11% dos alunos do 7.º ano chumbaram com 6 ou mais negativas

Um estudo da Direção Geral e Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) indica que 66% dos alunos do 7.º ano do ensino básico que reprovaram no ano letivo de 2014/2015 tiveram seis ou mais negativas. A matemática é apontada como a disciplina mais problemática.

Os dados, citados esta sexta-feira no Público e disponíveis na página da DGEEC, indicam que 66% dos alunos que chumbam no 7.º ano de escolaridade têm seis ou mais negativas.

“Se somarmos a estes 66% os 19% de alunos com cinco negativas, concluímos que uma esmagadora maioria de 85% dos alunos fica retida no 7.º ano, o que mostra que existem pouquíssimas retenções ‘à tangente'”, pode ler-se no relatório.

Em 2014/2015 chumbaram 13,1% dos 300.429 alunos no 3.º ciclo em escolas públicas do continente, percentagem que sobe para 16,7% se se tiver apenas em conta o 7º ano, o primeiro dos três que compõe o 3.º ciclo.

Segundo o estudo, que analisa as notas internas que os alunos do ensino público de Portugal continental tiveram no ano letivo de 2014/2015, entre 95% e 97% dos alunos que reprovaram no 3.º ciclo tiveram negativas a Matemática.

Em relação a esta disciplina, a DGEEC assegura que apenas 32% dos alunos que ficaram retidos no 7.º ano conseguiram recuperar a negativa no ano seguinte.

Matemática ocupa assim o primeiro lugar na maior percentagem de negativas no 7.º ano, seguida de Português com 81% e da Físico-Química com 79%. Do outro lado da lista estão as disciplinas de Educação Física (14%), TIC (22%) e Educação Visual (27%).

No 8.º e 9.º anos o número de alunos que chumbaram com seis ou mais negativas descresce para 54% e 28%. Este decréscimo pode “ser explicado pelo progressivo reencaminhamento dos alunos com desempenhos mais baixos para outras modalidades de ensino, como as vocacionais”.

O relatório salienta que a forma transversal como o contexto económico influencia as classificações em todas as disciplinas é “impressionante”.

Entre os alunos sem apoio de ação social, 25% chumbaram a Matemática, ou seja, um em cada quatro. No entanto, se selecionarmos apenas os que recebem apoios de ação social escolar (ASE) do escalão mais alto, o rácio duplica: um em cada dois alunos não consegue ter aproveitamento a Matemática.

// LUSA

 

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas condenam teorias da conspiração sobre a origem do surto do coronavírus

Um grupo de 27 cientistas da área de saúde pública condenou, através de um comunicado, o fluxo de histórias e um artigo científico que sigerem que um laboratório em Wuhan, na China, pode ser a …

Saída de juíza dita repetição da fase de instrução do caso Hells Angels

A saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) da juíza que dirigiu cerca de 40 sessões da instrução do caso Hells Angels vai obrigar à repetição desta fase, revelou à Lusa fonte ligada ao …

Conselho Europeu termina sem acordo sobre Orçamento

O Conselho Europeu extraordinário em Bruxelas consagrado ao orçamento plurianual da União para 2021-2027 terminou, esta sexta-feira, sem acordo. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, lamentou este desfecho e sublinhou que os líderes dos 27 Estados-membros …

Absolvidos médicos que não detetaram tumor cerebral em jovem de 19 anos

O Tribunal da Relação do Porto absolveu os quatro médicos que não diagnosticaram um tumor cerebral a uma jovem que acabou por morrer. O caso de Sara Moreira, a jovem de 19 anos que morreu com …

Isabel dos Santos está 100 milhões mais "pobre" (e uma das suas empresas em Portugal tenta evitar a falência)

A fortuna de Isabel dos Santos está avaliada em 2,2 mil milhões de dólares, o que a mantém como a mulher mais rica de África, mas a empresária angolana perdeu 100 milhões de dólares em …

Polícia indiana vai proteger Trump com fisgas (por causa dos macacos selvagens)

Polícia armada com catapultas foi designada para proteger o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de macacos selvagens durante a sua visita ao Taj Mahal, na Índia. Entre 500 e 700 macacos rhesus vivem no mausoléu …

Análises negativas a dois passageiros do navio Westerdam que chegaram a Lisboa

Dois residentes em Portugal que eram passageiros do navio MS Westerdam, que esteve atracado no Camboja, foram submetidos a análises laboratoriais para o novo coronavírus e os resultados foram negativos. Num comunicado divulgado hoje no seu …

Morreu o escritor Vasco Pulido Valente

O escritor e cronista morreu, esta sexta-feira, aos 78 anos de idade, em Lisboa. O Público, jornal no qual foi cronista desde a sua fundação, confirmou junto de fonte familiar que Vasco Pulido Valente morreu, esta …

Tribunal autoriza Tesla a derrubar floresta na Alemanha para construir fábrica

A justiça alemã permitiu à Tesla, empresa liderada por Elon Musk, destruir 92 hectares na Alemanha para construir uma fábrica de grandes dimensões. Esta será a sua primeira fábrica na Europa. Como informou o Deutsche Welle, citado …

Covid-19. Autocarros com ucranianos retirados da China recebidos à pedrada

Dezenas de manifestantes envolveram-se em confrontos com a polícia, esta quinta-feira, numa localidade no centro da Ucrânia, onde 70 pessoas vão ficar sob quarentena depois de terem regressado da China. Com receio da propagação do Covid-19, …