Túmulo escondia a mais antiga estirpe de peste (que pode ter levado à primeira epidemia da história)

Num túmulo com quase cinco mil anos, na Suécia, investigadores descobriram a estirpe mais antiga da famosa bactéria Yersinia pestis – o micróbio responsável pelo contágio de uma das doenças mais temidas da humanidade: a peste.

A descoberta sugere que o germe pode ter afetado pessoas em toda a Europa no final da Idade da Pedra, no que pode ter sido a primeira grande epidemia da história humana. Também poderia reescrever algumas coisas que se conhece da história europeia antiga.

A bactéria foi encontrada quando os investigadores estavam a analisar bancos de dados de ADN antigo para casos nos quais as infeções poderiam ter matado vítimas pré-históricas, de acordo com o estudo publicado a 6 de dezembro na revista Cell.

Uma análise anterior de um túmulo de calcário em Frälsegården, na Suécia, revelou que cerca de 78 pessoas foram lá enterradas e todas morreram num período de 200 anos. O facto de que muitas pessoas ter morrido num período de tempo relativamente curto num mesmo lugar sugeriu que poderiam ter morrido por causa de uma epidemia, disse o autor do estudo, Nicolás Rascovan, biólogo da Universidade Aix-Marseille, em França.

O túmulo de pedra calcária era datada do Neolítico, ou Nova Idade da Pedra, o período em que a agricultura começou.

Os investigadores descobriram a estirpe de peste anteriormente desconhecida nos restos mortais de uma mulher. A datação por carbono sugere que morreu há cerca de 4.900 anos durante um período conhecido como o declínio neolítico, quando as culturas neolíticas em toda a Europa diminuíram misteriosamente.

Com base nos ossos do quadril e outras características do esqueleto, estimaram que a mulher tinha cerca de 20 anos quando morreu. A estirpe da peste encontrada tinha uma mutação genética que pode desencadear a peste pneumónica – a forma mais letal de peste histórica e moderna – sugerindo que a mulher provavelmente morreu dessa doença.

Ao comparar a nova estirpe com ADN de peste conhecida, os cientistas determinaram que a amostra antiga era o parente conhecido mais próximo da mais recente da bactéria da peste.

Karl-Göran Sjögren, um arqueólogo da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, disse que a descoberta da peste “numa área relativamente marginal do mundo neolítico sugere redes de contacto bem estabelecidas e de longo alcance” num tempo que permitiu que a doença se espalhasse.

De facto, é possível que as inovações revolucionárias da época possam ter preparado o cenário para o surgimento e disseminação de doenças infeciosas“, o que poderá ter levado à primeira grande epidemia da História humana.

Os arqueólogos sublinharam que as descobertas não significam que a peste exterminou os humanos do Neolítico, mas pode ter influenciado o declínio neolítico.

ZAP // Live Science / Phys

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “Uma análise anterior de um túmulo de calcário em Frälsegården, na Suécia, revelou que cerca de 78 pessoas foram lá enterradas e todas morreram num período de 200 anos. ”

    De certeza que este facto está correcto? Isso dá aproximadamente 1 pessoa por cada 2,5 anos.

RESPONDER

Lavada em lágrimas, primeira-ministra da Dinamarca pede desculpa pelo abate de milhões de martas

Em lágrimas, a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, pediu desculpas nesta quinta-feira pela gestão da crise com as martas no país, depois de uma mutação do novo coronavírus encontrada em quintas de criação ter motivado o …

Mistério continua por resolver: um mês após o início do surto de legionella, ainda não há respostas

Há cerca de um mês que o mistério da origem da legionela continua por resolver. A doença continua a fazer mortos na região norte, mas de acordo com o Jornal de Notícias, não tem sido …

Relações "complicadas". Rússia admite abandonar projetos de cooperação com a UE

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov, que se encontrará mais tarde com o Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, comentou que as relações atuais entre Moscovo e Bruxelas são "complicadas". O Governo russo está a ponderar …

Benfica tem novo central. Luís Filipe Vieira fecha contratação de Lucas Veríssimo

O Benfica deverá pagar 1,3 milhões de euros em mão e outros 5,2 milhões em quatro prestações. Lucas Veríssimo chega do Santos para a posição de defesa central. À semelhança daquilo que fez com Jorge Jesus, …

Apoio à retoma pode prolongar-se pelo menos até setembro de 2021

O mecanismo de apoio à retoma progressiva nas empresas em crise poderá prolongar-se até, pelo menos, setembro do próximo ano, avisou o ministro de Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira. O mecanismo sucedâneo do layoff …

Vinícius bisou e assistiu para o Tottenham. Para Mourinho, só há uma coisa a melhorar

O Tottenham de José Mourinho venceu esta quinta-feira o Ludogorets no jogo da 4.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa. O ex-Benfica Carlos Vinícius, que não tem sido opção para o campeonato inglês, …

Portugal já terá atingido o pico. Foi na terceira semana de novembro, segundo os peritos do Governo

Portugal já terá atingido o pico de novos casos da segunda vaga de covid-19, de acordo com os cálculos dos peritos consultados pelo Governo. Em declarações ao jornal Observador, engenheiro Carlos Antunes, da Faculdade de …

Benfica colheu um ponto na Escócia. O Rangers "não é uma equipazinha", diz Jesus

O Benfica empatou a dois golos em casa do Rangers, na quarta jornada do Grupo D da Liga Europa, e ficou a uma vitória de seguir para os 16 avos de final. Arfield (7 minutos) e …

Reformas antecipadas sofrem corte de 15,5% em 2021

O valor das pensões antecipadas pedidas no próximo ano terá um corte superior ao que está a ser aplicado em 2020: 15,5%. Os trabalhadores que se reformem antecipadamente em 2021 terão uma penalização de 15,5% na …

Templo de Esna foi restaurado ao fim de 2000 anos (e surpreendeu com misteriosos segredos egípcios)

Descoberto há cerca de 200 anos, o antigo templo egípcio de Esna guardava segredos há mais de 2000 anos. Agora esses segredos foram revelados graças a um projeto de restauração iniciado em 2018, onde foram …