100 anos depois, cientistas percebem que afinal esta rã é uma nova espécie

(dr) The University of Manchester

A rã Cruziohyla sylviae

Uma das mais espetaculares rãs do planeta foi identificada como sendo uma nova espécie, depois de 20 anos de uma minuciosa investigação da Universidade de Manchester, no Reino Unido.

O conservacionista de anfíbios Andrew Gray, curador de herpetologia no Museu de Manchester, nomeou a criatura de ‘Sylvia’s Tree Frog’, Cruziohyla sylviae, em honra à sua neta de três anos (que se chama Sylvia).

De acordo com a Universidade de Manchester, esta rã colorida está no radar dos zoólogos há quase 100 anos. Esta espécie foi encontrada no Panamá, em 1925, mas foi erradamente identificada como sendo um exemplar da ‘Splendid Tree Frog’, ou Cruziohyla calcarifer.

Esta descoberta evidenciou que a espécie original, encontrada em 1902, continua a ser muito mais rara do que se pensava e pode enfrentar a extinção completa num futuro próximo. São conhecidos menos de 50 espécimes da Cruziohyla calcarifer e também menos de 150 da Cruziohyla sylviae.

Gray, que publicou o seu estudo na revista científica Zootaxa, trabalhou extensivamente com este grupo incomum de rãs da América Central e do Sul, tanto no contexto selvagem como através da coleção de anfíbios vivos no Museu de Manchester.

“É notável que uma nova espécie tão distinta tenha permanecido despercebida durante tanto tempo. No entanto, mais importante do que isso, este trabalho destaca que é preciso uma avaliação urgente das necessidades de conservação de cada espécie para garantir que ainda vão estar por perto nos próximos cem anos”, afirma Gray.

O cientista combinou as características únicas desta rã com o perfil de péptidos da pele e uma avaliação genética que, na sua opinião, foi crucial para identificar as diferenças da nova espécie que, na verdade, está mais intimamente relacionada com outra espécie sul-americana incomum do que com a ‘Splendid Tree Frog’.

Esme Ward, diretora do Museu de Manchester, acrescentou que é “um verdadeiro privilégio manter rãs tão raras na coleção do museu e apoiar a conservação de anfíbios em todo o planeta”.

“Esta investigação multidisciplinar destaca a importância das coleções dos museus, onde tanto os espécimes vivos como os históricos estão a ajudar a taxonomia atual para fazer uma diferença real na formação do futuro da conservação da vida selvagem”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hubble capta a imagem mais nítida do primeiro cometa interestelar confirmado

O Hubble conseguiu captar uma fotografia de 2I/Borisov, o primeiro cometa interestelar até agora detetado, avançou a NASA, que opera o telescópio espacial. De acordo com a nota divulgada pela agência espacial norte-americana, a fotografia …

Alverca 2-0 Sporting | Leões desinspirados afastados da Taça pelo Alverca

O Alverca surpreendeu hoje o Sporting com uma vitória por 2-0, na terceira eliminatória da Taça de Portugal, tornando-se no primeiro grande «tomba-gigantes» da competição ao afastar o atual detentor do troféu. Alex Apolinário, aos 10 …

A Barbie também arrenda casa no Airbnb

A boneca mais famosa do mundo celebra 60 anos. Agora, a empresa que produz a Barbie, a Matel, tornou a boneca uma anfitriã no Airbnb e vai arrendar uma mansão à beira-mar em Malibu, na …

Os primeiros bebés podem nascer no Espaço daqui a 12 anos

A empresa SpaceBorn United pretende realizar missões espaciais entre 24 e 36 horas para que algumas mulheres dêem à luz em órbita dentro de 12 anos. A notícia é avançada pelo fundador e CEO da empresa, …

Japão importou cinco vírus mortais, incluindo Ebola, por causa de Tóquio 2020

Com os Jogos Olímpicos à porta, um laboratório japonês decidiu importar cinco vírus mortais, nomeadamente Ebola, para fazer frente a um eventual surto durante a competição que vai levar ao país mais de 600 mil …

Empresa anónima quer os direitos do seu rosto para construir robôs (e paga 115 mil euros)

Uma empresa privada anónima está a oferecer 115 mil euros pelos direitos de usar o seu rosto numa nova linha de robôs humanóides. A empresa quer usar a imagem para dar uma cara a um robô …

Empresa está a vender vinho (com flocos de ouro) para celebrar o Brexit

Quando o Reino Unido abandonar a União Europeia, uma saída programada para 31 de outubro, é provável que as pessoas celebrem com um vinho especial com flocos de ouro. Para aqueles que querem celebrar a saída …

Neandertais ocuparam ilhas do Mediterrâneo dezenas de milhares de anos antes do que se pensava

Cientistas descobriram provas de que a ilha de Naxos, na Grécia, já era habitada por neandertais há 200.000 anos, dezenas de milhares de anos antes do que se pensava até agora. Um estudo publicado esta quinta-feira …

Testes "bárbaros" em macacos levam ativistas a pedir encerramento de laboratório alemão

Durante meses, um ativista pelos direitos dos animais trabalhou no Laboratório de Farmacologia e Toxicologia (LPT, na sigla inglesa), em Hamburgo, na Alemanha, onde testemunhou situações de violência contra os animais utilizados em testes e …

Próxima cimeira do G7 vai ser num resort de Donald Trump

A próxima cimeira do G7 será realizada num dos clubes de golfe do Presidente norte-americano, Donald Trump, na Florida, e o clima não constará da agenda de trabalhos, disse esta quinta-feira o chefe de gabinete …