12 anos de prisão para escriturário que desviou 1,7 milhões de Conservatória

-

Um antigo escriturário do Cartório Notarial e da Conservatória do Registo Predial de Viseu foi condenado a 12 anos de prisão efetiva por ter desviado mais de 1,7 milhões de euros.

No processo referente à Conservatória do Registo Predial de Viseu, Osvaldo Pires foi condenado pelos crimes de peculato (seis anos e meio de prisão), falsificação de documentos (dois anos e meio de prisão), falsidade informática (três anos e meio de prisão) e branqueamento de capitais (cinco anos e meio de prisão).

Já no processo relativo ao Cartório Notarial, onde tinha trabalhado antes de ir para a Conservatória, Osvaldo Pires foi condenado por peculato (três anos e meio de prisão), falsificação de documentos (dois anos e meio de prisão) e branqueamento de capitais (três anos de prisão).

Feito o cúmulo jurídico, o antigo escriturário teve uma pena efetiva de 12 anos de prisão e, passado esse período, fica proibido de exercer funções públicas durante cinco anos.

No processo da Conservatória do Registo Predial de Viseu eram também arguidos Vítor Freitas e Ana Guadalupe Martins, um casal amigo de Osvaldo Pires, sobre o qual recaía a acusação de branqueamento de capitais.

O Tribunal de Viseu considerou ter ficado provado o que constava da acusação, ou seja, que Osvaldo Pires, através de “ordens de pagamento ou transferências ‘online‘”, desviou um total de 1.622.853 euros da Conservatória.

Com as quantias desviadas, realizou aplicações financeiras, que renderam juros líquidos, comprou aves exóticas, depositou e transferiu 183 mil euros para as contas de Vitor Freitas e Ana Guadalupe Martins, liquidou empréstimos e adquiriu várias viaturas.

Segundo o juiz presidente, ao fazer estas operações, Osvaldo Pires “quis ocultar a origem” do dinheiro desviado da Conservatória.

O tribunal considerou que Vitor Freitas e Ana Guadalupe Martins “agiram em comunhão de esforços” com Osvaldo Pires, todos eles tendo noção de que estavam a “lançar na economia ativos financeiros ilícitos”.

Pela prática, em coautoria, do crime de branqueamento de capitais, Vitor Freitas e Ana Guadalupe Martins foram condenados a uma pena individual de quatro anos de prisão, suspensa por igual período.

Osvaldo Pires terá de pagar ao Instituto de Registos e Notariado 1,5 milhões de euros (valor reduzido devido a amortizações já feitas), mais 2.425 euros de juros das aplicações financeiras. Vítor Freitas e Ana Guadalupe Martins terão de devolver os 183 mil euros.

No processo relativo ao Cartório Notarial, além de Osvaldo Pires, era também arguida a sua ex-mulher, Maria Helena Pires, acusada do crime de branqueamento de capitais, em coautoria.

O tribunal deu como provado que, enquanto trabalhou no Cartório, Osvaldo Pires “terá lançado erradamente nos livros de receitas e emolumentos e impostos de selo as somas das parcelas registadas durante vários meses”, situados entre junho de 2002 e setembro de 2004.

Apesar de a acusação referir que teria retirado 204.400 euros do Cartório, só ficou provado que se apropriou de 106.305 euros, o correspondente ao montante depositado nas suas contas.

A mãe de Osvaldo Pires e a mulher fizeram alguns dos depósitos. Esta foi condenada a uma pena de dois anos e meio de prisão, suspensa por igual período.

Relativamente a este processo, Osvaldo Pires terá de pagar os cerca de 106 mil euros ao Estado.

// Lusa

3 COMENTÁRIOS

  1. Lá está! Só os desprotegidos é que são presos. Com tanto desvio que anda por aí, logo este vai pagar por todos.

  2. Condenável atitude, sim senhor. Pague por isso. E as instituições reguladoras, fiscalizadoras da actividade, andavam a dormir? Então para que servem? Ahhh, já percebi, o senhor era o dono daquilo tudo……

RESPONDER

Portas foi talvez o melhor ministro da Defesa (diz João Soares)

O deputado socialista João Soares defendeu esta sexta-feira que o ex-líder do CDS-PP Paulo Portas foi "um excelente ministro da Defesa, se não o melhor", elogiando a solução para a OGMA e a compra de …

Familiares das vítimas vão ter acesso ao capítulo secreto do relatório de Pedrógão

O ministro da Administração Interna assegurou hoje que os familiares das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande terão acesso, a partir da próxima semana, às partes do relatório de Xavier Viegas "que digam especificamente respeito …

Greve dos técnicos de diagnóstico chega ao fim após acordo com o Governo

Os sindicatos que representam os técnicos superiores das áreas de diagnóstico e terapêutica e o Governo chegaram a acordo e estes profissionais vão suspender às 24h00 a greve que durou 24 dias, segundo fonte sindical. O …

Sentença de Oscar Pistorius agravada de 6 para 13 anos de prisão

A sentença do atleta paralímpico foi, esta sexta-feira, aumentada de seis para 13 anos e cinco meses de cadeia, decidiu o Tribunal Supremo de Apelação da África do Sul. A Justiça sul-africana aumentou hoje a pena de Oscar …

Beba 3 cafés por dia (o risco compensa)

Um estudo, publicado recentemente, desmistificou a ideia de que consumir três chávenas de café por dia está associado a um deterioramento da saúde. O consumo de cafeína traduz-se, pelo contrário, num aumento de vantagens para …

Da polícia ao SNS, todos falharam em caso de mulher assassinada pelo marido

Nem a polícia, nem o Ministério Público, ou sequer o Serviço Nacional de Saúde responderam adequadamente no caso de uma mulher vítima de violência doméstica, assassinada pelo marido em 2015. A conclusão é do relatório …

25 municípios perdem metade da água em roturas e infiltrações

Roturas, infiltrações e consumos não cobrados levam a que as empresas municipais de gestão de água tenham perdas comerciais da ordem dos 30%, na média do país. Mas há casos em que o valor chega …

Ataque a mesquita no Egipto faz 155 mortos

Pelo menos 155 pessoas morreram e 120 ficaram feridas num ataque contra uma mesquita no norte da península do Sinai, nordeste do Egipto, indica um balanço da agência oficial egípcia, Mena. Os atacantes colocaram explosivos artesanais …

Morreu o jornalista Pedro Rolo Duarte

O jornalista e radialista Pedro Rolo Duarte morreu, esta sexta-feira, em Lisboa, aos 53 anos, vítima de cancro. Pedro Rolo Duarte estava internado desde terça-feira na unidade de cuidados paliativos do Hospital da Luz, em Lisboa, …

PSD vota contra o Orçamento de Estado

O líder parlamentar do PSD anunciou, esta sexta-feira, que o partido repetirá o voto contra o Orçamento do Estado para 2018 na sua versão final e considerou que o debate na especialidade "piorou" ainda mais …