“Temos de ter muito cuidado. Toda a gente necessita de documentação apropriada. Não quero deixar entrar nos EUA pessoas que não deviam estar nas Bahamas, incluindo pessoas muito más“, explicou, na altura, o Presidente Donald Trump.

As Nações Unidas calculam que 70 mil pessoas necessitam de ajuda humanitária urgente.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo compromete-se a concluir processo de regularização dos precários

O Governo comprometeu-se com a conclusão, no início da legislatura, do Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP), mas sem avançar uma data concreta. O debate temático sobre o PREVPAP, que decorreu …

Camboja acaba com passeios turísticos de elefante em Angkor

Os passeios de elefante, que são umas das principais atrações turísticas pelas áreas dos templos de Angkor, no Camboja, deixarão de o ser em 2020. Em 2016, uma elefante fêmea morreu por insuficiência cardíaca depois de …

MPLA afasta "Tchizé" dos Santos do comité central e suspende-a por dois anos

O Bureau Político do MPLA aprovou, esta quinta-feira, o afastamento de Welwitschia 'Tchizé' dos Santos de membro do comité central do partido no poder em Angola e a suspensão por dois anos da condição de …

Coldplay adiam divulgação de álbum. Querem uma digressão mais "respeitadora do ambiente"

O líder dos Coldplay anunciou na quinta-feira que o grupo musical britânico adiou a digressão de apresentação do seu novo álbum, que é publicado esta sexta-feira, para ser o mais limpa possível e ter um …

Vila Galé já estuda novo resort na região do Brasil onde abandonou projeto

O Vila Galé vai mesmo avançar com uma nova unidade hoteleira na mesma região do Brasil onde decidiu abandonar o projeto que tinha, depois das críticas de que ia investir em potencial zona de reserva …

França ultrapassa Alemanha. É o pais europeu com mais pedidos de asilo

França tornou-se no país europeu com mais pedidos de asilo, pela primeira vez desde o início da crise migratória em 2015, afirmou esta quinta-feira em Paris o ministro do Interior. “A França tornou-se desde 20 de …

Procurador-geral admite que suicídio de Epstein foi resultado de vários erros

O procurador-geral dos EUA disse, esta sexta-feira, que a morte de Jeffrey Epstein, que se suicidou atrás das grades, foi o resultado de "uma tempestade perfeita de asneiras". Em entrevista à Associated Press, William Barr confessou …

Vegano processa Burger King nos EUA por "contaminação" de hambúrguer

Um cliente vegano interpôs uma ação judicial contra o Burger King nos Estados Unidos, acusando a cadeira de restaurantes de fast-food de lhe ter servido um hambúrguer cozinhado na mesma grelha utilizada para preparar carne. De …

Dono do carro onde seguia Angélico condenado a dois anos de pena suspensa

O dono de um stand da Póvoa de Varzim e a sua ex-mulher foram, esta sexta-feira, condenados a dois anos de prisão, com pena suspensa. Em causa está a falsificação do contrato de compra e venda …

Mais de 500 mulheres assassinadas em Portugal nos últimos 15 anos

Mais de 500 mulheres foram assassinadas nos últimos 15 anos em contexto de relações de intimidade em Portugal, e só neste ano já morreram 28, algumas baleadas, outras estranguladas ou espancadas, a maioria vítima de …