Brasileiros, jejuns, ténis: 16 curiosidades da final do Euro 2020

Fabio Frustaci / EPA

Giorgio Chiellini carrega a taça de campeão europeu

Numa final inédita em Europeus de futebol, a vitória italiana em Wembley trouxe vários factos e curiosidades que merecem destaque.

A Itália foi campeã europeia de futebol pela segunda vez, numa final ganha frente à anfitriã e estreante Inglaterra. Empate a uma bola, com vitória da Itália nas grandes penalidades, num jogo que originou curiosidades ou factos invulgares.

Deixamos aqui alguns exemplos:

  • Já se sabia: final inédita e uma estreante. Itália e Inglaterra nunca tinham sido as protagonistas da final de um campeonato da Europa porque a Inglaterra nunca tinha chegado à final.
  • Apesar de ser o primeiro título europeu desde 1968, a Itália é a seleção com mais presenças em finais do Europeu desde 2000: são três finais disputadas, tendo perdido as anteriores (2000 e 2012). Espanha, França e Portugal já chegaram a duas finais cada, no mesmo período. Ou seja, domínio latino no novo milénio – as exceções são Grécia, Alemanha e Inglaterra, com uma presença cada.
  • Cenário de “batalha campal” antes do jogo. Nos arredores do Estádio Wembley, centenas de pessoas quiseram entrar no estádio, mesmo sem terem bilhete. Abundaram as cenas de violência.
  • Primeira vez que um português, campeão europeu, levou o troféu para o relvado. Éder, muito concentrado, foi o protagonista.
  • Emerson Palmieri, Jorginho e Rafael Tolói: primeira final de um Europeu com três brasileiros numa das seleções. Os três são internacionais italianos; os dois primeiros foram titulares, Tolói não saiu do banco de suplentes.
  • A Inglaterra perdeu mas Luke Shaw foi recordista: ao marcar ainda antes dos dois minutos, originou o golo mais rápido de sempre numa final de um Europeu.
  • Primeira final com 11 substituições realizadas. No fundo, jogaram três equipas.
  • Duas dessas substituições, ambas inglesas, correram muito mal: Jadon Sancho e Marcus Rashford entraram praticamente aos 120 minutos, eram aposta de Gareth Southgate apenas para as grandes penalidades – mas ambos falharam nas respetivas tentativas.
  • Foi somente a segunda final que acabou no desempate por grandes penalidades. O único exemplo havia acontecido em 1976, quando a Checoslováquia derrotou a República Federal da Alemanha. Em 1968, no primeiro troféu italiano, a final com a Jugoslávia também terminou com um empate mas, na altura, havia um segundo jogo entre as finalistas, em caso de igualdade.
  • Fim-de-semana que ditou o término de dois longos “jejuns” continentais: a Itália não era campeã europeia desde 1968 e a Argentina (vencedora da Copa América, na noite anterior) não ganhava na América do Sul desde 1993. E os dois troféus foram erguidos na casa mítica do outro finalista: Itália em Wembley, Argentina no Maracanã.
  • Pela primeira vez, em dois Europeus seguidos a seleção derrotada na final jogava em casa: França em 2016, Inglaterra em 2021. O outro anfitrião derrotado foi Portugal, em 2004.
  • A Itália não perde há 34 jogos. A última derrota foi contra Portugal, há quase três anos. Está a um jogo de igualar os recordes de Brasil e Espanha. E o próximo compromisso é diante da Bulgária, em casa.
  • Cristiano Ronaldo foi o maior goleador do torneio, com os mesmos golos de Patrik Schick. É a segunda vez que um português termina neste lugar: Cristiano foi também o estreante, em 2012, na altura com os mesmos golos de outros cinco jogadores. E é o goleador mais velho de sempre na prova.
  • Gianluigi Donnarumma eleito oficialmente o melhor jogador da prova – foi a primeira vez que um guarda-redes ficou com o troféu de melhor futebolista de um Europeu.
  • Fica também para a memória (e para análises subjetivas) o gesto de Donnarumma, quando defendeu a última grande penalidade: não festejou. Caminhou tranquilamente para o seu lado esquerdo, provavelmente para confortar o adversário Jordan Pickford. Os seus compatriotas correram, “abafaram-no” e não foi possível perceber o que o jovem guarda-redes iria fazer.
  • Depois do jogo, um dos jogadores italianos que estiveram a celebrar no relvado de Wembley é um jogador… de ténis: Matteo Berrettini, que horas antes tinha perdido a final de Wimbledon, também em Londres, frente a Novak Djokovic. “Esta vitória até me compensa a derrota em Wimbledon”, afirmou o tenista.

Nuno Teixeira, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Exames nacionais. Média da maioria das provas desce (e Matemática cai quase 3 valores)

As médias nos exames nacionais desceram a 20 disciplinas, num ano em que o grau de dificuldade das provas aumentou ligeiramente. Português manteve-se igual — média de 12 valores — e só Física e Química …

Presidente tunisino denuncia migração ilegal de jovens e justifica detenção de deputados

O Presidente da Tunísia disse, este domingo, que muitos jovens desesperados são pagos para abandonar ilegalmente o país em direção à Europa, num dia em que foram reveladas detenções de deputados críticos após o golpe …

Número de nascimentos no primeiro semestre de 2021 foi o mais baixo de há mais de 30 anos

Cerca de 37.700 bebés nasceram em Portugal no primeiro semestre, uma redução de mais de 4.400 relativamente ao período homólogo e que representa o valor mais baixo nos últimos 30 anos, segundo dados do Instituto …

Mais 9 mortes e 1.190 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou esta segunda-feira 1.190 novos casos de infeção por covid-19 e mais nove mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal regista esta segunda-feira nove mortes atribuídas à covid-19, 1.190 novos casos …

Jerónimo de Sousa insiste na valorização salarial como “compromisso do PCP”

O secretário-geral do PCP insistiu hoje na necessidade de aumento dos salários e na valorização de carreiras e profissões, “compromisso do PCP”, afirmando que a pandemia da covid-19 é utilizada como “pretexto” para abusos laborais. “O …

Pfizer e Moderna aumentaram preços das vacinas, revela Financial Times

As farmacêuticas Pfizer e Moderna aumentaram o preço das suas vacinas contra a covid-19 nos últimos contratos de fornecimento à União Europeia (UE), subindo 25% e 13%, respetivamente, informou esta segunda-feira o Financial Times (FT). Os …

Após o assassinato de Noor Mukadam, Paquistão tem "epidemia de terrorismo de género" em mãos

Noor Mukadam foi alegadamente torturada e decapitada pelo filho de um magnata paquistanês. O país vê-se agora com uma "epidemia de terrorismo de género" em mãos. Zahir Zakir Jaffer foi detido por suspeita do assassinato premeditado …

"Prelúdio indesejável". Irmã de Kim Jong-un avisa Coreia do Sul sobre manobras militares com EUA

Kim Yo-jong, a irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, alertou a Coreia do Sul sobre o impacto negativo da realização de manobras militares conjuntas com os Estados Unidos da América (EUA) para a recente reaproximação …

PIB tem de crescer quase 6% no segundo semestre para as previsões do governo serem cumpridas

Mesmo com o crescimento histórico de 15,5% no segundo trimestre de 2021, a economia vai ter de chegar a valores pré-pandemia para se cumprir o objectivo de 5% de crescimento anual apontado pelo Ministro das …

Descontos em apps de entrega de comida e táxi. Reino Unido oferece incentivos aos jovens para se vacinarem

Descontos em aplicações na entrega de comida ou de táxi são alguns dos incentivos que serão oferecidos no Reino Unido para promover a vacinação entre os mais jovens. Sajid Javid, ministro da Saúde do Reino …