Em 2018 o emprego atingiu o valor mais elevado dos últimos nove anos (e superou a taxa da UE)

Paulo Novais / Lusa

O emprego atingiu em 2018 o volume mais elevado dos últimos nove anos, com 4,63 milhões de pessoas empregadas, alcançando uma taxa de 55%, que superou a taxa de emprego da União Europeia, revelou esta terça-feira um relatório oficial.

De acordo com o relatório sobre emprego e formação, relativo a 2018, que o Centro de Relações Laborais (CRL) vai apresentar publicamente, no último ano o emprego em Portugal englobou mais 105 mil indivíduos, noticiou esta terça-feira o Diário de Notícias, citando a agência Lusa.

O aumento do emprego foi mais acentuado relativamente às mulheres e não foi homogéneo entre os diferentes escalões etários. Verificou-se uma diminuição do emprego no escalão etário dos 35 aos 44 anos e uma variação positiva nos escalões mais jovens, dos 15 aos 24 anos (5%) e no grupo etário dos 55 aos 64 anos (6,4%).

No ano passado as qualificações da população empregada aumentaram, tendo a população empregada com o ensino secundário e superior crescido para cerca de 54% do total.

Segundo o relatório, a uma maior escolaridade corresponde, em média, uma taxa de emprego mais elevada, pois em 2018 a taxa de emprego dos indivíduos com o ensino básico era de 42,2%, a taxa de emprego dos indivíduos com o ensino secundário era de 68,7% e a taxa de emprego dos indivíduos com o ensino superior era 78,7%.

Entre 2017 e 2018 os contratados sem termo cresceram 2,8%, um pouco mais do que os contratados a termo, que aumentaram 2,4%. No Continente, 78% dos 3859,6 mil trabalhadores por conta de outrem tinham contratos sem termo, 18,3% contratos a termo e 3,6% outro tipo de contratos (sazonais, ocasionais e de prestação de serviços).

Em termos setoriais, a população empregada nos serviços (68,8% do total) cresceu 2,7%, um pouco mais que a população empregada na indústria, construção, energia e água (25,4% do total) que cresceu 2,6%. O emprego na agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca representava 5,8% do total, e registou um decréscimo de 3,7%.

No setor dos serviços, as áreas que mais cresceram foram a educação (mais 33,6 mil pessoas) a Administração Pública e Defesa, Segurança Social (mais 25,9 mil pessoas) e as atividades de saúde humana e apoio social (mais 11,9 mil pessoas).

Em 2018 estavam desempregados, no continente, 6,9% dos ativos, menos 1,9 pontos percentuais que em 2017. Esta diminuição permitiu a aproximação da taxa de desemprego à média europeia, tendência que se verifica desde 2013, sendo que, em 2018, a taxa em Portugal era apenas 0,1 pontos percentuais superior à média europeia.

Em 2018, no Continente, estavam desempregadas 343,5 mil pessoas, o que corresponde a um decréscimo de 21,6% (menos 94,5 mil) relativamente ao ano anterior. As mulheres representavam a maioria dos desempregados (52,6%).

No ano passado 41,7 mil pessoas (12,1%) estavam à procura do primeiro emprego e 87,9% – 301,6 mil pessoas – à procura de novo emprego. Os desempregados à procura de novo emprego que provinham do setor dos serviços eram 71,2% do total, os oriundos da indústria, construção, energia e água, constituíam 25,6% e os provenientes da agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca, 3,1%.

O número de desempregados de longa duração diminuiu 30,5% relativamente a 2017, passando para os 174 mil.

Citando dados do Instituto de Informática do Ministério do Trabalho e da Segurança Social, o relatório do CRL refere ainda que em 2018 havia cerca de 160,6 mil beneficiários com processamento de prestações de desemprego, o que corresponde a uma redução de 6,3%. Destes, 292 indivíduos beneficiavam de subsídio por cessação de atividade, ou seja, eram trabalhadores independentes.

O relatório dedica também um capítulo às remunerações e lembra que, em outubro de 2017, o ganho médio mensal, no continente, dos trabalhadores por conta de outrem que trabalhavam a tempo completo era de 1.133,34 euros, o que representa um aumento de 2,3% face a outubro de 2016, sendo este o maior aumento registado desde 2010.

Quanto ao valor da remuneração base média mensal para os mesmos trabalhadores, este era de 943 euros, tendo também aumentado 2%, relativamente ao mês homólogo.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mário Centeno nomeado governador do Banco de Portugal

O Conselho de Ministros aprovou, esta quinta-feira, o nome do ex-ministro das Finanças para o cargo de governador do Banco de Portugal (BdP). A decisão foi revelada, esta quinta-feira, depois do Conselho de Ministros, pela ministra …

Finanças admitem queda de 9% no PIB. Governo prepara-se para rever projeção inicial de 6,9%

O Ministério das Finanças admite a possibilidade de que a queda do PIB se aproxime dos 9%, revelou esta quinta-feira o Jornal de Negócios, adiantando que o Governo se prepara para rever a projeção inicial …

Vacina de Oxford testada em humanos com "resultados promissores"

Os testes clínicos em humanos da potencial vacina contra a covid-19 que a Universidade de Oxford criou tiveram "resultados prometedores" e desencadearam a resposta imunitária que se pretendia. Os testes em humanos, que desde abril envolveram …

Goa decreta novo confinamento, com Índia a rondar um milhão de casos

Depois de ter aberto portas ao turismo, Goa decreta um novo confinamento de três dias. Registaram-se 198 novos casos nas últimas 24 horas, o número mais alto desde o início da pandemia. O estado de Goa, …

Tribunal da Concorrência confirma coima de 75 mil euros a Ricardo Salgado

O Tribunal da Concorrência confirmou, esta quinta-feira, a coima de 75 mil euros aplicada pelo Banco de Portugal a Ricardo Salgado, no caso do financiamento do Grupo Alves Ribeiro (GAR) para compra de ações da …

Mais três mortes e 339 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 339 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da DGS. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos …

Crise entrou em nova fase mas mundo "não está fora de perigo", diz FMI

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, disse esta quinta-feira que a crise provocada pela pandemia entrou numa nova fase, que exige flexibilidade para assegurar "uma recuperação sustentável e equitativa", alertando que o mundo …

China bane importação de ovelhas portuguesas

As alfândegas chinesas baniram as importações de ovelhas e produtos relacionados de Portugal, alegando um aviso da Organização Mundial de Saúde Animal sobre um surto de paraplexia enzoótica dos ovinos na Guarda. A notícia foi avançada …

Tânia já pode abraçar os filhos. Livrou-se do coronavírus ao 16º teste após 4 meses isolada

A algarvia Tânia Poço foi, finalmente, dada como "curada" de covid-19 após quatro meses de confinamento. Aquele que terá sido o caso mais prolongado da infecção em Portugal, chegou ao fim com o 16º teste …

Exame de Matemática A criticado. Prova "infeliz" não permite "distinguir" alunos

A Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) criticou esta quinta-feira a elaboração do exame nacional de Matemática A, prova realizada por mais de 38.699 alunos que pretendem concorrer ao Ensino Superior. No entender da SPM, "o …